4.4.09

Amor moderno: mensagem instantânea, namorada instantânea


Roger Hobbs
De Portland, Oregon


Tradução: Claudia Dall'Antonia


Durante muitos anos eu tive um problema nada comum entre os geeks da Internet; eu tinha sucesso demais com as mulheres. Eu usava a Internet como um meio de comunicação com mulheres que eu conhecera offline, para superar minha falta de jeito e inventar relacionamentos românticos. Parece saudável? Não era.

Comecei meu segundo ano na faculdade. Fui para uma daquelas grandes escolas públicas do Leste que desova estudantes de uma forma que faria os industriais do século XIX jogar seus chapéus para o ar e gritar um "hurra!" Mesmo nós, os estudantes, nos víamos como uma turba anônima de subproletários, esperando pelo próximo episódio de "American Idol" para nos liberar da dor de uma inexpressiva existência. Eu era a raspa do tacho: gordinho, silencioso, um CDF penosamente desajeitado que se apegava ao seu livro de latim como se ele guardasse os segredos da existência. A única boa coisa que me aconteceu naquele ano foi conhecer Chelsea.

Leia mais>>

Nenhum comentário: