3.4.12

O Ministério do Apóstolo Paulo – Parte II


Na vida norma da igreja, precisamos invocar constantemente o Nome do Senhor Jesus Cristo, I Cor 1:2: à igreja de Deus que está em Corinto, aos santificados em Cristo Jesus, chamados santos, com todos os que em todo lugar invocam o nome de nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor deles e nosso. Na igreja em Corinto, o apóstolo incentivou os crentes a invocarem o nome de Cristo, mesmo sabendo que a igreja ali havia se deteriorado e sido danifica, conforme percebemos nas duas cartas que ele escreveu ao povo de Corinto. O que o apóstolo menciona à igreja carnal de Corinto, têm muito haver com a nossa vida cristã hoje.
          A ida do apóstolo Paulo e Barnabé a Jerusalém par tratar do problema que surgiu na igreja em Antioquia mostra a unidade entre as igrejas em cada cidade. O que os judaizantes pregavam era que, além de crê em Jesus, havia outro requisito para se salvo: fazer conforme o costume e a Lei de Moisés. Também há uma igreja que ensina o mesmo nos dias de hoje. Isso era totalmente diferente do evangelho pregado por Paulo e Barnabé – o não às práticas do Velho Testamento. A Dispensação da Lei foram abolida por Jesus Cristo. Os judeus que receberam o Senhor Jesus foram salvos pela fé e deveriam deixar os costumes da Velha Dispensação. Entretanto alguns desses judaizantes tentavam fazer com que os salvos voltassem à Lei.Como ensinam hoje a igreja que se diz a única remanescente e única igreja verdadeira.
          Muitos judeus foram influenciados pela pregação de Pedro, e entre eles estavam alguns da seita dos fariseus e muitos sacerdotes que obedeceram à fé (At 6:7, 15:5). Atos 15:4-5 diz“Quando chegaram a Jerusalém, foram recebidos pela igreja e pelos apóstolos e anciãos e lhes anunciaram quão grandes coisas Deus tinha feito com eles. Alguns, porém, da seita dos fariseus que tinham crido se levantaram, dizendo que era mister circuncidá-los e mandar-lhes que guardassem a lei de Moisés”. Essa afirmativa tinha por objetivo anular o relato que Paulo e Barnabé fizera, de tudo o que Deus fez por meio deles entre os gentios. Para os que voltam à prática da lei, Cristo de nada lhes aproveitará (Gl 5:1-3; I Cor 7:18). O relato prossegue, e lemos em Atos 15:6-7“Congregaram-se, pois, os apóstolos e os anciãos para considerar este assunto. E, havendo grande contenda, levantou-se Pedro e disse- lhes: Varões irmãos, bem sabeis que já há muito tempo Deus me elegeu dentre vós, para que os gentios ouvissem da minha boca a palavra do evangelho e cressem”. A pregação de Pedro foi correta e segundo a Palavra do Senhor. Ele continuou dizendo: “e não fez diferença alguma entre eles e nós, purificando o seu coração pela fé. Agora, pois, por que tentais a Deus, pondo sobre a cerviz dos discípulos um jugo que nem nossos pais nem nós podemos suportar? Mas cremos que seremos salvos pela graça do Senhor Jesus Cristo, como eles também.
          A Palavra do Senhor é o padrão para acertamos nas decisões. Ela silencia nossas dúvidas e aponta a direção que devemos seguir. O versículo 12 diz: “Então, toda a multidão se calou e escutava a Barnabé e a Paulo, que contavam quão grandes sinais e prodígios Deus havia feito por meio deles entre os gentios”.
          Uma progressão é visível na Primeira Carta de Paulo aos Coríntios:dons, ministério, operação, todos visando a edificação do Corpo de Cristo. Logo em seguida, Paulo nos diz que a igreja é o Corpo de Cristo, e todos nós somos membros desse Corpo (I Cor 12:27). Assim como se dá em nosso corpo físico, cada um de nós tem uma função como membro do Corpo de Cristo – funcionando em coordenação.
         A lição que podemos aprender com a primeira carta de Paulo aos coríntios é que devemos viver a vida normal da igreja, invocando o Nome de Jesus e profetizando a Sua Palavra. Um corpo só é saudável quanto todos os seus membros funcionam.              
  •  Afirmativa-Chave:Somos salvos pela Graça de Deus e todos somos úteis a Deus.
  • Pergunta Padrão: Qual a sua função enquanto membro do Corpo de Cristo? Você trabalha em coordenação com os demais membros?

Unidos na mesma unção, na esperança da salvação.
Gilvan Silva Santos, servo do Deus Altíssimo em espírito, alma e corpo (I Tes 5:23)

Nenhum comentário: