Gil, em Jequié, faz crítica a preconceito religioso (Foto Divulgação).

Vera Rabêlo

Em tom professoral e apropriadamente indignado, Gilberto Gil mandou um recado para evangélicos de Jequié durante show no palco principal do São João, sábado (26), dia do seu aniversário de 68 anos.

Os religiosos haviam protestado contra o nome da festa “São João Xangô Menino”, homônimo de uma música de Caetano Veloso, pela clara alusão a um dos orixás do Candomblé. No final do show, parabenizando os organizadores do evento, Gil, adepto da religão afrodescendente, devolveu o protesto:

– Isso é uma ignorância, um preconceito inconcebível. Essa gente precisa aprender a respeitar a religião alheia. Deus já existia antes de todas as religiões. É Uno. É Todo Poderoso. E não uma parte para uma minoria preconceituosa se dizer dona dele. Vocês chegaram com Deus agora no mundo é?

Gil foi aplaudido com entusiasmo, até mesmo pela improvável presença de evangélicos no meio do “furdunço”, já na madrugada do domingo (27). E completou: “Muito antes de nós termos nascido, Xangô já era São João nesta terra”.

Fonte: Pimenta na Muqueca

Acompanhe em vídeo parte da cutucada do músico baiano: