30.11.13

Igrejas criam alternativa para Black Friday, o “Bless Friday”

Do Gospel Prime
Enquanto no Brasil a promoção chamada de “Black Friday” [Sexta-feira Negra] é cercada de polêmicas, nos EUA onde foi criada, ela ainda é o dia de maior fluxo de comércio do ano.

Contudo, em 2009, um sermão pregado em uma igreja de Houston, Texas, lembrou que a pregação do evangelho apenas como prosperidade atrapalha a percepção dos cristãos que “abençoar” é melhor que “ser abençoado”, segundo o próprio Jesus.

Essa foi uma semente que acabaria resultando na criação da “Bless Friday” [Sexta-feira de Benção]. O pastor Chuck Fox, da Igreja Presbiteriana, decidiu levar esse plano adiante e não deixar apenas na teoria. A ideia básica é que as igrejas que já possuem projetos de serviços comunitários os intensificam nestes dias e as que não têm, envolvam-se em atividades em prol da comunidade.

O propósito é combater a cultura do consumo desenfreado com a valorização do trabalho voluntário, sempre enfatizando que trata-se de um mandamento bíblico. A proposta é simples, o dia de Ação de Graças é comemorado na última quinta-feira de novembro. A Black Friday é no dia seguinte, sendo o “grande dia” para as compras de Natal, celebrado menos de um mês depois. A proposta da Bless Friday é que ao invés de saírem para as compras e ficarem horas procurando pelas melhores ofertas do comércio, os cristãos saiam para a rua e sirvam os necessitados. Algumas começam as atividades na sexta e só param após o culto no domingo.

Chuck Fox, o criador da Bless Friday, enfatiza: “As pessoas entenderam a nossa mensagem de que quando nos concentramos demais em comprar coisas, perdemos de vista a verdadeira razão do Natal: lembrar de Cristo e celebrá-lo. Queremos começar a nossa celebração do Natal servindo aos outros, assim como Jesus fez”.

Usando a internet e contatando pastores conhecidos, Fox ajudou a ideia a se difundir. Este ano igrejas de fora do Texas também participaram, pertencentes a diferentes denominações: Presbiteriana, Metodista, Episcopal, Metodista Africana, e até católica.

Myree Francis, um dos líderes da Igreja Beacon of Light Christian Center, que está participando pelo terceiro ano da Bless Friday conta que as atividades deste ano inclui a distribuição de alimentos, atendimento de saúde e até a limpeza de parques da cidade.

“Minha esperança é que nós possamos resgatar o serviço ao próximo como parte da nossa celebração cristã. Precisamos apenas recolocar nosso foco em Cristo e todo o resto será consequência disso”, finaliza o pastor Fox. Com informações Christian Post.

27.11.13

Ex-garota de programa vê na igreja forma de tirar jovens da prostituição

Dulci diz que tem sido criticada por conta

 de sua decisão (Foto: Gabriela Pavão/G1 MS) 

Até a semana retrasada, Dulci Paina era garota de programa, diz que era famosa na balada de Campo Grande , ganhava até R$ 1,5 mil por noite e ficou conhecida após ter fotos íntimas divulgadas sem autorização em redes sociais. Então mudou radicalmente de vida, largou a profissão e começou a frequentar a igreja. Agora empresária de uma loja de roupas e acessórios femininos e masculinos, ela diz ter a meta de resgatar outras mulheres do mundo da prostituição.

Dulci afirma ao G1 que tomou uma decisão polêmica, vista com preconceito por outras pessoas. "Antes, me criticavam porque eu era garota de programa, vendia sexo. Agora que eu decidi me converter, aceitar Deus e mudar de vida, também sou criticada. Que sociedade é essa em que vivemos, em que as pessoas se acham no direito de julgar?", questiona.

Durante o tempo em que fazia programas, o lado financeiro sempre a impedia de abandonar o ofício. "Infelizmente durante esses meses eu optei pela forma mais rápida de ganhar dinheiro, mas isso não quer dizer que era a forma mais fácil. Nunca foi fácil transar com outros homens. A primeira vez foi tão difícil que não consegui", lembra.

O desejo de mudar de vida era, segundo ela, conflito psicológico. Largar ou não a profissão que rendia tanto? Dulci fala que obteve uma resposta, segundo ela, por “ironia do destino” durante encontro com um cliente.

"Chegamos no quarto e eu já estava preparada para fazer o que sempre fiz com os clientes, mas ele falou que não queria nada comigo e que estava ali porque Deus o havia mandado para me ajudar. Pediu para eu me olhar no espelho e falou que eu era uma menina bonita, gente boa e que eu não precisava mais fazer aquilo. Que Deus tinha um propósito na minha vida", relata.

Essa pessoa, de acordo com a empresária, lhe deu um livro evangélico, inicialmente ignorado por ela. "Eu não queria ler porque no fundo eu sabia que se eu me aproximasse de Deus ia acabar largando essa vida", afirma.

Dulci conta que certo dia sua sobrinha abriu o volume aleatoriamente e leu um trecho dizendo que “Deus nos dava o caminho das bençãos e maldições e que eu deveria escolher o que eu quisesse", relata. Na semana seguinte, foi convidada para assistir a um culto e aceitou.

Momento de fraqueza
Dulci diz que não tem vergonha do passado e que não se importa com críticas sobre a antiga profissão. "As pessoas querem me julgar, mas eu não ligo. A sociedade não aceita bem quem fala a verdade, quem assume o que é sem medo de críticas. Eu fiz isso quando resolvi ser garota de programa, em maio deste ano, e estou fazendo o mesmo porque escolhi mudar. Eu determino o que eu quero para minha vida, tenho livre arbítrio e ninguém tem nada com isso", explica.

Empresária diz que livro dado por
cliente mudou sua vida
A vida de garota de programa começou depois que a empresária, na época vendedora em uma loja de roupas e já proprietária da loja que tem hoje, começou a trabalhar também em casas noturnas fazendo recepção de clientes.

Entretanto, segundo ela, não dava para pagar todas as contas. Nesse momento apareceu a oportunidade de sair com homens em troca de dinheiro. "Foi um momento de fraqueza", afirma.

Ela diz ter ficado indignada com a forma como a sociedade valoriza as pessoas. "As pessoas valorizam mais uma pessoa que vende o corpo e o sexo do que uma vendedora de uma loja de roupas. É revoltante você saber que trabalhava 12 horas por dia para ganhar R$ 2 mil, no máximo, e que em uma hora de programa tira R$ 300. Os valores da sociedade estão errados", afirma.

Mesmo sem arrepender-se, Dulci diz que tomaria rumo diferente na vida se tivesse chance. "Eu não repetiria isso. Hoje enxerguei que tenho capacidade para ganhar dinheiro de outra forma, sem desrespeitar os ensinamentos da minha mãe e de Deus. Não quero voltar atrás nunca mais. É uma decisão definitiva. Só quem conhece Jesus sabe o quanto ele nos dá paz para tomar decisões", declara.

Sobre os desafios de manter-se no caminho da religião, Dulci diz que vai ser uma luta diária. "Ele [Deus] não disse que seria fácil. Servir a Deus é um desafio constante. Todos os dias o pecado vem e bate na sua porta. Mas quando você está firme no seu propósito fica mais fácil", afirma.

Para o futuro, Dulci conta que pretende se fortalecer na religião para tirar outras mulheres da vida da prostituição. "Por enquanto eu estou me fortalecendo, conhecendo mais sobre Deus e adquirindo sabedoria, para poder fazer esse trabalho de ajuda", explica.

Fonte: 

20.11.13

Consciência Negra: Um pedido de perdão

Durante 10 anos (1835-45), a Guerra dos Farrapos se arrastou pelo sul do Brasil, em uma luta entre forças revolucionárias daquela região e o exército brasileiro. Porém, apesar do “final feliz” para as forças oficiais do país, uma grande injustiça manchou esta vitória com sangue inocente: o massacre contra os soldados negros.

Nós sabemos que em nosso país – especialmente na região sul, onde moro – na Guerra dos Farrapos, contrataram soldados negros, para lutar no exército brasileiro, prometendo a estes, terras / propriedades a estes homens, quando o Brasil voltasse vitorioso do conflito. Porém, no retorno das tropas brasileiras, o que o aconteceu foi um massacre. Degolaram todos os soldados negros, para que não fosse necessário o pagamento desta dívida – tal era a discriminação contra a raça negra em nosso estado, em nosso país.

Em muitos outros lugares ocorreram fatos semelhantes… isso sem falar da escravidão; daqueles que sofreram com as duras viagens nos navios negreiros, imundos e sem qualquer condição de sobrevivência; das duras chibatadas tomadas nos troncos das fazendas de engenho; do racismo, que, inacreditavelmente, ainda hoje existe.

Isto tudo traz para a nossa terra, um peso, uma cobrança, porque Deus é justo… Ele ama todas as raças, porque é o criador destas. Quando uma raça é injustiçada desta forma, isto nos traz a necessidade de remissão perante este povo.

Neste dia, consagrado à Consciência Negra, eu gostaria de fazer um pedido de perdão por aqueles que ofenderam a raça negra. Deixo aqui o meu pedido de perdão e a minha oração para que Deus restitua tudo o que foi roubado desta raça. Num ato de remissão, é comum que nós nos coloquemos no lugar dos ofensores e peçamos perdão aos que foram ofendidos.

Quero convidar a Igreja, para orarmos, como ministros do evangelho e da reconciliação, por justiça e que hoje comece um novo tempo, em que há respeito aos nossos irmãos, que se diferem de outros apenas na cor da pele, mas o coração, o sangue e o Deus é o mesmo.

Por Joel Engel – www.joelengel.com.br

15.11.13

Pastor se mata com um tiro depois de relatar que Deus não o escutava

Depois de confessar que algumas vezes sentia que Deus não o escutava, um pastor dos EUA se matou, enquanto sua esposa, seus dois filhos e oitocentos membros de sua congregação o esperavam para seu sermão de domingo, de acordo com o site 13 WMAZ.

O Rev. Teddy Parker Jr., de 42 anos, foi encontrado dentro da garagem de sua casa, na cidade de Warner Robins (EUA), por sua esposa Larrinecia Parker, de 38 anos, com um ferimento de bala com indícios evidentes de suicídio.

A edição em inglês do Christian Post procurou os entes mais próximos de Parker Jr., ao deixar mensagens para a família e o escritório da igreja, mas até o momento não houve nenhuma resposta.

Segundo o WMAZ, Lakesia Toomes, funcionária da igreja, pediu que fosse respeitada a privacidade da família neste momento, enquanto Russell Rowland, membro da igreja, revelou que o pastor enviou seus familiares para a igreja, ao dizer que iria logo mais tarde.

"Quando o pastor não apareceu, os familiares foram procurá-lo. Estou muito surpreso pois ele não pregava isso. Ele pregava totalmente o oposto. É algo que a congregação realmente não entende", afirma Rowland.

Na segunda-feira (11), quando os membros da igreja se reuniram novamente depois de saber da morte, o clima era de bastante seriedade, já que todos se sentiam consternados com o que aconteceu.

"Todo mundo está em estado de choque agora. Acho que um monte de pessoas estão tentando entender por que isso aconteceu. Estamos orando ao Senhor pedindo uma orientação", comentou o membro da igreja.

Rowland descreveu o pastor como um "bom homem, sujeito otimista e carinhoso com as pessoas, sobretudo com as crianças", e que a vida o pastor aparentemente não apresentava problemas.

No momento, a família diz que está devastada, depois do que ocorreu. O relatório sobre o incidente da delegacia local aponta que o suicídio aconteceu às 13:30h do último domingo (10). Com informações do 
The Christian Post.

14.11.13

Evento evangélico reúne multidão de jovens para discutir protestos no Brasil

Assim como as manifestações populares no Brasil levaram multidões as ruas do país, a 9ª edição do Usina 21 também levou milhares de pessoas à Universidade Presbiteriana Mackenzie, no último sábado. Sob o tema, “A voz de Deus e a voz das Ruas”, o principal encontro de juventude cristã e engajamento do país, realizou a maior edição de sua história e debateu as recentes manifestações no Brasil fazendo com que o espaço da universidade ficasse pequeno, com quase 3.000 participantes.

“Foi incrível. Fomos surpreendidos com a explosão de público que houve nessa edição”, explicou o idealizador do evento, deputado estadual e pastor, Carlos Bezerra Jr. “Sair às ruas e protestar é muito mais fácil do que se organizar e trabalhar pelas mudanças que desejamos. Nós entendemos essas mudanças a partir da ótica dos valores do reino de Deus. O Usina discute temas que não são discutidos na igreja, para que os jovens saiam daqui inspirados para trabalharem pela transformação da realidade em suas comunidades e igrejas locais”, complementou Bezerra Jr.

O preletor principal do evento foi o pastor sul-coreano, Eugene Cho, idealizador de movimento de combate à pobreza mundial e criador da ONG One Day’s Wages, que estimula jovens a doarem o salário de um dia de trabalho no ano para causas humanitárias. “Todos nós temos sonhos. Mas a força para realizá-los ou não, está no que cremos. Assim como a One Day´s, o Usina 21 nasceu de uma visão, e hoje muda a trajetória de vida de muitos jovens”, explica Eugene.

Além do parlamentar e do ativista, o evento contou com mais de 30 palestrantes e 40 oficinas nas áreas de ativismo social, história, espiritualidade e sustentabilidade. Para Anna Penido, ex-coordenadora da Unicef-Brasil, uma das preletoras do evento, o Usina é um espaço que contribui para que o jovem possa aprender a exercer cidadania. “É fundamental ter trazido essa insatisfação que foi mostrada nas ruas às claras, para que possamos ajudar esses jovens a entenderem como eles podem transformar a realidade”, explicou.

“O Usina é um espaço para que se discutam pensamentos, e se criem formas para que eles saiam daqui e alcancem a sociedade. Manifestações são legítimas, mas precisam de pauta. Penso que a igreja não tem sido tão atuante quanto deveria nas manifestações, por isso, este espaço é fundamental“, comentou Ed René Kivitz durante painel de debate sobre as manifestações.

“Este evento marca um novo momento do cristianismo no Brasil, pois leva milhares de jovens de diferentes denominações à formação de uma profunda consciência e justiça social, mediante encontros marcados por criatividade, excelência, dinamismo e forte conteúdo cristão”, afirmou Antônio Carlos Costa.

O encontro também foi marcado por muita música, com a abertura da banda Palavrantiga, e shows de Daniela Araújo e Coral Resgate. “É um prazer imenso estar aqui e saber que existem jovens que se reúnem para debater o futuro de nosso país”, diz Daniela Araújo durante sua apresentação. “Cantar em um evento com essa temática é, no mínimo, maravilhoso”, contou Marcos Almeida, vocalista do Palavrantiga.

A lotação não foi impedimento para a diversão dos jovens. A estudante Pâmela Amaral, 20, comandou caravana que veio de Atibaia com mais de 40 pessoas. ”Foi fantástico. O evento me fez pensar em como posso servir melhor ao meu próximo”, explicou. O arquiteto Carlos Henrique, 29, chegou às 6 horas da manhã na fila. ”Faria tudo de novo. Se pudesse, chegaria até mais cedo, porque sei que no próximo Usina muito mais gente vai participar. Quero garantir minha vaga”, contou.

Para aqueles que participaram e para aqueles participarão das próximas edições, Bezerra Jr. deixa um recado: “Não estamos aqui com as respostas prontas, mas com as perguntas certas. O desafio é que a gente, reflita, dialogue, debata, mas que saia daqui inspirado para transformar esse mundo com um cristianismo diferente do cristianismo da prosperidade, do ‘dinheirismo’, do consumismo e da ostentação. Estamos aqui pra provar que existe um jeito de ser cristão sem ser preconceituoso, sem ser racista, sem ser alienado, sem dar os ombros para as coisas pelas quais toda a sociedade está clamando”, finalizou Bezerra Jr.
Com informações PAVABLOG

Exposição vai mostrar nomes engraçados de igrejas

De acordo com o IBT (Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário) a cada duas horas uma nova igreja evangélica é criada no Brasil, o órgão diz que do dia 1º de janeiro ao dia 1º de setembro foram criadas mais de 2.830 denominações.
O dado se refere a novos ministérios e não extensões de grupos já existentes. Para registrar ministérios novos os pastores usam revelações e muita criatividade como vai mostrar a exposição “Sabe o nome da igreja?”.
Os curadores da mostra são o fotógrafo Adilson Santos e a jornalista e cineasta Luciana Mazza que fizeram um apanhado de nomes originais – e bem diferentes – que batizam igrejas em diversas partes do Brasil.
Entre os nomes curiosos os curadores adiantam os seguintes: Igreja Dekanthalabassi, Igreja A Serpente de Moisés Aquela Que Engoliu As Outras, Igreja Pentecostal Jesus Vem Você Fica, Igreja Evangélica Pentecostal A última Embarcação Para Cristo, Igreja Chave do Éden, Igreja Evangélica Batista Barranco Sagrado e Igreja Batista A Paz Do Senhor.
“A ideia é fazer uma homenagem com respeito e bom humor a expansão dos evangélicos, das igrejas e de seus pastores. Lembrar que é importante congregar, que é fundamental frequentar a casa do Pai Celestial, independente do nome que tenha”, dizem.
Muitos desses nomes revelam os dogmas da igreja ou até mesmo o público alvo como é o caso da Igreja Caverna do Rock, voltada para roqueiros. As revelações para a criação desses nomes são diversas, e em alguns casos a localidade das igrejas acabam complementando o nome, veja, a por exemplo, a Igreja Evangélica Deus Pentecostal da Profecia, de São Mateus (ES).
A exposição “Sabe o nome da igreja?” faz parte do 3º Salão Internacional Gospel que vai acontecer entre os dias 18 e 20 de setembro de 2014.
Lista de nomes engraçados
Uma lista de nomes engraçados de igrejas circula pela internet há anos, mostrando exatamente essa diversidade de ministérios e a criatividade dos pastores e líderes.
Do Gospel Prime
Veja alguns nomes que encontramos na rede:
Congregação Anti-blasfêmeas
Igreja Evangélica de Abominação à Vida Torta
Igreja Batista Incêndio de Bênçãos
Comunidade do Coração Reciclado
Igreja Aceita a Jesus
Igreja Pentecostal Jesus Nasceu em Belém
Igreja Automotiva do Fogo Sagrado
Igreja Batista A Paz do Senhor e Anti-Globo
Assembléia de Deus do Pai, do Filho e do Espírito Santo
Igreja Palma da Mão de Cristo
Igreja da Cruz Erguida para o Bem das Almas
Igreja Filho do Varão
Igreja Sinais e Prodígios
Igreja Evangélica Florzinha de Jesus
Ministério Eis-me Aqui
Igreja Jesus Está Voltando, Prepara-te
Igreja Evangélica Pentecostal Cuspe de Cristo
Assembléia de Deus Batista A Cobrinha de Moisés
Assembléia de Deus Fonte Santa em Biscoitão
Igreja Evangélica Muçulmana Javé é Pai
Igreja Abre-te-Sésamo
Igreja Evangélica dos Hinos Maravilhosos
Igreja Pentecostal Marilyn Monroe

11.11.13

Estudante abandona corrida ao receber o número 666 em sua inscrição

Depois de receber o número 666 para competir em uma prova regional da modalidade cross country, uma estudante do estado do Kentucky, leste dos EUA, decidiu abandonar a corrida por não conseguir trocar o número bíblico por outro, durante a inscrição.

Promissora atleta da categoria júnior, da escola Whitley County High School, Codie Thacker é considerada ima das melhores corredoras de sua equipe, de acordo com sua técnica, Gina Croley.

Bastante dedicada, Thacker treinou durante meses para se preparar para o campeonato regional, uma grande vitrine para mostrar seu talento e a consagração todo o seu trabalho da temporada, o que a motivou mais para correr.

A atleta já estava cadastrada para a prova e a treinadora havia recebido um email com detalhes dos números antes da disputa, mas como a inscrição dos corredores constava unidades na casa do número 660, o número de Thacker passou despercebido.

"Quando eu imprimi e vi com atenção qual era o número, eu já pensei 'hum, ela não vai querer usar esse número'", disse a técnica da atleta, ao apontar que só percebeu o problema no dia em que a equipe se encontrou para a competição.

Thacker então discutiu com o chefe da associação local de atletas e tentou argumentar sobre o número 666 ser considerado a marca da besta, uma ofensa contra as suas crenças religiosas.

No entanto, apesar dos esforços e da treinadora pedir ao oficial se a jovem poderia mudar o número, ele simplesmente se negou e foi embora sem nenhuma explicação, segundo a treinadora.

"Codie ainda foi para a linha de partida com sua equipe, ela os reuniu em círculo e conduziu uma oração, antes de esperar o disparo do início da prova", contou Croley, ao confirmar que a garota mesmo assim saiu da corrida antes do começo.

O oficial de prova relatou que ninguém justificou a troca como motivo de crença. Contudo, a treinadora afirma que explicou a questão religiosa e pediu que as organizações de prova fiquem atentas a questões como estas, com óbvia conotação negativa contra cristãos, para não se repetir em outras competições. Com informações do 
The Christian Post.

10.11.13

Globo cancela cerimônia do Troféu Promessas

Do Gospel Prime
Faltando poucas horas para o encerramento das votações populares, a coordenação do Troféu Promessas resolveu cancelar a cerimônia de entrega de prêmios.

Os troféus seriam entregues na próxima quarta-feira (13) no Teatro Popular Oscar Niemeyer, em Niterói (RJ). Porém os organizadores resolveram anunciar os ganhadores na segunda (11) através do site oficial e os cantores ou bandas vencedores receberão os troféus por correio.

A notícia pegou a muitos de surpresas, bandas, assessores, jornalistas e profissionais ligados ao mercado evangélico já estavam se preparando para viajar para o Rio, muitos, inclusive, já haviam comprado passagens aéreas para participar da premiação.

Entre os possíveis ganhadores estão os nomes de Cassiane, Fernanda Brum, Bruna Karla, Aline Barros, André Valadão, Pregador Luo, Thalles Roberto, Oficina G3, Novo Som, Diante do Trono, Livres, Renascer Praise e outros.

Não há detalhes sobre o motivo do cancelamento da cerimônia. As edições do Troféu Promessas foram iniciativas da GEO Eventos, empresa das Organizações Globo que vai encerrar suas atividades no final do ano com dívidas de mais de R$60 milhões.

Fundação Jupará e FICC firmam parceria pelo resgate cultural em Itabuna

A Fundação Jupará de Cultura e Ecologia e a Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC) firmaram uma parceria importante para cultura local. A primeira ação desta parceria, já em curso, é o reconhecimento e requalificação do Centro Histórico de Itabuna.

Rosa Penzza, que representa a Fundação Jupará no projeto e também é curadora do acervo da Sociedade Montepio dos Artistas de Itabuna e da Filarmônica Euterpe Itabunense, destaca o futuro da empreitada. Ela prevê que uma parceria desta magnitude significa o início de um processo de fomento de produtos de base cultural.

O Presidente da Fundação Jupará, jornalista Marcel Leal, lembra a necessidade de resgatar e manter os bens culturais e históricos de Itabuna. “É um trabalho ao qual nos dedicamos desde o início, porque nossa cidade não costuma valorizar seu passado. É preciso que alguém faça isso”.

O Presidente da FICC, professor Roberto José, assinou nesta quinta-feira, o documento de adesão da Instituição a AMO Itabuna. Para Roberto José todos os atos e ações que objetivem esforços e garantias ao resgate cultural de Itabuna, são prioridades que, com certeza, promoverão outros esperados resultados.

Ainda de acordo com o Professor, é importante ressaltar também que, os resultados são utilizados em novos objetivos propostos, assegurando a continuidade da reestruturação cultural.

6.11.13

DEPUTADO EVANGÉLICO DEIXA PSB POR CAUSA DE HOMOSSEXUAIS

Auto declarado "ex-gay", "ex-bandido" e "ex-drogado", o deputado Pastor Sargento Isidório alega que estava sofrendo perseguição no PSB por hoje ser "um homem de Deus" e "muitos viados e viadas do partido" não respeitam seu posicionamento; estopim para o deputado deixar a legenda é o ingresso do presidente do Grupo Gay da Bahia (GGB), Marcelo Cerqueira, que será candidato a deputado estadual; Isidório está voltando para o PSC, partido do amigo e ídolo Marco Feliciano
O deputado estadual Pastor Sargento Isidório formalizou nesta terça-feira (5) sua saída do PSB. Ele está retornando para o PSC, partido do ídolo e amigo Marco Feliciano, o presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara, que é considerado homofóbico.
Isidório afirma que sai do PSB depois de conversa "amigável" com a presidente do partido, senadora Lídice da Mata. O deputado alega "incompatibilidade de gênero com a prática sexual de gays e lésbicas no partido".
Depois de criar mal estar no PSB por seu apoio declarado a Marco Feliciano e de dizer que o partido "tem muitos viados e viadas", ele passou por processo disciplinar interno e quase foi expulso da legenda.
E o estopim para que Isidório deixasse o PSB foi o anúncio do ingresso do presidente do Grupo Gay da Bahia (GGB), Marcelo Cerqueira, que será candidato a deputado estadual em 2014. O parlamentar afirmou que não podia continuar em um partido que apoiasse a causa homossexual.
Auto declarado "ex-gay", "ex-bandido" e "ex-drogado", o deputado Pastor Sargento Isidório alega também que estava sofrendo perseguição no PSB por hoje ser "um homem de Deus". Apesar de se declarar "curado do homossexualismo", o parlamentar baiano afirmou que não pode ficar muito próximo de outro homem "porque a carne é fraca".

4.11.13

Deus tem o melhor para você - Parte I

É bom saber que Deus tem um plano, uma visão para cada um de nós, para mim, para você e para cada pessoa. Não nascemos para fracassar, nascemos para sermos felizes, nascemos para vencer e servir ao Único Deus Real e Verdadeiro que existe. O problema é que há tantas coisas que permitimos em nossas vidas que impedem ou limitam a visão de Deus para nós. São tantos os obstáculos que precisamos transpor, se quisermos acertar com Deus.
Pensemos em alguns exemplos da Bíblia. Meu primeiro exemplo, dessa série de estudos que prepararemos, está registrado em Juízes 13; nessa passagem encontramos o retrato do amor de Deus pelo Seu povo – o amor de Deus por nós. O relato conta a historia de um casal que lutava contras as dificuldades da vida em uma época de extrema pobreza e servidão sob o jugo dos midianitas.
Iniciando essa história, fica evidente que quando fazemos o que é mal aos olhos do Senhor, ficamos entregues ao jugo do inimigo “... tornado a fazer o que era mau perante o SENHOR, este os entregou nas mãos dos filisteus por quarenta anos (Jz 13:1)”. Pobreza e servidão são características marcantes na vida daqueles que estão longe de Deus.
No contexto do relato, Manoá e sua mulher eram tementes a Deus. Entretanto, mesmo sendo uma família cristã, ela não estava isenta de:

a) Passar por momentos de angústias e dificuldades;

b) Ter uma vida normal com trabalho secular diário.

Nesse contexto, e em meio a tantas dificuldades e escassez do necessário, percebemos encontros íntimos com Deus e a necessidade da comunhão com Ele em oração. O Senhor Deus sabe de todas as coisas, se importa conosco e age em nosso favor. Ele garantiu àquela família que tinha algo novo a liberar“...porém conceberás e darás à luz um filho (Jz 13:4).Esse é o registro da experiência individual e devocional com Deus que a mulher de Manoá teve. Ela era tão desprezada que nem o seu nome foi registado na história. Entretanto, a benção que ela e seu esposo receberiam serviria também para abençoar os filhos de Israel.
O povo havia desagradado a Deus, mas mesmo assim, Deus não se esquece de nós. Temos todos os motivos para sermos felizes.
Nas palavras do anjo enviado por Deus, está claro que para receber a benção é preciso obedecer. Interessante é que o anjo não falou com Manoá, falou apenas com sua esposa; Deus queria valorizar a mulher e por isso o anjo apareceu inicialmente apenas a ela. Mas Manoá valorizava as experiências e questões de sua esposa e ela contou a ele tudo o que ocorreu com riquezas de detalhes.
Sua esposa foi sensível ao chamado de Deus e compartilhou com o marido suas experiências. Que mais belo retrato do padrão que o Senhor deseja para as famílias de hoje!
Manoá deseja que a experiência que sua esposa teve, também ocorra com ele; sua oração revela a necessidade de um encontro com Deus e:

a) Um desejo sincero de receber os ensinamentos de Deus;

b) Disposição para crer e perceber Deus.

Manoá também expressa uma preocupação muito séria, deixada de lado hoje por muitos pais hoje em dia: “..nos ensine o que devemos fazer ao menino que há de nascer” (Jz 13:8).
Manoá e sua esposa sabiam que o menino que iria nascer tinha um chamado de Deus para um ministério específico e o Senhor ouviu Manoá: “E Deus ouviu a voz de Manoá...” (Jz 13:9). Entretanto, onde estava Manoá quando o anjo apareceu novamente à sua esposa? Não sabemos onde ele estava, mas o que posso afirmar é que novamente ele não estava com sua esposa. Será que ele estava em casa “assistindo a TV”, acessando a Internet, navegando no facebook, curtindo os prazeres da vida, ou fazendo sei lá o que. Manoá deixara sua a mulher sozinha no campo. Esse era o tempo para ele estar com ela. Há tempo para tudo debaixo do céu.
Que lição aprendemos com a mulher de Manoá, ela correu e apressadamente chamou seu esposo. Era o momento da experiência coletiva. A presença do representante de Deus, do anjo, era uma realidade vivenciada novamente por sua mulher. Mas a chegada do tão esperado encontro com o anjo se aproxima e Manoá teria que deixar para trás suas duvidas e acompanhar sua esposa. “Então, se levantou Manoá, e seguiu a sua mulher, e, tendo chegado ao homem, lhe disse: És tu o que falaste a esta mulher? Ele respondeu: Eu sou “(Jz 13:11).
Manoá novamente expressa sua preocupação e deixa claro que não estaria disposto a criar seu filho para a vida, como muitos pais hoje em dia erradamente pensam e fazem com seus filhos, mas ele queria criar seu filho para ser útil no propósito de Deus aqui na terra. “Então, disse Manoá: Quando se cumprirem as tuas palavras, qual será o modo de viver do menino e o seu serviço? (Jz 13:12)”.
Percebemos o quanto é evidente que o Senhor tinha uma visão para Sansão. Deus tinha uma visão para ele, mesmo antes de seu nascimento e seus pais tinham a função de lhe transmitirem essa visão.
Veremos, no próximo estudo, a continuação desse rico episodio.

Afirmativa-Chave: Não nascemos para fracassar, nascemos para sermos felizes, nascemos para vencer e servir ao Único Deus Real e Verdadeiro que existe.

Pergunta Padrão: O que é preciso fazer para recebermos a benção do Senhor?

Unidos na mesma unção, na esperança da salvação.
Gilvan Silva Santos, servo do Deus Altíssimo em espírito, alma e corpo (I Tes5:23)

2.11.13

Assista à mensagem de Nick Vujicic na Batista da Lagoinha

No dia 20 de outubro, Nick Vujicic esteve na Igreja Batista da Lagoinha, em Belo Horizonte-MG.
Do Guia-me
Sem braços e sem pernas, ele tornou-se um conhecido conferencista que viaja o mundo testemunhando superação e fé.

Ao começar falando dos milagres de Deus, Vujicic contou: "Eu tenho um par de sapatos guardado em meu guarda-roupa se por acaso Deus responder 'sim'".

Embora suas palestras sejam direcionadas a pessoas não-convertidas na maioria das vezes, ele disse que falaria sobre ter um verdadeiro relacionamento com Deus.

Nick teve a pregação traduzida por Ana Paula Valadão. Assista ao vídeo completo abaixo.

Espiritismo continua crescendo no Brasil


A revista ISTOÉ desta semana destaca o lançamento do livro “Kardec, a Biografia” (ed. Record), escrito pelo jornalista Marcel Souto Maior. “Kardec precisou ir além da religião para criar uma doutrina inteira em apenas 13 anos”, explica.

O material foi compilado para mostrar a “força” do movimento que surgiu na França, mas foi no Brasil que alcançou seu maior número de adeptos. Embora seja uma prática pagã milenar, o pioneiro do espiritismo moderno foi o professor Hippolyte Léon Denizard Rivail. Membro destacado de nove sociedades científicas, escreveu 20 livros sobre pedagogia na França do século XIX.

Mas sua vida mudou quando começou sua busca pelo aspecto transcendente da vida. Acreditando na revelação feita por um espírito, mudou seu nome para Allan Kardec. Redigiu o influente “O Livro dos Espíritos” (1857). Fundou a Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas e passou a escrever diferentes livros sobre o assunto e uma publicação mensal. É considerado até hoje o “grande codificador da doutrina”.

Faleceu em 1869, vítima de aneurisma cerebral. Na época, sua doutrina tinha oficialmente sete milhões de seguidores. Desde então continuou crescendo, apesar da forte oposição da Igreja Católica da Europa. Seus livros eram queimados em praça pública. Médiuns e adeptos do espiritismo eram condenados por suas práticas.

Souto Maior afirma: “Kardec era político. “Depois das brigas, ele media as palavras com a Igreja e sabia que isso traria publicidade.”

Atualmente, no túmulo de Kardec no Cemitério Père-Lachaise, em Paris, existem mais mensagens em português do que em francês. Não por acaso.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) afirma que o Brasil tem 3,8 milhões de pessoas que se declaram espíritas. Some-se a isso 30 milhões de “simpatizantes”, defende a Federação Espírita Brasileira. Oficialmente, entre 2000 e 2010, o número de seguidores do espiritismo cresceu 65% no Brasil. Segundo a Federação, continua crescendo. É um tema recorrente em novelas e programas da televisão brasileira.
Com informações Gospel Prime

Governo cubano fecha cinemas particulares e lojas de roupas importadas


O governo de Cuba ordenou neste sábado (2) o fechamento dos cinemas particulares e o fim da venda privada de roupas importadas, medidas que alguns intelectuais interpretaram como um "retrocesso" nas reformas econômicas do presidente Raúl Castro. O Conselho de Ministros ordenou, em uma nota publicada na imprensa oficial, o fechamento imediato das salas particulares de cinemas improvisadas em casas e deu um prazo até 31 de dezembro para o fim dos negócios privados de roupas importadas, que haviam se proliferado na ilha. Segundo agências internacionais, o governo afirmou que estas são atividades que "nunca foram autorizadas" e que são exercidas a partir de licenças para outras cerca de 200 atividades econômicas legalizadas no âmbito das reformas. As pequenas salas de cinema operadas por particulares, a maioria com tecnologia 3D - inexistente nas grandes salas estatais -, funcionam, por exemplo, com licenças para o ofício de operador de equipamentos para recreação infantil, enquanto que os vendedores de roupas importadas atuam com a permissão para o trabalho de alfaiates e costureiras. Raúl Castro ampliou o trabalho privado, mas as atividades são bastante reguladas, e é preciso ser licenciado para exercê-las, embora muitos comércios existam na informalidade. Além disso, expira no fim do ano o prazo para o fechamento das pequenas empresas que vendem ferragens e encanamentos, que são importados ou comprados na rede estatal e revendidos no varejo. Com informações do Bahia notícias.