Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2008

A Participação Histórica do Povo de Deus nos Governos

Eleições? Como deve proceder perante a Palavra.Ao longo da história da Igreja em nosso país, foi criada uma “cultura” de que Igreja nada tem a ver com a Política e que o servo do Senhor não pode se envolver com política e com o governo. É com freqüência que ouvimos afirmações do tipo: “Eu não voto no irmão fulano...por que se não ele cai!” ou “Política não é coisa para evangélico”, ou “Para que o Povo de Deus tem que ter representante?” , ou ainda “Política e religião não se misturam”. Chegam a ponto de afirmar que não há qualquer menção na Bíblia Sagrada sobre política, seria isto verdade?Como pastor de um novo tempo para nossa nação tenho uma preocupação muito grande a este respeito. Como Igreja apartidários (ou seja, não devemos nos vinculamos a nenhum partido ou candidato), mas entretanto não somos apolíticos. Entendemos que existem inúmeros exemplos bíblicos, que nos dão a direção de como nos comportar em face às eleições, os governos constituídos e a política. Vejamos alguns exe…

Religião e Poder

Perfil do guardador de rebanhos que fundou o islamismo, o fundamento da identidade árabe.A saga do guardador de rebanhos que fundou o islamismo, o fundamento da identidade árabe.Por Suzana VeríssimoNo dia 4 de junho de 1989, as televisões do mundo inteiro mostraram as imagens do enterro do aiatolá Khomeini no Irã. Pelo menos 1 milhão de pessoas seguiu o cortejo. Para os olhos ocidentais, foi um espetáculo assustador cenas dramáticas de choro, confusão, desespero, histeria, numa impressionante manifestação de fervor religioso. Para os cerca de 840 milhões de muçulmanos que hoje em dia vivem no planeta, nada mais compreensível: afinal, a morte do aiatolá é a repetição da própria morte do profeta Maomé, o fundador da mais nova das grandes religiões, o islamismo. Até o século VI, quando nasceu Maomé, a Península Arábica permaneceu quase inacessível ao Ocidente. Região desértica, com 2,6 milhões de quilômetros quadrados, permaneceu a salvo dos conquistadores romanos, graças, exatamente, à …

Jovens, eu vos escrevi...

Imagem
Por Deivinson Gomes Bignon

"Eu vos escrevi, meninos, porque conheceis o Pai. Eu vos escrevi, pais, porque conheceis aquele que é desde o princípio. Eu vos escrevi, jovens, porque sois fortes, e a palavra de Deus permanece em vós, e já vencestes o Maligno. Não ameis o mundo, nem o que há no mundo. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não vem do Pai, mas sim do mundo. Ora, o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus, permanece para sempre.”
(1Jo 2.14-17).

Introdução
Num mundo globalizado como o nosso, as informações circulam com uma rapidez incrível. A comunicação se processa hoje de todos os meios, e os jovens têm acesso a tudo isso sem muito esforço. Não era assim na época de João, quando não existia jornal, revistas, rádio, televisão, telefone, computador, Internet, etc. Era somente utilizada a palavra falada e escrita (na forma de…

RELIGIÃO E POLÍTICA ESTÃO MISTURADAS NA CAMPANHA A PREFEITO DE SALVADOR

Religão e política não se misturam. Mas, ultimamente, tem se misturado bastante. Na Bahia, na época do cardeal Dom Augusto Álvaro da Silva, nos idos dos anos 1950/1960, quando os evangélicos eram minoria da minoria, o bispo jogava pesado. Apoiou Lomanto Jr, candidato a governador em 1962, contra Waldir Pires, então considerado "o vermelho" (comunista). Lomanto era o homem de Deus; e Waldir, obviamente, o homem do diabo.

Os pastores subsequentes da Igreja Católica não foram tão políticos quanto Dom Álvaro e os evangélicos avançaram no rebanho baiano, tanto no religioso; quanto no político, sobretudo a Igreja Universal do Reino de Deus, que sempre atuou de forma aberta nesse caminho com candidatos eleitos, então vinculados ao "carlismo", vide a deputada Zélinda Novaes e outros.

Os evangélicos da IURD têm representantes na Câmara de Vereadores de Salvador (e outros no Estado), na Assembléia Legislativa e na Câmara Federal. Depois da desistência da candidatura d…

::.O Cristão e a política

Uma verdade afirmar que todo ser humano é um ser político. Afinal, todos vivenciam a realidade da política. Fazemos política, por exemplo, quando participamos das decisões de condomínios e dos grêmios estudantis, quando votamos nas eleições e quando participamos das assembléias de moradores de nosso bairro, discutindo sobre a coleta de lixo, construção de poços de saúde, melhoria do ensino público.

A política faz parte da nossa vida. Uma decisão do Presidente da República tem o poder de interferir até no nosso horário, quando fixa-se a data de início e término do horário de verão. As decisões de Brasília influenciam no valor do salário mínimo, no índice de reajuste do aluguel, nos impostos, nas mensalidades escolares, na oferta de emprego.

Todavia, houve um tempo em que a política era tratada como uma coisa suja e lugar só de gente corrupta, de onde os evangélicos deveriam manter-se afastados. Este tempo passou e deixou graves seqüelas: nossa omissão e falta de união resultou em grandes…

Campanha Nacional de Oração pelo Projeto Minha Esperança

O projeto Minha Esperança alcançou a reta de chegada. Mais de 50 mil igrejas já estão comprometidas, com mais de 600 mil lares, que abrirão as suas portas por três dias em novembro para receber parentes, amigos e vizinhos convidados para assistirem as transmissões dos programas. Trata-se do maior esforço evangelístico realizado no país em parceria com a Associação Evangelística Billy Graham.
Seguindo o lema de Billy Graham, que sempre estimulou a oração como a chave para o êxito de qualquer projeto, o Minha Esperança não pode jamais prescindir dessa ferramenta. Assim tem sido ao longo desses meses de preparação, e muito mais agora, quando se aproxima a hora da grande colheita de almas para o Reino de Deus.
Queremos contar com um exército de intercessores em todo o Brasil. Com milhares de irmãos que estejam dispostos a colocar-se conosco na brecha da intercessão perante Deus em favor do nosso país e do projeto Minha Esperança de agora até novembro.
Venha fazer parte dessa hora histórica d…

Aline Barros grava clip para os programas de Minha Esperança

No dia 28 de agosto, o cenário escolhido para a realização do vídeoclip da canção inédita “Onde está a Esperança?”, interpretada por Aline Barros, foi o Jardim Botânico, no Rio de Janeiro. Joe Mott, coordenador de Mídia do projeto Minha Esperança, deslocou-se com sua equipe até aquela cidade para supervisionar e conduzir todo o trabalho de produção. Segundo ele, a interpretação de Aline Barros, aliada a exuberância do local, ultrapassou todas as expectativas. A canção será uma das grandes surpresas do programa, acrescentou.

Com arranjos musicais e composição de Cézar Elbert, a música foi gravada especialmente para o projeto, e fala sobre a esperança em Cristo Jesus que traz vida, transforma o mundo e renova o amor. Trabalho feito com excelência, pois nosso Deus merece o melhor! – afirmou a cantora logo após as gravações. Eu creio que vai ser um tempo muito lindo, em que milhares de pessoas serão alcançadas, concluiu.

Além da participação de Aline Barros, a programação ainda conta co…

Estudo VII – O Reencontro com a Missão (Jonas 3:3-4)

Imagem
Por Profº Gilvan Silva Santos







É possível redescobrir a missão: Na misericórdia do Senhor aprendemos e crescemos; A vida só tem sentido quando somos habilidosos em compreender as "sinalizações" de Deus que servem para nos aperfeiçoar; caso contrário, a vida se torna um tremendo naufrágio. Jonas é um homem que perdeu o sentido da vida. Um homem sem eixo, sem centro, sem perspectiva - literalmente jogado de um lado para o outro pelas ondas da vida. Todavia, na segunda oportunidade: Jonas resolve obedecer (v.3) A atitude de Jonas deve ser a nossa também: Levantar-se e partir ao encontro da missão que Deus nos confiou; Jonas estava impactado por seu mergulho no fundo do mar, no fundo de si mesmo e, resolve obedecer ao chamado divido Por todas as Escrituras, a figura de águas ou chuvas é usada para representar uma visitação de Deus que invade um povo ou nação Finalmente, Jonas vai a Nínive falar da Palavra de Deus: Essa ci…

Estudo VI – Deus Sempre Concede uma Segunda Oportunidade (Jonas 3:1-2)

Imagem
Por Profº Gilvan Silva Santos








No lugar mais escuro, a visão mais clara; no lugar mais apertado, a visão mais ampla; no lugar mais solitário, a
visão mais solidaria;
Vivemos numa geração cada vez mais superficial e instantânea. Há pouco espaço ou ambiente para buscas
mais extensas, pouco profundidade na oração, na adoração, na pregação;
É a chance de Jonas: após ter “desembarcado” em algum “porto desconhecido” Deus concede a Jonas uma
segunda chance para:
Cumprir a missão que fora confiada: ir a Nínive e falar do amor de Deus;
Deus sempre nos dá a oportunidade de recomeçar;
Sempre esse recomeço se dá quando somos mais conhecedores de nós mesmos (nossa natureza, fraquezas e
limitações - sensíveis aos sofrimentos e fraquezas dos outros)
A mudança precisa ocorrer em nós mesmos – a volta é interior;
Jonas estava preso, em seu próprio cativeiro, sem liberdade:
Seu orgulho o controlava, impedindo-o de romper as barreiras e avançar:

Batalha Espiritual

É muito comum ouvirmos no meio evangélico o termo “Batalha Espiritual”; houve uma época na qual o tema virou “modismo”, soldados levantaram-se aos milhares e manuais de guerra foram escritos às centenas, detalhando ações, ensinando estratégias. A guerra foi travada, mas, poucos resultados positivos foram colhidos. Qual o motivo para tantos fracassos? Porque em alguns lugares funcionou e em outros não? Um dos pontos importantes, geradores de fracassos é menosprezar o inimigo ou não conhecê-lo o suficiente. A Bíblia deixa claro, que o diabo é extremamente sagaz e poderoso, tem em suas mãos poder para fazer grandes feitos e conhece profundamente o ser humano. Ele conhece todas as chamadas estratégias de guerra e está devidamente preparado com o seu exercito para anular os possíveis ataques e pronto para um contra-ataque eficaz contra a igreja.As histórias narradas em livros, vitoriosas, não …

Estudo explica 'amnésia' de pessoas quando bêbadas

Imagem
Efeito na memória poderia contribuir para o alcoolismoCientistas podem ter descoberto porque as pessoas se esquecem de coisas que fazem - constrangedoras, muitas vezes - quando estão bêbadas. Um grupo de cientistas da Universidade de Sussex, na Inglaterra, revelou que o álcool facilita a criação de memórias para eventos emocionais - na maior parte positivos - vividos antes da intoxicação e prejudica a criação de memórias para eventos emocionais - muitas vezes negativos - ocorridos depois do consumo abusivo de bebidas. A psicóloga Dora Duka, que liderou o estudo, acredita que esse fenômeno pode levar as pessoas a acreditar mais nos efeitos positivos do álcool em vez de perceber suas desvantagens, contribuindo para o desenvolvimento do alcoolismo. "Os efeitos do álcool no humor são conhecidos por contribuir para o seu uso e abuso. Mas se sabe muito menos sobre como os efeitos do álcool na memória e no controle inibitório contribu…

O Pecado Traz Conseqüências

O pecado é tudo que transgrida a Palavra de Deus. Se vivêssemos em obediência a Palavra, por certo do seu fruto.Isaías 1. 19:20 – “Seu quiserdes, e ouvirdes, comereis o melhor desta terra. Mas se recusardes, e fordes rebeldes, sereis devorados, à espada; porque a boca do Senhor o disse”. E o Profeta declara que as nossas transgressões fazem separação entre nós e nosso Deus.Eu quero ressaltar cinco conseqüências provocadas pelo pecado:1.O pecado abre a parte pra satanás entrar em sua vida.2.O pecado afasta Deus da sua comunhão.3.O pecado pode cancelar promessas na sua vidaExiste uma palavra que precisamos entender direito: “Quem tem promessas de Deus não morre, antes de vê-las cumpridas, na nossa vida”, mas é só pra quem permanecer na posição que Deus colocou. O problema é que as pessoas não permanecem na posição e perdem a benção.Podemos refletir no exemplo de Moisés quando feriu a rocha pela 2ª vez e não se cumpriu a promessa de Deus na sua vida por causa da sua desobediência.4.O pec…

Jesus, a Igreja Primitiva e a Sola Scriptura

I - Jesus sempre usou as Escrituras para provar ou defender a verdade.

Mateus 4:1-11 - Jesus foi tentado três vezes pelo diabo e a cada tentação Jesus respondia não com alguma tradição oral, mas com um poderoso "ESTÁ ESCRITO". Se havia alguém que poderia usar a tradição oral este era Jesus, mas mesmo assim Ele escolheu o caminho mais certo, na verdade o único caminho capaz de derrotar Satanás - citar as Escrituras. Ora, Jesus, Ele mesmo era autoridade para citar sua própria Palavra oral e derrotar o diabo, mas Ele preferiu a Palavra Escrita. Isso para nós é um exemplo vívido de como a igreja não deve se fiar em sua própria Palavra [nas suas tradições], mesmo proferida por homens santos, mas na Palavra escrita de Deus. Não é o catecismo luterano ou reformado que devemos seguir, mas a bendita Palavra de Deus.

1. Jesus nunca menciona as tradições orais de modo positivo como se fossem inspiradas por Deus.

2. Todas as vezes que Ele defende a verdade, volta-se para as sagradas Escrit…

Dízimo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Dízimo significa a décima parte de algo, paga voluntariamente ou através de taxa ou imposto, normalmente para ajudar organizações religiosas judaicas ou cristãs. Apesar de atualmente estar associada à religião, muitos reis na Antigüidade exigiam o dízimo de seus povos.Hoje, os dízimos são normalmente voluntários e pagos em dinheiro, cheque ou ações, enquanto historicamente eram pagos na forma de bens, como com produtos agrícolas. Alguns países europeus permitem com força de lei que instituições religiosas instituam o dízimo como obrigatório.
Origem do Dízimo ReligiosoO Dízimo nas religiões Abraâmicas foi instituído na Lei de Moisés, estipulado para manter os sacerdotes e a tribo de Levi, que mantinha o Tabernáculo e depois o Templo, já que eles não poderiam possuir herdades e territórios como as outras tribos. Também o dinheiro era usado para assistir os órfãos, viúvas e os pobres. Depois da destruição do Templo no ano 70 DC a classe sacerdotal e…

Guerra Santa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.(Redirecionado de Guerra santa)


Guerra santa é um fenômeno sóciopolítico de caráter religioso que tem nas Cruzadas e na Jihad islâmica as suas maiores expressões. A guerra santa não é um conflito armado,mas sim uma guerra de religião. Os padres pagavam aos presos mercenários para guerrear, porém os presos perguntaram como seria guerra santa se haveria muito derramamento de sangue? O padre os respondeu depois dizendo: - Vocês se purificarão com o segundo batismo, nas águas, como Jesus Cristo foi batizado. O segundo batismo é para se purificar do mal que já fez e reconhecer os pecados cometidos e que não o fará de novo; és assim que serás absolvido de seus pecados. Disse o padre. Porém o grande significado das guerras no oriente médio tem origem em Abraão, que deu origem a duas tribos, a tribo de Isaac, que foi sucedida por Jacob, conhecido também como ISRAEL e do seu filho (Bastardo), chamado Ismael, cujo desta tribo nasceu a religião fundamentada…

STRESS (o matador silencioso)

Se você está enfrentando um problema, parece natural que se sinta inquieto, ansioso e até mesmo alarmado

A tendência geral diante dessas situações é a perda do sono, a falta de paz e mesmo a revolta contra a vida, o mundo que o cerca e, em alguns casos, até mesmo contra Deus que, teoricamente, seria o “responsável final” por sua aflição.

Neste momento, e com base nas promessas do Senhor, gostaria de sugerir outra linha de ação.

Dirija-se ao Senhor do Universo, mudando o enfoque do seu pensar, retirando-se do problema e dirigindo-se para as promessas eternas.

Aquiete seu espírito, coloque em ação a confiança plena em Deus, e alcançará o livramento no momento oportuno e a força para suportar o desafio, enquanto ele durar.

As coisas "estressantes" da sua vida terão solução, e você experimentará o descanso de Deus.

“Porque assim diz o Senhor... “Em vos converterdes, e em repousardes, estaria a vossa salvação; no sossego e na confiança estaria a vossa força...” Isaías 30:15



Hoje leia: I…

PENTECOSTES

Imagem
Rev. Armindo L. Müller *Depois da morte de Jesus encontramos trancado numa casa um grupo de pessoas amedrontadas e desanimadas. Estão juntos, porque precisam de apoio mútuo. Ficam recordando o passado. Há poucas semanas, o seu amigo e companheiro tinha sido condenado e executado. Recordam o convívio com Jesus, suas palavras, a sua morte e ressurreição. Estão reunidos sem saber o que fazer, esperando que Deus faça algo. Mas estão orando e ouvindo a palavra de Deus. E, de uma hora para outra, este grupo se transforma num conjunto de pessoas animadas e encorajadas. Abrem as portas e começam a falar sem medo aos quatro ventos. O que aconteceu com eles ? Como explicar esta transformação radical ?
A Bíblia diz que Deus enviou o Espírito Santo e, onde este estiver, começam a acontecer coisas milagrosas. Mas o que significa isto ?A Bíblia fala em fogo e vento. O ve…

A Ressurreição

Imagem
Por Gary Fisher
Alguns mestres ensinavam que não havia ressurreição dos mortos. Para refutar esta falsa doutrina, Paulo primeiro estabeleceu uma base comum com seus leitores, afirmando a ressurreição de Cristo. A evidência da ressurreição de Cristo é esmagadora. Não há confirmação mais forte de um evento histórico do que testemunho ocular. No caso de Jesus, mais de quinhentas pessoas viram Jesus vivo depois que ressurgiu. Sua ressurreição não pode ser razoavelmente negada, e assim prova que há ressurreição dos mortos.Conseqüências da ressurreição de Cristo (15:12-28).Cristo ou foi ressuscitado ou não. Se não foi, então a pregação apostólica foi em vão, porque acusavam Deus de algo que ele não tinha feito, e a fé é vã porque se apóia na res-surreição de Cristo. Se Cristo foi ressusci-tado então todos os crentes serão ressus-citados com ele. Cristo foi os…

Igreja cristã passou por várias divisões através da história

Imagem
Procissão em Belém, cidade natal de Jesus Cristo

Os relatos bíblicos sobre a vida de Jesus Cristo foram fortemente influenciados pelas correntes teológicas da igreja cristã primitiva.

Não existe na Bíblia histórias sobre a vida de Cristo entre 12 e 30 anos. De acordo com os relatos bíblicos, a mãe de Jesus – Maria - era virgem quando engravidou.

E sua concepção teria sido uma intervenção do Espírito Santo que encontrou nela uma jovem pura e digna de trazer o salvador ao mundo.

Para os cristãos, Jesus é o filho de Deus que veio à Terra em forma de homem para restaurar o relacionamento do ser humano com Deus.

Ressurreição

Segundo a Bíblia, Cristo morreu após ser crucificado, mas ressuscitou ao terceiro dia em Jerusalém.

Os cristãos acreditam que, durante sua vida, ele mostrou ao mundo como se reconciliar com Deus.

Acredita-se ainda que se deve viver de acordo com o exemplo de Jesus Cristo: amar Deus, amar o próximo como a si mesmo e repartir a mensagem de Cristo com os outros.

No cristianismo, a…