30.4.12

Número de católicos diminui e assusta líderes brasileiros

Bispos na 50ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) se assustaram com a queda no número de católicos, cuja a porcentagem caiu de 83,34% para cerca de 68% nos últimos 20 anos.
Esses números, citados na Assembleia Geral, foram anteriormente divulgados por um estudo da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e apresentados pelo padre jesuíta Thierry Lienard de Guertechin, do Instituto Brasileiro de Desenvolvimento (Ibrades). ”Perdemos o povo, porque, se o número absoluto de católicos cresce, caíram os números relativos, que dizem a verdade”, comentou o cardeal dom Cláudio Hummes, ex-prefeito da Congregação do Clero no Vaticano e ex-arcebispo de São Paulo, segundo o Estadão.

O Novo Mapa das Religiões da FGV mostra que em 2009 o país possuía a menor proporção de católicos entre as demais religiões comparando com décadas anteriores ao estudo.

No esforço para garantir a perseverança dos católicos e reconquista daqueles que abandonaram a igreja, o cardeal afirmou que “é preciso começar pelo começo”, durante a missa dos bispos.

Os dados que Thierry apresentou também mostram o crescimento dos evangélicos que representam 21,93% da população, enquanto 6,72% declaram não ter religião e 4,62% afirmam praticar religiões alternativas. Thierry defende que as porcentagens devam ser analisadas com maior acuracidade, alegando refletir um quadro confuso na denominação das crenças. Ele aponta, por exemplo, que a multiplicidade da prática religiosa é um fator de distorção.

“O número de seguidores de Edir Macedo, da Igreja Universal do Reino de Deus, que aparece com 1% nas pesquisas é na realidade maior”, disse padre Thierry.

O estudo da FGV realizou entrevistas com 200 mil famílias antes do Censo.

Fonte: The Christian Post

28.4.12

O Ministério do Apóstolo Paulo – Parte V: A Graça é Superior a Lei – 2ª Parte (Justificados pela Fé)


Em Atos 15:23-30, temos o texto da carta que continha a decisão tomada pelos líderes da igreja em Jerusalém: “E por intermédio deles escreveram o seguinte: Os apóstolos, e os anciãos, e os irmãos, aos irmãos dentre os gentios que estão em Antioquia, Síria e Cilícia, saúde. Porquanto ouvimos que alguns que saíram dentre nós vos perturbaram com palavras e transtornaram a vossa alma (não lhes tendo nós dado mandamento), pareceu-nos bem, reunidos concordemente, eleger alguns varões e enviá-los com os nossos amados Barnabé e Paulo, homens que já expuseram a vida pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo.  Enviamos, portanto, Judas e Silas, os quais de boca vos anunciarão também o mesmo. Na verdade, pareceu bem ao Espírito Santo e a nós não vos impor mais encargo algum, senão estas coisas necessárias: Que vos abstenhais das coisas sacrificadas aos ídolos, e do sangue, e da carne sufocada, e da fornicação; destas coisas fareis bem se vos guardardes. Bem vos vá. Tendo-se eles, então, despedido, partiram para Antioquia e, ajuntando a multidão, entregaram a carta.
         Por meio dessa carta, uma solução foi alcançada, porém isso abriu, até hoje, uma porta entre os gentios para que a Lei de Moises fosse guardada em parte ou no todo. O texto da carta fala de não lhes “impor maior encargo”, em outras palavras, os gentios poderiam ficar aliviados da circuncisão. Mas alguns nos dias de hoje, impõe ser necessário como complemento da salvação, a guarda do sábado. Mais tarde aos escrever aos gálatas, Paulo dá a entender que as igrejas da Galácia foram confundidas e, embora os irmãos cressem no Senhor, tentavam complementar a salvação “aperfeiçoando a carne”, segundo a Lei de Moises. Isso era justamente o oposto ao ensinamento do apóstolo Paulo, chamado pela Graça de Jesus que com Seu sangue nos libertou. EmGálatas 1:6 Paulo escreve: “Maravilho-me de que tão depressa passásseis daquele que vos chamou à graça de Cristo para outro evangelho”, e ele ainda continua (Gl 1:8-9): “Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema. Assim como já vo-lo dissemos, agora de novo também vo-lo digo: se alguém vos anunciar outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema”. Paulo falou de forma bem enfática porque sabia que os judaizantes estavam pervertendo o Evangelho de Cristo ao dizer que podiam crer em Jesus, mas tinham que guardar itens da Lei de Moises. O que aprendemos com o apostolo Paulo e que precisamos deixar claro, para àqueles que querem viver na guarda da Lei, que inclui a guarda do sábado é o seguinte: “O Senhor Jesus já nos livrou de todo o jugo da Lei, bastar apenas crer e o coração abrir deixando Cristo entrar; os nossos pecados são perdoados e somos salvos pela fé, não pela obra da Lei de Moises”
          Em Atos 15:30-31, lemos: “Tendo-se eles, então, despedido, partiram para Antioquia e, ajuntando a multidão, entregaram a carta. E, quando a leram, alegraram-se pela exortação. Desse modo, o estrago que fora causado pelos judaizantes, que desceram de Jerusalém sem autorização dos presbíteros e irmãos, pôde ser diminuído. Continuamos lendo em Atos 15:32-33: “Depois, Judas e Silas, que também eram profetas, exortaram e confirmaram os irmãos com muitas palavras. E, detendo-se ali algum tempo, os irmãos os deixaram voltar em paz para os apóstolos”. Judas e Silas eram notáveis entre os irmãos e algo merece destaque no caráter de Silas: a preocupação com os “novos na fé”. Isso pode ser percebido noversículo 34, onde lemos “mas pareceu bem a Silas ficar ali”. Judas voltou, talvez tivesse algo  mais importante para fazer em outro lugar do que cuidar dos irmãos. Talvez precisasse discutir política ou assistir alguns jogos do Campeonato Brasileiro, ou ficar em frente a TV. O fato de Silas ter decidido ficar entre os irmãos  gentios e novos decididos mostra que ele percebia que, para o Senhor, não há diferença entre gentio e grego, crente novo ou crente velho. Todos fomos alcançados pelo Senhor, justificados pela fé, pois com Seu Sangue Ele nos resgatou da maldição da lei (Gl 3:13). Mas, se nos deixarmos circuncidar, ou voltarmos às velhas práticas da lei, Cristo de nada nos aproveitarás (Gl 5:2). Assim Silas permaneceu em Antioquia, no lugar certo, na hora certa, e mais tarde pôde ser tornar cooperador do apóstolo Paulo.
         O objetivo da Assembléia ou Conferencia de Atos 15 deveria ter sido realizada para resolver uma pequena divergência e não de levar os gentios, novos crentes, para a lei. Se o líder da igreja local não tivesse inclinação para a observância da lei, a questão teria sido resolvida de forma absoluta, mas uma semente para a prática da lei foi ali plantada pelo fato de guardarem os quatro itens que citei no Alimento Bíblico anterior. Em um momento posterior as igrejas da Galácia foram confundidas pelo observar e guardar da lei de Moises e a circuncisão, e Satanás achou ali uma abertura na permissão da entrada da lei. Vemos também isso nos dias de hoje, com a igreja que se diz a única remanescente e fiel. Paulo ajudou as igrejas da Galácia a entrar pela porta do Espírito, mediante a Graça de Jesus, mostrando que a morte do Senhor Jesus foi algo real e que crucificou definitivamente a lei e suas ordenanças. Mas o que vemos é que os crentes gálatas passaram depressa para outro evangelho (Gl 1:6). Paulo os ajudou a voltar-se da lei novamente para Cristo (Cl 3:1-5), e esse também deve ser nosso papel nos dias de hoje com os sabatistas.
          Como eu desejo aprender a lição que o evangelho que pregamos deve ser segundo o Espírito e as nossas igrejas precisam aprender a depender do Espírito. Nós precisamos pregar a justificação pela fé, a única solução para os problemas do pecado; o alivia imediato é a fé no Senhor Jesus e na Sua obra redentora. Crer que Jesus Cristo foi crucificado por todos os pecadores e derramou Seu Sangue para resolver o problema de nossas falhas e culpas, é o único modo seguro para sermos salvos. Não há outra forma. Esse Evangelho é o Poder de Deus, e nele temos que permanecer. 
  •  Afirmativa-Chave:Como eu desejo aprender a lição que o evangelho que pregamos deve ser segundo o Espírito e as nossas igrejas precisam aprender a depender do Espírito.
  • Pergunta Padrão: Somos salvos única e exclusivamente pela fé na pessoa de Jesus, qual a necessidade das obras e da Lei de Moises?

Unidos na mesma unção, na esperança da salvação.
Gilvan Silva Santos, servo do Deus Altíssimo em espírito, alma e corpo (I Tes 5:23)

Estudo mostra que tradução do “Livro de Abraão” feita por Joseph Smith para os mórmons é falsa


O Livro de Abraão é um dos escritos considerados sagrados pelos mórmons, membros da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Parte de uma compilação de escritos mórmons, chamada Pérola de Grande Valor, o Livro de Abraão, segundo a tradição mórmon, contém escritos de Abraão e é uma tradução de alguns papiros egípcios que a Igreja obteve em 1835.
Joseph Smith, fundador da religião mórmon, comprou esses papiros em 1835, de um espólio arqueológico comum, encontrado no distante Egito. Smith teria percebido que partes desses papiros continham de Abraão e traduzido tais escritos, que vieram a fazer parte da literatura sagrada dos mórmons.
Supostamente perdido em um incêndio que aconteceu em Chicago o ano de 1871, o papiro reapareceu em 1967, o que causou grande expectativa no mundo Mórmon, já que seria possível comparar esse pedaço de manuscritos de papiro de Joseph Smith e sua tradução, e demonstrar a verdade do fundador, e provar que Deus deu a ele os dons de interpretação que fundaram sua igreja.
De acordo com a Acontecer Cristiano, um estudo mostrou que o papiro não tinha nada a ver com Abraão. Além disso, o pedaço de papiro foi um texto funerário da religião egípcia, o chamado Livro dos Suspiros, com base no Livro Egípcio dos Mortos. Sua data é de apenas alguns séculos antes da época de Cristo, e não o que teria dito o fundador mórmon, que datava de 4.000 anos a.C.
O estudo mostrou ainda como Joseph Smith usou menos de quatro linhas do papiro para escrever 49 versos do Livro de Abraão, cerca de 2.000 palavras em Inglês. Egiptólogos e tradutores especialistas afirmaram também que a tradução não tinha nada a ver com a verdade.
Para Vicente Jara, membro da Rede Latino-Americana para os Estudos das Seitas (RIES, em inglês), Joseph Smith pensou em oferecer aos seus seguidores uma tradução coerente a suas doutrinas e assim “poderia mantê-los no engano, apresentando-se como um verdadeiro profeta e visionário”.
Fonte: Gospel+

NASCAR: Piloto enfrenta preconceito religioso e perde patrocínio

O piloto da NASCAR Black Koch tem enfrentado o que muitos caracterizam como perseguição religiosa. Ele participa do comercial da campanha “The Rise Up and Register” que tem como objetivo fazer com que 1 milhão de pessoas votem esse ano nos Estados Unidos.

A propaganda dessa mobilização seria divulgada na ESPN, mas como o site oficial tem links para o site do Koch, que é cristão e defende o voto em candidatos que sejam contra o aborto, a empresa decidiu não aprovar o comercial.

A explicação do canal de esportes é que os critérios da empresa barra qualquer tipo de mensagens tendenciosas ou de instituições religiosas. Como o site da campanha fazia referencia ao site do corredor que é um cristão fervoroso que utiliza suas horas vagas para ministrar em igrejas, a ESPN decidiu não divulgar a campanha.

Em entrevista ao programa Fox & Friends no final de março Koch chegou a comentar o caso. “Não pensei que a minha fé em Cristo teria impacto para um patrocinador transmitir um comercial ou não”, afirmou.

O piloto de apenas 26 anos também disse que não pretende negar suas crenças. “A única coisa que não vou fazer é renegar minha fé, só porque um dos meus patrocinadores em particular não gosta da maneira como eu expresso minha crença, que é o que eu faço quando tenho um tempo livre”.

No final de semana passado Blake Koch estava pronto para correr em Dallas, mas foi obrigado a parar seu carro por não ter um patrocinador oficial. Diante desse dilema o site ChristianCinema.com resolveu patrociná-lo para que ele não deixe de participar das outras corridas.

Foi graças a esse apoio que Kock conseguiu correr na “O’Reilly Auto Parts 300″ no Texas pela Motor Speedway. “Isso me mostra que muito tem Deus em suas mãos e por isso Ele me enviou o ChristianCinema.com justamente no momento adequado”, disse o jovem piloto.

“Estou muito entusiasmado para alentar as famílias em sua fé e isso é muito importante para mim. Deus é sempre fiel!”, declarou ele que agora precisa de um novo patrocinador principal.

Para conseguir novas marcas para apostar nesse piloto da NASCAR o ChristianCinema.com iniciou uma campanha nas redes sociais com a hashtag #KeepBlakeRacing para criar consciência entre as empresas. “Essa é uma grande oportunidade para manter sua carreira e ao mesmo tempo divulgar os filmes cristãos que refletem os valores da família”, disse o diretor do site sobre o apoio.
Traduzido e adaptado de Notícias Cristianas
Fonte: Gospel Prime

Cristãos se reúne do lado de fora do Estádio Olímpico de Seul para protestar contra Lady Gaga.

Foto: Reuters
Grupo se reúne do lado de fora do Estádio Olímpico de Seul para protestar contra Lady Gaga.
A popstar Lady Gaga apresentou-se no primeiro show de sua nova turnê, The Born This Way Ball, em meio à diversos protestos e manifestações, na última sexta-feira (27), em Seoul.

Antes de a cantora subir ao palco, grupos cristãos sul-coreanos realizaram protestos clamando pela moral e pelos bons costumes ameaçados pela cantora.

Segundo a emissora CBS, manifestantes se juntaram em frente ao Estádio Olímpico de Seoul e afirmavam que Lady Gaga tem uma conduta pornográfica e faz apologia ao homossexualismo.

Insatisfeitos, eles pediam pelo cancelamento da turnê e exigiam que o concerto não fosse realizado.

"Algumas pessoas podem aceitar isso como outracultura, mas seu impacto é enorme, atravessa a arte e degrada as religiões. Mesmo os adultos não podem ver sua performance, que é muito homossexual e pornográfica", disse o reverendo Jung Yoon-Hoon para a agência Reuters.

Yoon-Hoon é responsável pelo grupo "Rede de Civis contra o Concerto de Lady Gaga".

Ele ainda mencionou que iria comparecer à exibição de Gaga para monitorar o conteúdo homossexual de sua performance.

Além do grupo que esteve hoje no Estádio Olímpico, vários outras comunidades cristãs se reuniram ou saíram nas ruas para dizer o quanto a presença da artista agredia o bem-estar dos coreanos.

Mesmo com a restrição da faixa etária, para 18 anos, a venda dos ingressos se esgotou e milhares de coreanos compareceram ao evento.

Este foi o único espetáculo de Lady Gaga na Coreia do Sul, e agora parte para Hong Kong para uma nova apresentação no dia 2 de maio.

PorLuciano Portela | Colaborador do The Christian Post 
Fonte:  The Christian Post 

27.4.12

Tim Tebow: Evangélico, virgem e sensação da NFL é alvo dos pais “casamenteiros” de Katy Perry

Tim Tebow é o maior nome do esporte dos Estados Unidos na atualidade. Tal condição o coloca também como o maior partido para as solteironas de plantão e, às vezes, para os pais das solteironas que querem o melhor para suas filhas. É o caso de Mary Hudson e do pastor Keith, pais da cantora Katy Perry.

O casal acredita que o religioso e bem sucedido quarterback do Denver Broncos é a pessoa ideal para colocar a filha recém divorciada nos eixos. “Ele é bonito, charmoso, inteligente e, acima de tudo, um bom cristão”, disse a mãe da artista, que revelou que a filha inclusive já fez alguns comentários bastante positivos sobre o atleta.

Katy Perry anunciou há poucos meses o divórcio do polêmico comediante Russell Brand e, segundo os pais da cantora, para curar a perda, o melhor remédio seria Tim Tebow. A estratégia já está mais ou menos planejada: colocar o partidão para fazer uma palestra na igreja e convidar a cantora para fazer um show no mesmo evento. O resto ficaria por conta dos dois pombinhos.

Os planos dos pais de Katy Perry, entretanto, esbarram em outras fortes candidatas à “senhora Tebow”, afinal ninguém chega a ídolo do esporte nacional sem arrastar consigo algumas fãs. Lindsey Vonn, musa dos esportes de inverno já foi apontada como namorada da estrela da NFL.

Coelhinha da playboy se dispõe a tirar suposta virgindade de Tim Tebow
 
Além disso, Heather Knox, coelhinha da edição deste mês da revista Playboy, insinuou em entrevista que se prontifica a tirar a suposta virgindade do religioso atleta dos EUA. Como podemos perceber, a concorrência é grande e é bom os pais de Kate Perry capricharem nas promessas se quiserem que esse namoro realmente aconteça.

Site de infidelidade oferece US$ 1 milhão para quem dormir com evangélico virgem

O site de infidelidade AshleyMadison.com resolveu dar uma “ajudinha” para que Tim Tebow, astro da NFL, tenha sua primeira noite de amor. O portal está oferecendo US$ 1 milhão para quem provar que “conhece” Tebow.

Aos 24 anos, o quarterback trocou o Denver Broncos pelo New York Jets, mudança de ares que faz o CEO do site não acreditar que a virgindade de Tebow dure muito tempo em Nova York, já que a cidade oferece muitos atrativos.

“Eu garanto que nenhum homem do estilo de Tim Tebow poderia sobreviver uma temporada em Nova York sem sucumbir às tentações da cidade”, brincou Neal Biderman.

“Se o Sr. Tebow de fato se abstém de relacionamentos adultos, eu o encorajaria a encontrar uma simpática senhora e que os dois curtam sua juventude e fama enquanto for possível”, continuou.
Fonte: UOL

26.4.12

Após recém-nascido falecer em hospital, médica cristã ora e o bebê ressuscita


Um recém-nascido que foi levado ao hospital em estado crítico, não suportou os efeitos da desidratação, desnutrição e septicemia e faleceu. Porém, a médica responsável pelo atendimento era cristã, fez uma oração e a criança reviveu.

A doutora Marta Martínez concedeu uma entrevista ao Christian News Today relatando sua experiência: “Eu vivi este milagre alguns anos atrás, enquanto estava trabalhando em um hospital numa cidade pequena, longe da capital”, disse a médica uruguaia.

Ela conta que chegou a desistir de tentar fazer algo pela criança, devido ao seu estado e às condições sociais da família.

“Era um bebê com cerca de um mês de idade e sua mãe era uma adolescente muito pobre. O bebê chegou ao hospital em estado crítico, com desidratação, desnutrição e septicemia. Não parecia que podíamos fazer algo para mudar o quadro. Ele morreu pouco tempo depois. Eu estava observando-o no momento da morte, e pensei: ‘É melhor para ele morrer, porque no meio ambiente que vive e esse tipo de família, ele não teria qualquer chance de sucesso. Toda a sua vida seria um ‘Calvário’, com falta de esperança e sem oportunidades”, relata a médica.

A Dra. Martínez porém afirmou que sentiu um desejo repentino de orar pela criança: “Senti Deus falando comigo: ‘Ele tem o direito de viver’. Imediatamente, coloquei minha mão sobre o menino, comecei a orar e agradecer a Deus por aquela vida. Ele foi ressuscitado. Voltou a viver! Foi um milagre incrível”.

Após a ressurreição, a criança foi transferida pra um hospital com mais recursos, onde foi submetido a tratamento intensivo. A médica relata que meses após, precisou ir ao hospital onde a criança havia sido internada, e teve foi surpreendida pela enfermeira chefe, que contou que a criança havia melhorado.

“Quando o vi, fiquei surpresa ao ver que ele era um bebê muito grande e saudável. Deus me permitiu ver o milagre completo. Eu vi também outras curas. Acredito na cura divina, porque, em primeiro lugar, está escrito na Bíblia, e segundo porque vi outros curados de uma maneira milagrosa. Também tive experiências em meu próprio corpo”, testemunha a Dra. Martínez.

Maria Martínez acredita que a fé na cura divina não pode ser deixada de lado: “Não apenas os médicos cristãos, mas todos os cristãos devem acreditar na cura divina. Isso está escrito na Bíblia e também foi uma parte muito importante do ministério de Jesus na terra”.

Atualmente a Dra. Martínez está na cidade de Nairobi, no Quênia, onde participará nos dias 25 e 26 /05 da Conferência Anual da Rede de Médicos Cristãos (WCDN), organização interdenominacional que reúne profissionais da área de saúde em todo o mundo.

Fonte: Gospel+

25.4.12

Engessamento da igreja evangélica: teólogo poeta mostra crise no Cristianismo brasileiro?

Os conflitos entre denominações, pastores e líderes evangélicos, entre crentes e entre igrejas, podem estar mostrando crise no Cristianismo no Brasil?

Recentemente, o pastor e teólogo Ricardo Gondim escreveu um artigo intitulado “Porque parti” explicando os motivos por ter se afastado do movimento evangélico no Brasil.

Segundo ele, o sistema religioso que lhe abrigou se “esboroava”, apontando “fadiga como denúncia”, o que alguns o interpretam como fraqueza.

“Se era fraqueza, foi proveitosa, pois despertava para uma realidade: o Movimento Evangélico vinha se transformando em cabide de oportunistas; permitindo que incompetentes, desajustados emocionais e – por que não dizer? – vigaristas, se escorassem nele”, diz ele.

Gondim alega que recebeu “a fúria dos severos defensores da reta doutrina” apontando traições, inimizades e invejas. “Fui traído. Antigas invejas se fantasiaram de zelo pela verdade, e parceiros se transformaram em inimigos. Senti o escarro do desdém.”

Em sua declaração de partida “Tempo de partir”, o teólogo fez também sérias acusações sobre as igrejas pelas quais passou, tais como a igreja presbiteriana, Assembleia de Deus e a igreja Betesda.

Gondim acusou a igreja presbiteriana de exigir dele que negasse a experiência de falar em línguas estranhas com ameaça de expulsão e excomunhão, quando ele a frequantava na época. Na Assembleia de Deus, ele apontou problemas como “legalismo”, “politicagem interna” e “ânsia de poder temporal”.

Muitos teólogos e líderes evangélicos, entretanto, afirmam que Gondim tem carecido de firmeza na graça do Evangelho, pela qual conflitos entre seus irmãos em Cristo e distorções bíblicas transparecem. Mas tal problema vem a mostrar um engessamento da igreja evangélica brasileira?

Engessamento da igreja

Segundo o apologista Johnny Torralbo Bernardo do Instituto de Pesquisas Religiosas (INPR), a igreja evangélica pode estar passando por problemas como legalismo e engessamento, após longos anos de crescimento e expansão.

Esses problemas não somente acontecem no Brasil, mas em outros países também como nos Estados Unidos, por exemplo. Segundo ele, a “massa” precisa ser “trabalhada e acompanhada”. “Na ausência de tais requisitos, a massa torna-se crua e sem vida”.

O “peso do rancor religioso” citado por Gondim, pode também ser relacionado com a defesa de fé de algumas denominações evangélicas e Bernardo afirma que muitas carecem de parâmetros e basamento bíblico.

“Há uma constante suspeita quanto ao desconhecido - cristãos menos abertos ao debate tendem a demonizar tudo que, aparentemente, lhe pareça estranho ou distante. Foi assim quando da chegada da televisão ao Brasil.”

Bernardo completa dizendo, “ mesmo ocorre quando do tratamento de questões políticas e da família. Há grupos evangélicos que chegam até mesmo a proibir o uso de preservativos e vasectomia - são poucos, mas existem em nosso meio.”

Apesar de todos os problemas, afastar-se do movimento evangélico, não significa necessariamente um afastamento de Deus e de seu Reino, afirma o apologista.

“Quando alguém se diz insatisfeito com o movimento (no caso, evangélico), não está, necessariamente, abdicando da Igreja Invisível - seu amor a Cristo e ao Reino de Deus deverá continuar firme e inabalável.”
PorAndrea Madambashi | Repórter do The Christian Post

24.4.12

Manifestação do Espírito em crianças seria pedofilia espiritual?

O bispo Edir Macedo já deixou claro que não acredita no movimento pentecostal e que é contra ao famoso “cair no espírito”, mas dessa vez ele acusa as igrejas que estimulam esse tipo de comportamento entre as crianças de praticar “pedofilia espiritual”.

Em seu blog o fundador da Igreja Universal do Reino de Deus compara a Fanerose infantil a um abuso e mostra um vídeo editado e publicado pela conta da ArcaUniversal no canal do Youtube mostrando cenas de cultos pentecostais onde as crianças são tomadas pela manifestação comum nessas igrejas e passam a dançar, pular, sapatear e rodar no salão.

Essa não é a primeira vez que Edir Macedo questiona o movimento pentecostal. No ano passado ele publicou um vídeo com o título de “Qual a diferença” comparando os cultos evangélicos com cultos de religiões africanas. O fato indignou muitos pastores e líderes evangélicos, principalmente quando o tema ganhou repercussão nacional ao ser tratado no programa Domingo Espetacular da Rede Record. Com informações Gospel Prime

23.4.12

Líderes se preparam para a MEGATRANS


Empolgados com a aproximação da maior mobilização missionária dos batistas brasileiros, a MEGATRANS, líderes do Distrito Federal em Plano Piloto se reuniram na última terça-feira para ajustar detalhes dessa operação e ao mesmo tempo clamar a Deus pela campanha 100 Dias que Impactarão o Brasil, que abrirá portas para o resgate de milhões de brasileiros.
"Foi uma manhã onde nossos corações foram aquecidos com os grandes desafios da TRANS DF 2012 e da Campanha 100 Dias que Impactarão o Brasil", disse o pr. Fabricio Freitas, coordenador da Trans DF. Além do pr. Fabricio, participaram do encontro os pastores Rubens Monteiro, presidente da Convenção Batista do DF e Valdir Soares, gerente regional da JMN para o DF.
Em 2012, há a expectativa de participação de mais de 500 voluntários só na região do Plano Piloto. Se depender do ânimo dos representantes das igrejas da região, essa será uma grande ação missionária. 

Agradecemos à Segunda Igreja Batista do Plano Piloto (pr. Elpídio Neris) por ter sediado o encontro e pela preciosa recepção. A JMN também agradece a Deus pela visão e comprometimento de cada líder presente.

Até o início da MEGATRANS, líderes de outras regiões serão visitados com o foco de levar capacitação e incentivo. Atualmente, 68 igrejas do DF já estão engajadas na campanha 100 Dias que Impactarão o Brasil. Com informações JMN

22.4.12

O Ministério do Apóstolo Paulo – Parte IV: A Graça é Superior a Lei – 1ª Parte


 Em Atos 15:11, categoricamente Pedro afirmou que judeus e gentios são salvos pela graça de Deus: “Mas cremos que seremos salvos pela graça do Senhor Jesus Cristo, como eles também”. Essa afirmativa do apóstolo fez com que toda a multidão presente ouvisse o relato de Paulo e Barnabé: “Então, toda a multidão se calou e escutava a Barnabé e a Paulo, que contavam quão grandes sinais e prodígios Deus havia feito por meio deles entre os gentios (At 15:12). Paulo e Barnabé estavam confirmando as palavras de Pedro, mas os outros, nessa assembléia, não estavam confirmando o Evangelho da Graça que Cristo espalhou em detrimento ao pesado encargo da Lei. Vamos expressar em outras palavras o pensamento de Pedro, Paulo e Barnabé quanto à prática da Lei de Moisés: “Não devemos voltar para a Lei de Moises e também não podemos enviar pessoas às igrejas dos gentios para obrigá-los a circuncidar-se (ou a guardar o sábado)”. Se todos nessa assembléia pensassem assim isso teria rapidamente resolvido o problema, eliminado de uma vez por todas a perturbação causada pelos judaizantes que, nas igrejas dos gentios, obrigava-os a guardar a Lei de Moises e a circuncidar-se. Não vemos algo semelhante hoje, quanto à guarda do sábado para obter à salvação?
          Em Atos 15:13 à 21 encontramos o parecer de Tiago, onde ele também confirma as palavras de Pedro, expressando em At 15:19, o seguinte: “E Tiago continuou: - A minha opinião é esta: Eu acho que não devemos atrapalhar os não-judeus que estão se convertendo a Deus. Entretanto, ao nosso ver, ele deveria ter sido mais especifico advertindo os da seita dos fariseus que levantaram essa questão. Ele, como líder da igreja local, deveria ter dito: “Você estão proibidos de ensinar a guardar a Lei, pois Cristo já aboliu as suas ordenanças”. Se isso tivesse acontecido o problema estaria totalmente resolvido como veremos mais adiante.
          Tiago indica que a missão redentora de Cristo abrange tanto os judeus quanto aos gentios (At 15:16) e aponta algumas situações que ocorrerá no futuro próximo:
  • a)    O Tabernáculo de Davi que está caído (Am 9:5-15) refere-se a um remanescente de Israel que sobreviverá ao juízo divino e que viverão sob o governo do Messias;
  • b)    Haverá um dia em que a nação de Israel será restaurada à sua terra e abençoará todas as outras nações;
  • c)    Esse dia se refere ao Reino do Messias, quando o Senhor Jesus estará reinando sobre toda a terra, para demonstrar que o plano divino da salvação inclui a todos os salvos, inclusive os não-judeus, confirmando At 15:16 .
         Pedro já havia dado seu testemunho, dizendo como Deus o usou para abrir a porta da fé aos gentios, quando houve conversão na casa de Cornélio e o batismo no Espírito Santo. Paulo e Barnabé falaram de como o Senhor fez sinais e prodígio por meio deles entre os gentios e da salvação e conversão deles. A atitude correta de Tiago, líder da igreja em Jerusalém não deveria ter sido uma repreensão parcial, mas ele precisaria dizer que o necessário era apenas abrir a porta da fé para os gentios e não obrigá-los a guardar a Lei de Moises e a circuncisão. Se assim tivesse feito, o problema que levou Paulo e Barnabé a Jerusalém teria sido resolvido totalmente e Paulo não precisaria ter defendido sua autoridade apostólica como fez em Gálatas 1.
          Tiago parecia querer conciliar os dois grupos da igreja em Jerusalém. Não poderá há haver dois grupos na igreja. Apenas é necessário haver o grupo do Senhor. Por causa dessa facção na igreja foi que Paulo combateu o “outro evangelho” que estavam ensinando nas Igrejas da Galácia, exigindo a prática das ordenanças da Lei de Moises.
          Continuamos lendo em At 15:20-21 o que o líder da Igreja de Jerusalém continuou a dizer: “Penso que devemos escrever a eles uma carta, dizendo que não comam a carne de animais que foram oferecidos em sacrifício aos ídolos, que não pratiquem imoralidade sexual, que não comam a carne de nenhum animal que tenha sido estrangulado e que não comam sanguePois, desde os tempos antigos, a Lei de Moisés tem sido lida todos os sábados nas sinagogas, e as suas palavras são anunciadas em todas as cidades. O que quero enfatizar é que na sugestão de Tiago ele aborda quatro pontos, destes, três são característicos da Lei, o que nos mostra claramente que ele ainda vivia sob forte influência da Lei de Moises, devido ao seu forte passado no judaísmo:
  • 1.    Não comam da carne de animais que foram oferecidos em sacrifícios aos ídolos (Lei);
  • 2.    Não pratiquem imoralidade sexual;
  • 3.    Não comam carne de nenhum animal que foi estrangulado (Lei);
  • 4.    Não comam sangue (Lei);
          Quando cremos no Senhor Jesus todas as coisas já estão resolvidas.Por que, além de crer no Senhor, ainda devemos ter que cumprir todas as ordenanças da Lei? Isso inclui a guarda do sábado, ponto de muitas divergências entre os irmãos de hoje, parecendo com irmãos de Jerusalém. Quando nos convertemos somos levados a viver no Espírito e não nas ordenanças da Lei. Porque retroceder em querer viver sob a imposição da lei?
          Em Atos 15:22, vemos que Judas e Silas, homens notáveis entre os irmãos, foram escolhidos para acompanhar Paulo e Barnabé a levar a decisão tomada na Assembléia em Jerusalém. Porque será que Paulo e Silas precisaram de “fiscais”. Apenas para endossar o conteúdo decidido em reunião ou será que a Igreja em Jerusalém tinha outros objetos não declarados? Veremos isso em outro estudo.
          O próprio apóstolo Paulo, mais tarde, entregou essa carta com a decisão da Assembléia de Jerusalém às igrejas da Galácia no início de sua segunda viagem missionária (At 16:4).        
  •    Afirmativa-Chave:necessário era apenas abrir a porta da fé para os gentios e não obrigá-los a guardar a Lei de Moises e a circuncisão.
  • Pergunta Padrão: Por que, além de crer no Senhor, ainda devemos ter que cumprir todas as ordenanças da Lei? Isso inclui a guarda do sábado!...

Unidos na mesma unção, na esperança da salvação.
Gilvan Silva Santos, servo do Deus Altíssimo em espírito, alma e corpo (I Tes 5:23)

21.4.12

Ministro diz que Dilma não esqueceu de compromissos com evangélicos

Gilberto Carvalho foi à Convenção Nacional das Assembleias de Deus.
Segundo ele, Dilma 'conclama' igrejas a parceria com Brasil sem Miséria.


Priscilla Mendes Do G1, em Brasília
O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, disse nesta quinta-feira (19), ao participar da Convenção Nacional das Assembleias de Deus, em Brasília, que a presidente Dilma Rousseff não se esqueceu dos compromissos assumidos com os evangélicos durante a campanha eleitoral.

“Ela não se esquece dos compromissos que ela assumiu aqui com os senhores”, disse o ministro. Ele se lembrou de uma passagem bíblica que Dilma citou ao visitar um templo da Assembleia de Deus durante a campanha eleitoral, em 2010.

O trecho diz, segundo Carvalho, que a sabedora está “na multiplicidade dos conselhos”. “Isso ela nunca esqueceu, e é por isso que hoje ela ouve, ela procura saber quais são os melhores caminhos que nós temos”.

Durante seu discurso, Carvalho disse ainda que foi vítima de uma “polêmica inútil”. Em fevereiro, o ministro teve de se explicar à bancada evangélica no Congresso por ter dito, durante o Fórum Social Mundial, em Porto Alegre, que o Estado deveria promover uma "disputa ideológica" com as igrejas evangélicas pela influência nas classes emergentes.

“Não posso esquecer, nesses dias atrás, quando fui vítima de uma polêmica inútil e tentaram me colocar contra os evangélicos”, afirmou para os fiéis que lotavam a igreja. Acrescentou que o Brasil não poderá “mudar a sua história se não for com uma forte parceria entre o governo e as igrejas”.

O ministro destacou também a importância das ações de caridade para o combate à miséria. Ele disse que Dilma “conclama” todas as igrejas a serem parceiras do programa social Brasil sem Miséria, que visa tirar 16 milhões de brasileiros da extrema pobreza.

“Sem a participação dos senhores, sem essas caridades que os senhores exercem e as senhoras desenvolvem nas suas ações sociais, o Brasil não conseguirá cumprir essa meta”, declarou. Com informações do G1

20.4.12

Festival Promessas 2012 terá três edições; a principal será em São Paulo

O Festival Promessas, maior evento de música evangélica do Brasil, chega a sua 2ª edição este ano, após estrear com muito brilho, notabilidade e repercussão.

Este ano, as mudanças vieram com tudo, segundo Leonardo Ganem, o diretor do evento. A primeira novidade é que serão 3 edições. Uma acontecerá em Recife, durante a 2º edição do “Canta Recife” que será realizado agora em maio. Outra será em alguma cidade do Brasil que ainda não foi divulgada, e o show principal, será gravado em São Paulo.

Ano passado o show principal aconteceu no Rio de Janeiro, no monumento dos pracinhas, e contou com cerca de 100 mil pessoas. Este ano, as expectativas de público são maiores, tendo em vista que acontecerá em São Paulo.

O evento, que será transmitido pela Rede Globo como especial de fim de ano, contará com os melhores momentos de Recife e de outro evento que ainda será anunciado e, em sua maior parte, vai exibir o show principal que será gravado na capital paulista. Em Recife, o evento contará com André Valadão, Thalles Roberto, Ao Cubo e Oficina G3 (Saiba mais). Em São Paulo, ministérios como o Diante do Trono já estão confirmados.

Se você deseja ir a este evento que marcou 2011 e marcará 2012, se prepare! OPortal Diante do Trono estará levando você ao Festival Promessas 2012 em São Paulo numa caravana especial que sairá de todo o Brasil. Fiquem ligados para maiores informações, e se programe desde já! Com informações do Portal DT

19.4.12

Nova Tradução em Inglês da Bíblia Omite 'Jesus Cristo', 'Anjo'

A nova tradução da Bíblia para o Inglês não contém o nome de "Jesus Cristo" nem a palavra "anjo". Ele também prefere a palavra "emissário" do que "apóstolo".

The Voice (A voz), uma Bíblia que substitui "JesusCristo", com termos como "Jesus, o Ungido", teve sua edição completa lançada pela Editora Thomas Nelson, no mês passado.

Frank Couch, editor principal do projeto da Thomas Nelson, disse ao The Christian Post que o propósito de A Voz era fazer com que a mensagem do Evangelho fosse mais fácil de entender para as audiências modernas.

"A voz não alegou ser mais precisa do que qualquer outra tradução, mas sim é mais facilmente compreendida do que qualquer outra tradução", disse Couch.

"Quando tradutores estão limitando-se a transmitir a essência completa de uma palavra do hebraico ou o grego, com uma palavra em Inglês eles têm dificuldade em trazer as nuances realizadas na língua original."

Porque outras traduções tem renderizações mais literais, Couch acredita que eles são "por que foi necessário para comentaristas e pregadores passarem tanto tempo explicando o que as palavras na língua original significam antes do leitor leigo poder compreender plenamente um texto da Escritura."

"Porque nós temos uma técnica mais expansiva de traduzir podemos desenvolver mais plenamente a tradução em Inglês e, assim, trazer as nuances mais difíceis encontradas na língua original", explicou.

Os estudiosos e autores que colaboraram na tradução dizem que sua intenção era ajudar os leitores a "ouvirem Deus falar."

"Um dos subprodutos da era da informação na igreja tem sido o seu foco no conhecimento bíblico. Muitas Bíblias refletem isso, embaladas com notas informativas, mapas e gráficos. Enquanto não há nada de errado em ter um profundo conhecimento; uma ligação pessoal e profundo relacionamento é muito melhor", segundo hearthevoice.com. "A Voz está focada em ajudar os leitores a encontrar (ou reencontrar) esta conexão com ele. A Escritura é apresentada não como um documento acadêmico, mas como uma história envolvente."

A ideia para A Voz veio em janeiro de 2004, quando a Editora Thomas Nelson reuniu-se com a Sociedade Bíblica Ecclesia, cuja liderança inclui o pastor Chris Seay da Igreja Ecclesia em Houston, Texas. O projeto surgiu em porções, com o Novo Testamento completo de acordo com A Voz a ser lançada em 2009.

O nome vem da renderização da tradução da Bíblia da Palavra Grega logos em João 1:1. Embora a típico Bíblia Inglesa traduza logos como "Palavra", nesta tradução é traduzida "Voz". O primeiro versículo de João, que na NVI diz: "No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus" se torna "Antes de o próprio tempo ser medido, a Voz estava falando. A Voz era e é Deus."

Um novo vídeo publicado na tradução do Facebook destaca ainda que "A Voz” oferece a oportunidade de ouvir de novo contando as histórias que sempre estiveram na Bíblia de uma forma bela e poética." Ela é escrita em formato de roteiro "por isso é fácil de seguir ou agir em um grupo."

Apesar da aprovação de uma grande editora como a Thomas Nelson, que também vende outras traduções mais tradicionais da Bíblia, A Voz não deixa de ter seus adversários, incluindo muitos revisões críticas on-line.

No site da "vida mais abundante," poster "Coralie", comentou que o formato de A Voz, que inclui comentários no corpo do texto, era uma preocupação.

"O... efeito da inclusão de comentários no meio do caminho é o obscurecimento da linha entre a palavra inspirada e opinião humana", escreveu Coralie.

"Meu medo em nosso mundo pós-moderno não é que um novo leitor tomaria o comentário como a própria palavra de Deus, mas que ele leria as palavras de Deus com a facilidade casual de uma outra forma de comentário."

O blog "Teologia Extrema," um site de apologética, declarou que A Voz era "uma versão distorcida da Bíblia."

"Infelizmente, não desde o lançamento da tradução das Testemunhas de Jeová do Novo Mundo a partir das Escrituras Gregas em 1950 houve uma bíblia publicada que tão ostensivamente altera e distorce a Palavra de Deus, a fim de apoiar uma agenda teológica aberrante e peculiar", diz um comentário no local do ET.
PorMichael Gryboski | Repórter do The Christian Post tradutor Amanda Gigliotti 

18.4.12

O Ministério do Apóstolo Paulo – Parte III: Inicio de um Avivamento


 Na primeira carta de Paulo aos Coríntios, ele liberou palavras que geraram vida e repreendeu duramente os erros e atitudes dos irmãos. Nocapítulo 5 dessa primeira carta Paulo começa escrever sobre um informe recebido de imoralidade e a recusa dos dirigentes da igreja local em disciplinar o culpado.
          O pecado exato cometido por esse membro da igreja de Corinto, não está claro no texto, mas o texto mostra que havia um envolvimento sexual do pecador, desse “cristão nominal” com sua madrasta. Isso mesmo, na igreja de Corinto havia de tudo, disputa por posições, por comida – até mesmo sexo ilícito entre parentes.  Que tragédia!...        
          Paulo declara que a igreja, sendo um povo santo que serve ao Deus Santo e Zeloso, não deve permitir nem tolerar imoralidade entre os seus membros. Podemos apresentar cinco razões para a igreja disciplinar um membro culpado, e essas razões também devem ser aplicadas nos dias de hoje:
  • a)    Para mostrar a permissividade da igreja (v.1). A igreja de Corinto estava vivendo sem regras, onde todos podem tudo.Paulo ficou horrorizado com a tolerância da igreja em permitir tal imoralidade em seu meio. Essa omissão é mais grave que o pecado da pessoa. Muitas igrejas na atualidade toleram e silenciam sobre a imoralidade entre seus membrosadultério, fornicação e intimidades no namoro não são reprovados – e a juventude vive no padrão do inferno. Alguns “líderes” até justificam tais intimidades, alegando compromisso mútuo e que ninguém compra um carro sem primeiro fazer “teste drive”. Não importa o que vão pensar de mim, eu não preciso ser reconhecido por ninguém, mas tenho falado abertamente, na minha classe de jovens na Escola Bíblica, à Luz da Bíblia, em nome de Cristo, sobre a prática do namoro imoral entre a juventude
  •  b)    Para evidenciar a presença do Espírito Santo (v.2). A reação normal de uma igreja que caminha na dimensão do Espírito, em caso de imoralidade, ou de qualquer outro pecado, deve ser uma reação de tristeza, de arrependimento e de necessidade de restauração. O conceito bíblico de santidade indica aversão ao pecado. Precisamos remover do nosso meio a iniqüidade. A imoralidade é só mais uma manifestação da presença do velho homem na igreja.
  • c)    Para o bem do culpado (v.5). A exclusão serve como um alerta e indica a necessidade de perdão e restauração;
  • d)    Para manter a pureza da igreja (v. 6 à 8). Tolerar a iniqüidade é rebaixar o padrão moral dos que estão em processo de santificação;
  • e)    Para superar o padrão do secularismo e mundanismo.  A igreja carnal de corinto estava vivendo em um padrão inferior aos mundanos e como ela poderia anunciar o evangelho sendo semelhante ao mundo em suas práticas?  
          No período em que Paulo censurou duramente a Igreja de Corinto, Tito, um de seus cooperadores, empreendeu uma viagem à região da Macedônia e Acaia e então chegou a Corinto. Paulo ficou aguardando o retorno desse seu cooperador na expectativa de saber qual foi a reação dos coríntios à sua primeira epístola. Ao que parece, em II Co 2:12-13, e7:5, o apóstolo procurou por Tito de cidade em cidade, até encontrá-lo na Macedônia.
        Esse encontro possibilitou que Paulo fosse consolado por Deus, que conforta os abatidos (II Cor 7:6). Então com o consolo que recebera da parte de Deus, ele queria consolar os coríntios (II Cor 1:3-5). Em 11 capítulos dessa epistola, Paulo relata o quanto sofreu por essa igreja.
          Precisamos servir aos irmãos como dizemos servir ao Senhor Jesus e se fizermos alguma coisa errada, não devemos permanecer no erro. Busquemos a Luz do Senhor e nos arrependamos logo.
         Quando o arrependimento é genuíno, ela transforma a pessoa. Precisamos de arrependimento para que possa ocorrer o tão esperado avivamento em nossas vidas e igreja. O que temos presenciado hoje, no Brasil, são inícios de despertamento, mas o verdadeiro avivamento ainda está um pouco longe, enquanto for pregado tudo nos púlpitos, menos a Palavra de DeusSomente um retorno à Palavra, à Oração e à Santidade de Deus garantem um verdadeiro avivamento. Assim como o relato escrito do Avivamento de Gales levou o povo a orarem 1905, que também a verdadeira história do Avivamento Azusa em 1906, há muito tempo esquecida e incompreendida, atinja o mesmo propósito hoje: Corações famintos por Deus em todo lugar.
          Quando o Avivamento vier provocará na nação brasileira uma onda de arrependimento, caracterizado por cinco atitudes essenciais na vida do cristão:
1º.  Um cristão que ora;
2º.  Um cristão que estuda a Bíblia;
3º.  Um cristão que jejua;
4º.  Um cristão que vigia;
5º.  Um cristão que vive e anuncia o Evangelho.
          Orar para priorizar a importância de ter um momento a sós com Deus em comunhão com Ele e pedir a direção de Deus em tudo o que fizermos.Estudar a Bíblia para conhecer plenamente ao Senhor Jesus, Único, Maravilhoso, Incomparável. Nesse momento de dificuldade na vida de alguns filhos de Deus e da promessa de grande avivamento na Igreja de Jesus, devemos orar e jejuar pelos nossos líderes espirituais com a igreja primitiva fez pelos seus apóstolos (II Cor 6: 4 à 5). O jejum move o coração de Deus se for feito em conformidade com Sua Palavra. Vigiar para não dar ocasião nem ao mundo, nem a carne e nem ao diabo. Anunciar com ousadia a Palavra de Deus, conforme o apóstolo Paulo fazia, reconhecendo isso como uma obrigação, um dever (I Cor 9:16)
  •  Afirmativa-Chave: Está na hora de tomar uma atitude e buscar o avivamento.
  • Pergunta Padrão: Será que temos vivido nossos dias como uma sucessão de atividade mundanas? Precisamos semear a Palavra de Deus e anunciar o senhorio de Cristo que veio libertar os cativos e destruir as obras do diabo. Sejamos canais de libertação!

Unidos na mesma unção, na esperança da salvação.
Gilvan Silva Santos, servo do Deus Altíssimo em espírito, alma e corpo (I Tes 5:23)

17.4.12

Ex-senadora Marina Silva é ordenada pastora em Convenção das Assembleias de Deus do Distrito Federal


A ex-senadora e ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva foi consagrada a pastora em uma reunião da Convenção das Assembleias de Deus no Distrito Federal (CEADDIF), liderada pelo pastor Sostenes Apolos.


A possibilidade de mulheres serem consagradas ao ministério pastoral nas igrejas Assembleia de Deus foi aberta após aprovação do tema durante Assembleia Geral Ordinária realizada em Outubro de 2011 pela Convenção do Distrito Federal.

Na ocasião, a proposta foi votada por 1.500 correligionários, e aprovada com 70% dos votos. Segundo informações do Gprime, o entendimento dos líderes assembleianos, a decisão da CEADDIF abre caminho para que a CGADB também aprove o ordenamento de mulheres ao ministério pastoral. Em 2001, a proposta foi recusada durante Assembleia Geral da Convenção Nacional.

O reconhecimento da ordenação da ex-candidata à presidência da República Marina Silva ao ministério pastoral em todas as Assembleias de Deus ainda depende de homologação da CGADB. Em 2010, quando foi terceira colocada nas eleições presidenciais, com aproximadamente 20 milhões de votos, Marina Silva havia sido ordenada missionária. Fonte: Gospel+

16.4.12

Um Tempo e um Lugar para Orar


  • Chaves para a oração eficazter um horário e um lugar específico
          Até que ponto o lugar pode refletir a motivação para a oração?
  • Para o Senhor Jesus não existe “Se vocês orarem”, mas“quando vocês orarem” (Mt 6: 6). O nosso Senhor considera a oração como um mover constante que deve ser praticado pelos seus discípulos. E Ele mesmo orava constantemente.
Ø  Dois passos para vida vitoriosa de oração:
1º.  Arranje tempo para orar:
*      Sempre arrumamos tempo para fazer aquilo que realmente nos interessa;
*      Quase sempre estamos procurando “sobras” de tempo para dar ao Senhor;
*      Se cumprirmos o compromisso diário de orarmos 10 minutos por dia, no final de semana teremos aplicado na respiração da alma apenas 70 minutos (1h10min). Ainda fazemos muito. Deixar de orar é pecado (I Sm 12:23; Mt 26:41; Tg 4:17; Lc 18:1)
*      A vida cristã deve ser uma vida de disciplina e obediência (Ed 8:23: Sl 5:3; Sl 55:17)
2º.  Encontre um lugar sossegado
*      Na verdade o que a Palavra de Deus enfatiza não é o lugar em si, mas a importância de ter um momento a sós com Deus.
*      Encontre um lugar adequado para ter comunhão com Deus em oração (Mc 1:35)
*      Esse lugar deve ser de local de intimidade e comunhão. O orar a sós com Deus em lugar secreto, evita a hipocrisia de querer aparecer, como os fariseus faziam três vezes ao dia (Mt 6:5)
*      Na época de Jesus a câmara secreta, traduzida por quarto, era a parte da casa que tinha só uma porta, porque ali o dono da casa guardava os seus recursos, o seu dinheiro e jóias, ou mesmo os seus documentos. Somente o dono da casa tinha a chave do “lugar secreto”
*      O problema dos fariseus e de muitos irmãos hoje é que eles “amam” o ritual e querem ser vistos como pessoas espirituais. O que Jesus estava condenando e também condena hoje não era a forma como eles oravam, era a motivação. (Mc 12:38-40)
Forma Adequada de orar:
  • Derramando o coração diante de Deus (Fp 4:6-7) Expresse seu amor, gratidão e louvor a Deus em oração. Deus está mais interessado no conteúdo do seu coração do que na qualidade de suas palavras. Jamais se esqueça que ninguém consegue fugir da Presença do Senhor (Sl 139:7-12);
  • Deus não responde as nossas orações baseado em nossos próprios méritos, onde estamos a posição dos nossos corpos (ajoelhado, deitado) ou em que ordem fazemos nossas orações.(Jo 15:7, I Jo 5:14-15, I Pe 3:12, Is 59:2 e 12);
Não desperdicem o tempo com palavras repetitivas ou frases feitas, ou inventando o que falar com DeusNão pense que frases decoradas ou frases de efeito impressionam Deus.
 
Unidos na mesma unção, na esperança da salvação.
Gilvan Silva Santos, servo do Deus Altíssimo em espírito, alma e corpo (I Tes 5:23)