31.7.12

A RECOMPENSA DA GENEROSIDADE



“O generoso será abençoado, porque dá do seu pão ao pobre.” Pv 22.9

A generosidade é o caminho da prosperidade. No reino de Deus você tem o que dá e perde o que retém. Quem fecha as mãos ao pobre deixa vazar entre os dedos o que tenta segurar, mas quem abre as mãos para abençoar será cumulado de fartura. O bem que fazemos aos outros retorna sobre nossa própria cabeça. Moisés orientou o povo de Israel nestes termos: “Quando entre ti houver algum pobre de teus irmãos, em alguma das tuas cidades, na tua terra que o Senhor, teu Deus, te dá, não endurecerás o teu coração, nem fecharás as mãos a teu irmão pobre; antes, lhe abrirás de todo a mão e lhe emprestarás o que lhe falta, quanto baste para a sua necessidade. Guarda-te não haja pensamento vil no teu coração, nem digas: Está próximo o sétimo ano, o ano da remissão, de sorte que os teus olhos sejam malignos para com teu irmão pobre, e não lhe dês nada, e ele clame contra ti ao Senhor, e haja em ti pecado. Livremente, lhe darás, pois, por isso, te abençoará o Senhor, teu Deus, em toda a tua obra e em tudo o que empreenderes”.

ORE


Pai, quero usar esse momento para mudar meu comportamento no tocante ao uso que tenho feito do dinheiro. Chega de mesquinhez e avareza! Comprometo-me a ser mais generoso. Em nome de Jesus.

30.7.12

Eles são PMs de Cristo. E há 20 anos


Entidade chefiada pelo capitão Joel Rocha
 atua para valorizar o lado humano dos policiais
 por meio da religião. Foto: PMs de Cristo

Por Gabriel Bonis
O capitão Joel Rocha, da Polícia Militar de São Paulo, discursa sobre religião com a habilidade de um pastor. Suas palavras, cuidadosamente escolhidas, lideram os PMs de Cristo, associação de policiais militares evangélicos que completou em junho 20 anos de atuação dentro da PM paulista. Algo curioso para um ambiente facilmente associado a armas e combate à criminalidade, mas não à atuação religiosa. Há na corporação, entretanto, milhares de evangélicos, muitos deles atuando pela fé. “Enquanto conversamos, provavelmente em alguma reunião de quartel nosso grupo está orando”, diz o presidente da entidade.
E ele o faz com alguma base estatística. Dos cerca de 100 mil policiais do estado de São Paulo, 25 mil se declaram cristãos. Destes, em torno de 2 mil são PMs de Cristo, ou seja, 8% do total. Considerado um “braço amigo da PM”, o grupo age alinhado com a visão laica do comando, garante Rocha. “Temos o apoio incondicional para valorizar a figura humana do policial”, diz. Uma missão que ganha cada vez mais relevância conforme policiais são associados a uma conduta truculenta e casos de mortes de civis causadas por erros.
Para combater essa imagem, os PMs de Cristo reúnem policiais militares e civis voluntários de diversas religiões cristãs evangélicas para estimular nos companheiros características bíblicas de Jesus Cristo, como honestidade e coragem. Assumem também a propagação de valores cristãos à corporação e às pessoas com quem esta se relaciona. Tudo isso, por meio de núcleos espalhados pelo estado e com uma agenda movimentada.
Os frequentes eventos chegam a ter a participação de mil pessoas. Não chega a surpreender que a entidade tenha acabado de ganhar um dia no calendário oficial de São Paulo, graças ao projeto de lei de um deputado estadual. O dia pode ter sido ideia de um político, mas a entidade se apressa para dizer que o grupo é apartidário e com origem distante. Parte da história de Neemias, personagem bíblico que mobilizou as famílias de Israel para a reconstrução dos muros de Jerusalém.
É comum os voluntários realizarem atividades comunitárias nos espaços da Polícia Militar e em diversas igrejas, além de oferecer um serviço de capelania e orientação espiritual para complementar as ações de apoio pessoal da PM. Algo fundamental para o presidente dos PMs de Cristo, pois os policiais vivem em um ambiente onde a margem entre o correto e o ilegal é muito estreita. “Lidamos com valores fortes como a liberdade e o direito à vida. Isso provoca um nível de estresse elevado.”
Justamente o tipo de ambiente que atrai mais religiosos, explica Leonildo Silveira Campos, teólogo e especialista em Antropologia da ReligiãoPara o professor da Universidade Metodista de São Paulo, a religião é um elemento chave em grupos profissionais com clima deincertezas. “Durante as guerras, as Forças Armadas sempre levavam para as trincheiras capelães para realizar cultos e missas a fim de fortalecer os soldados na batalha contra oimponderável”, diz. Para ele, em regiões onde a atuação policial é mais perigosa, como Rio de Janeiro e São Paulo, é possível que a ação até traga certo benefício psicológico.  
E esse é um dos objetivos do grupo, incluindo a atuação com policiais que cometeram erros durante o trabalho. “O erro neste serviço pode implicar tanto em uma suspensão, quanto na morte de inocentes. Isso traz muita pressão.” Para isso, afirma, a religião seria uma forma de harmonizar sentimentos conflitantes e recuperar PMs e presos com o vislumbre de um futuro a ser construído. A religião também controlaria o uso da força, diz Rocha. “O policial não deve sentir prazer na morte de ninguém.”
A atuação do grupo vai além dos cultos em quarteis. O trabalho começa quando o PM entra na corporação e recebe a orientação da entidade, que acompanha seu caminho. Quem se filia ganha a Bíblia dos PMs de Cristo. Um livro customizado com o logo da corporação. “É uma lembrança da responsabilidade, de orar e defender a corporação”, diz Rocha. “O policial gosta de carregar um chaveiro ou uma marca que lembre a instituição, valoriza os símbolos e insígnias.” Por isso, o Pão Diário, livro com mensagens diárias sobre vida e família, também foi customizado.
PMs de Cristo durante culto em quartel. Foto: PMs de Cristo
Esse desejo por símbolos e valores próprios pode ser visto no crescimento da proporção de evangélicos no Brasil. Dados recentes do Censo do IBGE de 2010 mostram que essa faixa da população soma 42,3 milhões de pessoas (22,2% da população), contra os 64,6% de católicos, em queda há décadas. Um aumento que também reflete na composição dos quadros das instituições, como a própria PM. “A convicção espiritual coopera para que alguém tenha uma visão pessoal sobre Deus, mas não estamos preocupados com os cargos que cada cristão está ocupando”, ressalta Rocha. Mas completa ser natural o desejo de ser representado por pessoas com os mesmos princípios e valores que os seus.
A mudança no perfil dos integrantes das entidades públicas permitiu que as Forças Armadas passassem a fazer concursos para ser capelões evangélicos e protestantes. Algo sequer imaginado quando a população era hegemonicamente católica, destaca Campos. “O que importa é o modo como a pessoa se relaciona com seus vizinhos. Sua integridade dá respaldo para compreender pessoas com valores cristãos em locais chaves em um País que carece de uma revitalização moral”, diz Rocha.
Fonte: CartaCapital

28.7.12

Igreja evangélica recorre a lutas de MMA para arrebanhar novos fiéis


Parece estranho e para muitos até assusta, como admite bispo da própria Igreja Renascer. Colado na porta de vidro de um templo de igreja evangélica, um cartaz anuncia um campeonato de artes marciais mistas, conhecido pela sigla em inglês MMA e popularizado como uma espécie de vale-tudo.

A justificativa, no entanto, é mais do que imediata e direta: “é preferível que um atleta perca um pouco de sangue no octógono (como é chamado o ringue das lutas de MMA) do que ele perder a vida para as drogas ou para a criminalidade”, ressalta o bispo George Ramos.

O objetivo principal do quarto campeonato de lutas de MMA é justamente o de conseguir novos fiéis para a Igreja Renascer. Ao mesmo tempo, o de utilizar o esporte – qualquer que seja – como ferramenta para tirar os jovens do meio do tráfico. Por último, ajudar os lutadores, profissionais e amadores, a ganharem projeção no cenário desportivo.

A opção pelo MMA como instrumento para arrebanhar novos fiéis se deu pela sua crescente popularidade, principalmente entre os mais jovens, nos últimos anos. “Além disso, é um esporte mais fácil de viabilizar em um templo, por exemplo. Nós (da Renascer) já temos um nicho de realização de eventos, com os quais atraímos os jovens. Nós usamos esta estratégia para viabilizar a palavra de Deus”, afirmou Vagner Miguel, mais conhecido como presbítero Baby.

“Não há nenhuma contradição (em ser evangélica e praticar MMA). Porque eu pratico um esporte. Eu penso como esportista, não quero agredir por agredir. Não pode querer ser valentão na rua. Por isso que é um esporte que tem juiz, que tem regras. É uma combinação que funciona: esporte e a palavra de Deus”, completou o professor de jiu-jitsu Aloísio Figueiredo, de 29 anos e frequentador da igreja pentecostal Brasa Viva.

Lutador profissional de MMA, Marcelo Matias, de 29 anos, será um dos protagonistas da noite ao fazer a luta de fundo, na disputa pelo cinturão do torneio. Matias, no entanto, não é evangélico. Ele admite conhecer mais de perto a igreja que promove o evento, mas a prioridade dele é outra: “Tenho interesse em conhecer, sim, mas quero mais visibilidade para lutar”, disse.

E quem buscar nas palavras da Bíblia argumentos para contestar a utilização das lutas de MMA com o objetivo de arrebanhar novos fiéis será surpreendido por um contragolpe à altura. “Um versículo da Biblía diz ‘Me fiz de louco para ganhar os loucos’. É sobre Davi, que ao se deparar com mais uma morte, começou a babar. Nós usamos justamente esta estratégia para viabilizar a palavra de Deus”, destacou o presbítero Baby.

Com informações do G1

Trabalhar com e pelo Senhor até que Ele Retorne


Na parede de meu quarto há uma inscrição: “de passagem”. Com essa afirmação, eu sempre quis deixar bem claro: “estamos aqui somente de passagem”. Eu moro na casa de meus pais há aproximadamente vinte e dois anos – uma casa bonita e grande, onde mora minha família e eu me sinto bem. Entretanto, desde a decisão que tomei ao lado de Cristo em março de 1987, percebo que tudo que temos é passageiro. Isso nos faz viver com uma esperança viva: Jesus pode voltar a qualquer momento e constantemente minha expectativa tem sido: “Nosso Senhor está voltando”
         Meu maior desejo é poder “sumir no ar” e participar junto com minha família da volta de Jesus. Nossa esperança está registrada em I Jo 3:3: “E qualquer que nele tem esta esperança purifica-se a si mesmo, como também ele é puro”. A nossa viagem poderá terminar agora. Poderemos passar pela porta chamada “morte” para o lugar de glória melhor – a glória eterna. Quantas pessoas que conhecemos já partiram e quando partiram em Cristo, foram promovidas ao “seio de Abraão” (Lc 16:19-31). Mas poderemos estar vivos quando Cristo mandar tocar a trombeta do arrebatamento (I Tess 4:15), só depende dEle. Os caminhos do Senhor são maravilhosos e certos. Ele realiza tudo de acordo com Sua Santa Vontade.
          A partida de um servo do Senhor contém uma mensagem muito forte: “... não temos aqui cidade permanente” (Hb 13:14). Todos nós estamos aqui somente de passagem, mas muitos se comportam como se sua vida terrena fosse o objetivo final. Tudo o que fazem é orientado para as coisas terrenas e passageiras. A eternidade, o céu, a presença eterna de Cristo, desapareceu do alcance de sua visão. Outros ainda querem alterar o plano de Deus para sua vida, como o caso do rei Ezequias, que estava com uma enfermidade mortal e o Senhor, pela Sua vontade permissiva e misericórdia, a pedido dele, acrescentou 15 anos à sua vida, (foram os piores 15 anos de sua vida, II Reis – 20:1 a 10)
          Nosso mais profundo desejo, enquanto membro do Corpo de Cristo, é que fixemos firmemente o alvo enquanto estivermos aqui na Terra – “trabalhar pelo e com o Senhor até que Ele venha.
          Reflita sinceramente:
  • Será que sua vida tem sido a vida que Deus planejou para você? 
  • Você tem tido a vida plena e abundante projetada por Deus? 
  • Será que o “secularismo” ou o “modernismo” não têm sido sua bússola? 
  • O que você tem feito, em seu dia-a-dia, que aponta sua intimidade e comunhão com o Senhor Jesus? 
  •  Será que existe em você a fé de querer vencer, a disposição de depender única e exclusivamente do Espírito Santo.
      A vitória precisa começar em nós mesmos, em nossos pensamentos, em nossas reflexões e atitudes e no nosso mais profundo querer (Rm 12:2).Deus está nos chamando a uma mudança de atitude hoje, agora! Deixemos de ser religioso, diga não ao “Evangelho Light”.
          Precisamos andar juntos na “comunhão dos sofrimentos de Cristo”,na certeza que “através de muitas tribulações nos importa entrar no Reino dos Céus” (At 14:22). Quero deixar um conforto: “permaneça firme e não desamine! Porque “para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada (Rm 8:18).
          Sinto-me no dever de compartilhar o que Deus tem me ensinado, pois percebo a “necessidade de escrever e exortar a batalhar pela fé que uma vez foi dada aos santos’ (Jd 3), para que tenhamos a total e definitiva vitoria sobre o mundo, a carne e o diabo.

Por Gilvan Silva Santos, Servo do Deus Altíssimo em espírito, alma e corpo; professor de Escola Bíblica Dinâmica na Igreja Batista Teosópolis, onde me esforço para servir bem ao Senhor Jesus Cristo.

Sarah Sheeva ensina santidade às mulheres: ‘sexo antes de casar, nem pensar’


Com o famoso grito “Fora cachorrada”, Sarah Sheeva inicia o culto que contou com a visita do apresentador Pedro Bial da Rede Globo e da equipe de reportagem da Ego Globo.

“Nós somos princesas e vamos mudar a história da nossa geração e daqui a um tempo meninas que serão filhas e netas nossas não vão passar pelos mesmos dramas que nós passamos porque a gente pode plantar uma cultura da mulher se valorizar”, pregou Sarah Sheeva.

A filha de Pepeu Gomes e Baby do Brasil auxilia as mulheres no lado emocional com relação ao casamento, relações, sexo, entre outros temas, sempre enfatizando a santidade.

Segundo ela, sua intenção era de transmitir suas mensagens através de um livro “Manual de princesices - Como deixar de ser cachorra, se tornar uma princesa, e receber o amor que você merece”, mas como ainda não terminou decidiu promover as reuniões.

Sexo e beijo na boca são para o casamento, ensina Sarah. Ela, que afirma estar há dez anos sem sexo e há nove sem beijar na boca, dá o exemplo de evitar coisas que possam provocar desejos da carne, como filmes de romance, entre outras coisas e ela atenta para a oração também.

“É desafiador, mas não provoco desejo. Oro e me cuido”, diz. “Se Deus não me casou, é porque ainda não quis”.

Entre os mandamentos de uma Princesa ela cita: a princesa não procura, mas é encontrada; não beije na boca, somente no dia do casamento; sexo somente depois do casamento; seja santa; se valorize; não use roupa decotada; seja de submissão ao marido; imponha limites; entre outros.

Sarah Sheeva urge que as mulheres tenham paciência para esperar o seu “príncipe”. “É melhor chorar uma noite ou até um mês do que a vida inteira por causa da pessoa errada”. E também sugere que as mulheres tomem cuidado de usar roupa sexy.

“Mulher que usa decote não bota limite. Damos limites na nossa própria veste. Por que as prostitutas se vestem daquela forma? Aprenda a ter sensatez, a botar mistério nas suas vestes”.

A pastora está lançando dois livros, “Onde foi que eu errei?” e “Defraudação emocional”.

27.7.12

Líder da quadrilha batizada de “Deus tá vendo” é presa no Rio

A Polícia Civil do Rio Grande Sul prendeu sete pastores evangélicos que estavam envolvidos no esquema de venda de carros, barcos e até aviões “fantasmas” em uma operação batizada de “Deus tá vendo”. Agora a líder do grupo, Andréia Rosângela Marques Pinto, de 49 anos, foi presa depois de se apresentar em uma delegacia do Rio de Janeiro.

O grupo conseguia convencer os fiéis que os veículos custavam menos de 60% do valor de mercado por serem automóveis apreendidos pela Polícia Federal, mas quem comprava não recebia o produto.

O golpe foi aplicado em pelo menos cinco estados brasileiros Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul e também no Distrito Federal. A polícia acredita que os criminosos chegaram a lucrar R$20 milhões.

O delegado Álvaro Becker, do 2º DP de Bento Gonçalves (RS), que é o responsável pelo caso, conta que os clientes interessados nesses produtos tinham que depositar o valor do veículo e aguardar trinta dias para que a entrega fosse feita. Quando o comprador cobrava a entrega os pastores pediam mais tempo.

“Eles usavam todo o tipo de desculpa, desde o carnaval até a invasão do Morro do Alemão, para tentar explicar a demora na entrega. Até que, em novembro do ano passado, um pessoal de Veranópolis (município no nordeste do Rio Grande do Sul) procurou a polícia”, disse Becker.

O delegado já ouviu a mulher, segundo ele Andréia Rosângela teria negado todas as acusações dizendo que é apenas mais uma vítima do bando. “Ela diz que, na verdade, é mais uma vítima disso tudo. Eu diria que ela é uma artista. Mas não nos convenceu. Tempos provas de seu envolvimento com o golpe”, alertou.

As investigações mostram que em Brasília encontra-se o maior número de vítimas desse golpe onde 255 veículos teriam sido vendidos. No Rio Grande do Sul a quantidade de venda foi bem menor, 40 veículos. O delegado acredita que todo o golpe foi orquestrado no Rio, mas precisamente em São Gonçalo. Com informações Extra
Fonte: Gospel Prime

25.7.12

Página “Bíblia Sagrada” no Facebook promoverá estudos bíblicos em vídeo, ao vivo, todas as quintas-feiras. Saiba mais


Estudos bíblicos são essenciais para uma vida cristã sadia e um crescimento espiritual consistente. Historicamente, igrejas evangélicas investiam nesse tipo de formação, como forma de instrução de seus fiéis.
A página Bíblia Sagrada, “curtida” por mais de um milhão de pessoas no Facebook, está lançando um estudo bíblico semanal em vídeo, ao vivo, todas as quintas-feiras, às 15h30.
Os estudos bíblicos serão apresentados por Daniel Simoncelos, colunista do Gospel+, e produzidos por ele em parceria com Renato Cavallera, editor-chefe do portal.
O formato do programa semanal envolverá leituras bíblicas e reflexões sobre temas específicos, que serão divulgados com antecedência através da própria página da Bíblia Sagrada no Facebook.
O tema do programa de estreia será “O encontro de Jesus com a mulher samaritana”, com espaço para internautas comentarem e esclarecerem dúvidas. O programa da próxima semana, na quinta-feira, 02/08, será sobre “O encontro de Jairo com Jesus”.
Curta a página Bíblia Sagrada em facebook.com/bibliasagrada e acompanhe os estudos bíblicos promovidos na página semanalmente, às quintas-feiras.

23.7.12

Número de índios evangélicos cresce 42% no Brasil


Seguindo a tendência do crescimento geral da população e do número de evangélicos, o número de índios evangélicos também aumentou.
Conforme dados do Censo 2010, a quantidade de índios evangélicos aumentou 42% nos últimos dez anos. Eles já são 210 mil e correspondem a 25% da população indígena.

Esse crescimento se deu porque a organização de grupos com a missão de evangelizar áreas índigenas tem aumentado, segundo Carlos Travassos, coordenador-geral do setor que monitora tribos isoladas e de recente contato na Funai (Fundação Nacional do Índio).

A Asas de Socorro, uma das 15 agências missionárias evangélicas filiadas à AMTB (Associação de Missões Transculturais Brasileiras), oferece até apoio de aviões para realizar o trabalho em áreas de difícil acesso.

Essas organizações são bancadas por igrejas, empresas e voluntários ligadas a diferentes denominações. Com ações de ensino, assistência social e treinamento, elas implantam a 'terceira onda', na qual os próprios índios, já preparados, evangelizam uns aos outros.

Em Chapada dos Guimarães (MT) funciona a Ami, escola para índios cujo lema é formar "discípulos de Jesus Cristo" e criar uma igreja "genuinamente indígena em cada tribo do Brasil".

Eles são preparados para repassar os conhecimentos aprendidos a suas comunidades --"da maneira deles", diz o pastor indígena Henrique Terena, presidente do Conplei (Conselho Nacional de Pastores e Líderes Evangélicos Indígenas), que se define como o maior movimento evangélico indígena do país.
Também seguindo a tendência nacional, o número de índigenas católicos caiu nos últimos dez anos.
Para a AMTB (Associação de Missões Transculturais Brasileiras), que reúne organizações de missionários evangélicos, as ações em comunidades indígenas respeitam a cultura e o direito de escolha dos índios. Com informações da Folha.
Fonte: Guia-me

21.7.12

HOMENAGEM AO PASTOR HÉLIO LOURENÇO

Lourenço: 46 anos de ministério (Foto Lorena Pio).
A comunidade da Igreja Batista Teosópolis, uma das mais tradicionais de Itabuna, prestará homenagem ao pastor Hélio Lourenço, neste sábado, às 19h30min. O pastor completa 70 anos de vida e 46 anos de ministério pastoral.

Cacilda Lourenço, esposa do líder evangélico, também será homenageada. A celebração ocorrerá na igreja, localizada na Avenida Félix Mendonça, no Bairro da Conceição, em Itabuna. Com informações do Pimenta.blog

19.7.12

Pastor preso por dar estudo bíblico em casa pode ficar detido por 3 anos

O pastor Arizona que atualmente está preso por hospedagem estudos regulares da Bíblia em sua casa pode ter que servir até três anos por violar sua liberdade condicional

Michael Salman, um pastor ordenado da Igreja de Deus em Cristo e fundador da Harvest Christian Fellowship, em Phoenix, foi acusado de violar sua liberdade condicional, continuando a realizar realizar estudos bíblicos em sua propriedade e por não pagar mais de US $ 12.000 em multas.

Em entrevista ao The Christian Post, edição dos Estados Unidos, o advogado de Salman, John Whitehead, grupo legal O Instituto Rutherford, disse que 15 a 20 pessoas foram encontradas em sua casa para estudar a Bíblia ultrapassando ordem do tribunal de um limite de 12 pessoas. O advogado afirmou que ele pode pegar até 3 anos de cadeia.

"Ele está em liberdade condicional três anos, o que significa que ele pode pegar até três anos de prisão."

Segunda-feira passada, Salman começou a sua sentença de prisão de 60 dias na cadeia do condado de Maricopa, por promover estudos bíblicos duas vezes por semana em sua casa. Um tribunal de Phoenix o considerou culpado de 67 violações do código em relação ao não cumprimento aos códigos do edifício da cidade, de fogo, segurança e zoneamento. A cidade de Phoenix argumenta que o caso Salman não é sobre a liberdade religiosa, mas sobre segurança pública.

Em entrevista ao CP, o promotor da cidade - ou promotor-chefe - para Phoenix, Aaron J. Carreon-Ainsa, observou que cinco juízes analisaram caso Salman, incluindo dois juízes norte-americanos do distrito e um juiz de apelação, e afirmaram a condenação.

"Estamos interessados em garantir que as pessoas estejam em um lugar seguro em que possam adorar", disse Carreon-Ainsa. "Nós não queremos uma tragédia que às vezes lemos nos países do terceiro mundo onde as pessoas estão reunidas para qualquer fim e perecem por causa de um incêndio ou alguma outra situação que eles não são capazes de se proteger..."

Salman, que é pai de seis filhos, promove estudos bíblicos em sua propriedade durante os últimos 7 anos. A cidade de Phoenix começou a interagir com Salman sobre zoneamento preocupações a partir de 2006, quando o Administrador do Zoneamento informou-lhe que sua propriedade era análoga a uma igreja e, portanto, ele deveria ajustar a sua casa para cumprir a Portaria de Zoneamento. Apesar disso, de acordo com o Escritório da Procuradoria da Cidade Phoenix, Salman ignorou os pedidos da cidade que pediu repetidamente a conformidade com os códigos de segurança.

Mas Brad Dacus, presidente fundador da Pacific Justice Institute - que tem defendido vários casos de estudo da Bíblia em casa – descordou do argumento da cidade. Segundo ele disse ao CP, conforme as informações que ele recebera, não houve nenhuma preocupação de segurança.

"Não houve ferimentos sofridos por nenhum dos indivíduos que vieram a se reunir para esta finalidade. Não há riscos iminentes de lesões para quem se reuniu para este propósito religioso.”

Para ele, a iniciativa da cidade de Phoenix é um uso autoritário de sua autoridade de uma maneira que não é claramente necessária.

18.7.12

“O Segredo para a Vitória” Parte 1: "O Avivamento que Precisamos Hoje"!


Em seu ministério terreno o Senhor Jesus deixou registrado:“Todavia, digo-vos a verdade: que vos convém que eu vá, porque, se eu não for, o Consolador não virá a vós; mas, se eu for, enviar-vo-lo-ei. E, quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça, e do juízo” (Jo 16:7-8). Quando o Espírito Santo veio, o que aconteceu?“uma vinda poderosa e explosiva da Unção do Alto, que chegou primeiro para a Igreja Primitiva e só depois através dela”. E, não podemos esquecer que o Espírito Santo veio para a Igreja em Oração.
          Os versículos que lemos acima são a base para um verdadeiro avivamento. O Senhor Jesus está dizendo aos seus discípulos, na seguinte ordem: “Quando Eu enviar o Espírito Santo para vocês, que são o Meu Povo, Meus discípulos, para vocês, Minha Igreja, então Eu, através de vocês, convencerei o mundo, os demais não-cristãos, do pecado, da justiça e do juízo”
          A Igreja Primitiva que começou exatamente com 120 pessoas (At 1:15), agora, e pela primeira vez, estava  cheia do Espírito Santo e inflamada por Deus, deram pleno testemunho de Cristo conduzindo uma multidão à convicção de pecado, da justiça e do juízo, isso produziu o arrependimento necessário, exatamente como Jesus predisse em João 16:7-8.
          Nessa manifestação poderosa da Vida e do Poder de Deus, na Pessoa do Espírito Santo converteram-se três mil pessoas (na verdade, foi muito mais, pois essa conta inclui apenas os homens). Na igreja que temos edificado nos dias de hoje, com “três mil pregações” converte-se apenas 1 pessoa e olhe lá.
          Pedro nunca havia pregado uma mensagem como essa, falando sobre Cristo o Messias abertamente para uma multidão de judeus. Aquele mesmo Pedro, impulsivo e explosivo, agora está falando com ousadia e dinamismo, sendo o primeiro pregador de avivamento da Igreja no Novo Testamento. Temos aqui, na passagem de Atos 2, a única combinação exata para experimentar o avivamento verdadeiro na igreja: primeiro, oração intensa e, em seguida, pregação poderosa.
          Não adianta termos “pregação poderosa” se não houve arrependimento, e a condição para que o arrependimento alcance às pessoas é que na igreja haja oração intensa. Precisamos compreender exatamente o que Jesus quis dizer em Lc 24:47:     “e, em seu nome, se pregasse o arrependimento e a remissão dos pecados, em todas as nações, começando por Jerusalém”. Não devemos anunciar apenas o “perdão” e não somente o “arrependimento” – mas ambos.
          Vivemos um cristianismo morno e apagado, porque temos pregado: 
a)    Uma “graça barata”; 
b)    Uma “coroa sem espinhos” 
c)    E uma “coroa sem a cruz”. 
d)    Um Evangelho sem compromisso
          Precisamos mudar nosso foco, nossa forma de pensar e de agir, concordando com Deus, por que somente Ele pode trazer o avivamento que precisamos hoje.
          Temos notado, através dos anos, a falta de intensa oração em nossas igrejas. Em conseqüência a mensagem que deveria produzir arrependimento é como ajuntar carvão e não conseguir nenhuma combustão.
          Qualquer igreja local, que viva na total dependência do Espírito Santo, sempre funcionará como um organismo, como um corpo. Nunca será uma organização, um clube, uma corporação, uma religião, agremiação ou associação humana. E, podemos perceber que a “portas do inferno” (Mt 16:18) não puderam prevalecer contra a  Primeira Congregação do Novo Testamento.
          Precisamos orar e evangelizar de forma muita mais poderosa. Três mil conversões! E de uma só vez! Apenas uma demonstração de como o Espírito Santo é capaz de operar de forma irresistível em avivamento em uma Igreja que Ora. Não há “rotas alternativas”. Só temos essa opção: orar e pregar. Tenho sido constantemente impactado pela verdade de Deus expressa em At 4:31: E, tendo eles orado, moveu-se o lugar em que estavam reunidos; e todos foram cheios do Espírito Santo e anunciavam com ousadia a palavra de Deus”. Esse será o nosso versículo base para o próximo Alimento Bíblico, a Parte 2 desse estudo: “O Segredo para a Vitória: Persistência na Oração”
         
  •  Afirmativa-Chave:Temos aqui, na passagem de Atos 2, a única combinação exata para experimentar o avivamento verdadeiro na igreja: primeiro, oração intensa e, em seguida, pregação poderosa.
  •  Pergunta Padrão: Para que a Igreja alcance o mundo, mesmo que entre nós haja divergências hermenêuticas e até teológicas, temos que está unidos e unânimes em um ponto: orar e anunciar o evangelho de Jesus (At 4:23-31). Como harmonizar esse ponto?
Gilvan Silva Santos, servo do Deus Altíssimo em espírito, alma e corpo(I Tes 5:23)

16.7.12

Autoras de crimes brutais se convertem e levantam polêmica nas redes sociais

Suzane von Richthofen se converte em presídio de segurança máxima

Uma imagem exibida pelo Fantástico neste domingo (15) mostrando Suzane Richthofen e Anna Carolina Jatobá juntas no presídio do Tremembé, interior de São Paulo, chamou a atenção de todo o país. Sorridentes e descontraídas, elas andam pelo pátio da detenção, onde estão alojadas presas de alta periculosidade.

Segundo a reportagem, Suzane agora é pastora evangélica, função que também seria exercida por Anna Carolina, que prega para outras detentas no presídio de segurança máxima. As cerca de 153 mulheres que estão no local cometeram toda espécie de crime, inclusive assassinato de filhos, pais e maridos.

No local ainda está alojada Elize Matsunaga, que em junho desde ano confessou ter matado e esquartejado o corpo do marido, um dos diretores da empresa alimentícia Yoki.

As imagens e a notícia de que Suzane agora teria se tornado religiosa levantou desconfiança do público, que imediatamente foi às redes sociais comentar o fato.

A possível conversão dela, que foi pivô do caso que repercutiu em todo o país, está na natureza do crime cometido. O público ainda tem vivos na memória o caso da moça com ascendência alemã, que juntamente com dois comparsas planejou o assassinato dos pais visando a herança deixada por eles.

Segundo o Fantástico, Suzane desfruta de um bom relacionamento entre as detentas e as funcionárias da carceragem. Segundo o promotor Paulo José de Palma, “ela tem uma personalidade muito forte, ela sabe o que quer, sabe se relacionar com as pessoas que a cercam, e isso dentro da unidade prisional também ocorre”, diz.

Já Ana Carolina matou a enteada de 5 anos, Isabella Nardoni, jogando-a pela janela do sexto andar de um prédio na zona norte de São Paulo. O ato, cometido juntamente com o marido e pai da criança Alexandre Nardoni, foi motivado pelo ciúme excessivo pela atenção que o pai dedicava à filha.

A notícia de que Anna Carolina prega periodicamente entre as detentas do presídio de Tremembé foi dada há pouco mais de um ano, pelo jornal O Estado de Minas.

O marido Alexandre Nardoni, que participou do assassinato da própria filha, está na ala masculina da mesma instituição.

Segundo noticiado, ambos levam uma vida tranquila no presídio. Eles estariam adaptados à rotina do local e prestam serviços para reduzir a pena. Alexandre trabalha na lavanderia e a madrasta de Isabella conseguiu colocação na cozinha.

Segundo a reportagem do Fantástico, o clima no lugar é tranquilo e não há registro de rebeliões ou problemas de convivência. As imagens registradas mostram elas de uniforme e conversando entre as carcereiras.

As duas detentas ainda participam da oficina de costura e tem registrado ao longo do período enquanto presas bom comportamento. Suzane chegou a iniciar um projeto de aulas de inglês no local visando ensinar o idioma às presas, mas o mesmo foi suspenso.

Redes sociais

A notícia divulgada pela TV Globo de que Suzane teria se tornado evangélica e ocupa a função de pastora causou grande repercussão nas redes sociais. Não faltaram comentários cheios de ironia e sarcasmo.

A novelista Glória Perez escreveu no Twitter: “Suzane Richtofen virou pastora!!!!! E apareceu lépida e saltitante no #fantastico : impressionante como os psicopatas florescem na cadeia!”.

Já @Rafael_Iglesias comentou: “Suzane Von Richthofen e Anna Carolina Jatobá têm um bom relacionamento na prisão. Crimes em família unem as pessoas, nesse caso?”

Suzane, Ana Carolina e a esquartejadora da Yoki no mesmo lugar. É presídio ou a Fazenda?, ironizou Eduardo Barreto.
Fonte: Gospel Prime

15.7.12

Função de todo servo de Cristo: Gerar, Cuidar, Apascentar e Nutrir - 3ª Parte “Receber o Espírito, Ser Revestido Dele e Perseverar Nele”


O viver normal da Igreja de Cristo não se resume apenas aos cultos. Na Carta de Paulo ao santos em Éfeso, podemos perceber de maneira muito clara, a visão espiritual da Igreja e seus diversos aspectos práticos. Poderíamos enumerar alguns:






 
a)    União espiritual com Cristo, formando uma só família (Ef 2:16 à 22); 
b)    Reuniões normais de culto e celebração (Ef 5:18 à 21); 
c)    Vida espiritual em contraste com o estilo carnal de vida (Ef 5:1 à 13); 
d)    Relacionamento familiar do crente em Jesus (Ef 5:22-23); 
e)    Batalha espiritual (Ef 6:10 à 20):
Ø  Nosso Único Aliado – Deus;
Ø  Nosso inimigo real – Satanás e suas hostes;
Ø  Nosso equipamento eficaz – toda Armadura de Deus;

         Em todos os momentos de nossa vida, devemos estar conectados a Deus, através de Seu Santo Espírito (Jo 4:24) que habita em nosso espírito(Rm 8:11), invocando o Nome Santo de Jesus em todo lugar (I Cor 1:2) e não nos distraindo nos “negócios dessa vida”. Temos a promessa: “Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós. Limpai as mãos, pecadores; e, vós de duplo ânimo, purificai o coração”. (Tg 4:8)
          Precisamos mortificar o nosso velho homem na Cruz de Cristo para que o Santo Espírito possa fluir em e através de nós. Não podemos negligenciar as experiências constantes de quebrantamento, caso contrário, seremos como as virgens néscias de Mateus 25 (leia todo o capítulo), que por não levarem azeite na vasilha, não participaram das Bodas do Cordeiro(não foram arrebatadas). Elas até pediram azeite emprestado, mas foram aconselhadas a comprá-los dos que o vendiam (isso será na Grande Tribulação – o preço será altíssimo)Dessa forma, precisamos ser prudentes e aproveitar cada momento de nosso viver diário para encher nossa vasilha de azeite, ou seja, mortificar diariamente a nossa carne e ser saturado, cheio do Espírito Santo; só assim teremos condições de participar das Bodas do Cordeiro, do Arrebatamento.
          Tos nós temos nossos gostos, preferências, vontades e desejos, e lutamos muito para vê-los cumpridos, esquecendo-nos de procurar saber qual a vontade de Deus. Por esse motivo lutamos, esforçamo-nos e batalhamos muito. Toda vez que procuramos fazer o que queremos, até mesmo na dimensão espiritual, sem dar importância à vontade do Senhor, sofremos e sofremos muito.
          Nossa vida é pautada em decisões: escola, profissão, casamento, igreja e assim por diante. E também na esfera espiritual, há muito para escolher. Contudo, quantas vezes nos lembramos que o Senhor é que está no controle de tudo isso e e é Ele quem deve dirigir-nos? Devemos perceber o que Ele diz e qual decisão devemos tomar, mesmo que não seja o que nós queremos e devemos descansar nEle. Quando descansamos Nele, sabemos que sua vontade sempre será a melhor.
             Essa dependência de Deus nos permite manter uma boa consciência, uma consciência pura. Até porque, se descuidarmos disso, ocorrerá o “naufrágio da fé” (I Tm 1:19). Isso indica que precisamos confessar nossos pedados diariamente, nos achegar ao Senhor, receber Sua Luz e nos arrepender. Hoje temos o Advogado que intercede por nó: “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça”. (I Jo 1:9). Também precisamos aprender a ter comunhão, isto é, buscar ajuda daqueles que realmente podem nos ajudar. Isso indica que precisamos nos afastar daqueles que não vivem de acordo com a orientação de Deus. Devemos nos associar com aqueles que e, “com um coração puro, invocam o Senhor”. II Tm 2:22). Querido irmão, valorize as reuniões em sua igreja. Ela é o ambiente, onde outras pessoas que se preocupam com a nossa saúde física/espiritual, podem nos ajudar. É o ajuntamento daqueles que foram chamando por Deus para fora de um mundo contaminado e cheio de morte. Nos cultos, temos o falar constante do Senhor e o Alimento Espiritual que nos supre é servido. Como está seu estudo sistemático da Palavra de Deus?
          A oração deve ser prioridade se quisermos ser revestido do Espírito Santo e Perseverar Nele. Por isso a primeira coisa que o Espírito Santo fez no dia de Pentecostes foi aparecer no Cenáculo e encher os 120 crentes que estavam “perseverando unânimes em oração” (At 1:14). Deus está nos convocando às reuniões de oração e responderá com Poder do Alto.Reunião de Oração não representa uma opção, mas é um imperativo de Jesus como padrão para o avivamento (Ed 8:23; A. 4; 8 à 14).
          A apostasia ou frieza espiritual começa quando as igrejas negligenciam esse padrão de oração e a Unção do Alto desaparece dos nossos cultos. Precisamos nos arrepender e clamar por um avivamento em nossas igrejas batistas. È bom observar que o Espírito Santo não veio sobre todos que estavam em Jerusalém numa espécie de derramamento sem discriminação. Ele veio diretamente para àquelas 120 pessoas que estavam reunidas em oração – no Cenáculo.

          As palavras que podem geram vida e transformar o homem são como a prata e o ouro (Provérbios capítulo 2) e precisam de disposição e labor para serem encontradas. Quanto tempo você aplica na leitura da Palavra de Deus? A Palavra “rhema”, o falar “fresco” e presente do Senhor que se destina a cada um de nós individualmente, deve ser criteriosamente procurada. Em qual parte de sua leitura da Bíblia, você ouviu Deus falando com você?
          Para alguém ouvir diretamente o falar pessoal do Senhor é necessário mais que leitura, é necessário ainda orar, buscar humilhar-se e até chorar diante do Senhor para Ele tenha misericórdia e fale conosco. Isso me fez lembrar um corinho que nós cantávamos na União de Adolescentes, alguns anos atrás:
Estou pronto Senhor para ouvir Te falar
Faz me entender Teu querer
Faz me servir Te melhor

Enche meus dias de amor
Transborda em graça o meu viver
Dá paz ao meu coração dirige o meu caminhar
Fala Senhor fala comigo ó Senhor
Fala Senhor todo o meu ser Te ouvirá

Estou pronto Senhor para ouvir Te falar
Faz me entender Teu querer
Faz me servir Te melhor

Enche meus dias de amor
Transborda em graça o meu viver
Dá paz ao meu coração dirige o meu caminhar
Fala Senhor fala comigo ó Senhor
Fala Senhor todo o meu ser Te ouvirá
         O caminho para sermos livres do mundo, da carne e do diabo é o poder santificador da Palavra. O próprio Senhor Jesus não orou para que seus discípulos saíssem do mundo, mas que, tão somente, fossem guardados do mundo pela Palavra (Jo 17:15-17).
          Não posso também deixar de afirmar que para Perseverar no Espírito Santo precisamos pregar o Evangelho do Reino (Mt 24:14). Isso implica em uma obrigação.
           
  •  Afirmativa-Chave:Toda vez que procuramos fazer o que queremos, até mesmo na dimensão espiritual, sem dar importância à vontade do Senhor, sofremos e sofremos muito.
  • Pergunta Padrão:Quantas vezes nos lembramos que o Senhor é que está no controle de tudo e é Ele quem deve dirigir-nos?

Gilvan Silva Santos, servo do Deus Altíssimo em espírito, alma e corpo (I Tes 5:23)

11.7.12

Grupo cristão brasileiro propõe Nova Reforma Protestante

Com o projeto “Eu quero uma igreja”, um grupo de cristãos brasileiros identificados como “os cristocêntricos” propõe a união de cristãos em nome de Cristo para a criação de uma igrejaverdadeira, ou uma “Nova Reforma Protestante”.

Tomando como base Romanos 14 e 1° Coríntios 13, o grupo conclama a “uma antiga, nova e verdadeira forma de ser igreja”.

“Após ver tanta sujeira, levantamos uma bandeira, um clamor, uma súplica, como Jesus em João 17 rogando ao Pai. Na função de sabão dos lavandeiros e fogo dos ourives que purifica a prata e o outro (Mal.3)”, diz o projeto.

Segundo site do "Eu quero uma igreja", o objetivo do movimento é apresentar debates e cultuar ao vivo com pessoas de todas as partes do mundo e denominações, para unirem em Cristo “na verdadeira unidade com um só pensamento”.

Um programa de perguntas e respostas é oferecido, bem como entrevistas, testemunhos e a exposição de pensamentos sobre a doutrina, dogmas, costumes e liturgias.

O projeto visa oferecer também ajuda àqueles que estão “escandalizados” com a igreja a continuerem louvando a Deus, mesmo que virtualmente. Com o intuito de combater os erros eclesiásticos ele propõe também a ação de uma “Corregedoria Eclesiástica”.

“Ovacionar sim, elogiar sim, os acertos dos líderes e igrejas; mas, combater categoricamente os erros e a podridão do sistema religioso, nem que nos custe a vida terrena”, diz o projeto no site.

O grupo não se preocupa com o preço a pagar para que as mensagens pregadas não sejam “massagens” que massageiem o ego das pessoas.

“Que nos corte a cabeça em bandejas, mas que façamos a vontade de Deus sempre!” afirma o projeto.

Os pontos de pregação a serem enfatizados são: a limpeza dos corações; o combate à “sujeira do sistema religioso” e a condução de pessoas a olharem a somente um único Salvador.

O grupo convida católicos, evangélicos, carismáticos, padres, monges, pastores, ateus, judeus, muçulmanos, agnósticos, protestantes, pentecostais, tradicionais, neopentecostais, espíritas, maçons, rosacruses, unicistas, ‘igrejados’, ‘desigrejados’, entre outros, para participarem dos debates a fim de constatar que “só o Evangelho de Cristo salva”.

Os debates são promovidos todos os dias às 21 horas ao vivo, pelo YouTube, Google Hangout, Google mais, TV Eu quero uma igreja, Skype, e por meio deste site.
PorAndrea Madambashi | Repórter do The Christian Post

9.7.12

Cientologia usa métodos de manipulação e “lavagem cerebral” entre adeptos

O Fantástico abordou no último domingo (8) os bastidores da misteriosa seita da Cientologia, apontada como o motivo da separação entre a atriz Katie Holmes e o astro de Hollywood Tom Cruise.

A reportagem mostrou os estranhos métodos utilizados pela religião entre seus adeptos, entre eles o uso de um aparelho de detecção de mentiras, que seria usado para que os fieis “descarregassem sentimentos negativos e passassem a se sentir melhor”, de acordo com a matéria, que mostrou cenas de uma reportagem realizada pela BBC.

Outra exigência da seita é terminante proibição de os casais adeptos terem filhos. Marc e Claire Headley, um casal que se retirou dos quadros da organização, disse que a mulher teve que abortar duas vezes para cumprir a exigência imposta.

Depois que decidiram se desligar da religião, eles disseram que integrantes da seita convenceram seus parentes a não terem mais contato com o casal, bloqueando a comunicação entre eles e a família.

De acordo com Johnny Bernardo, estudioso de seitas e heresias do Instituto de Pesquisas Religiosas (INPR), os adeptos da religião praticam o chamado “fair game”, ou vale tudo, em português. Isso quer dizer que seus inimigos podem ser feridos, enganados, desacreditados ou até destruídos, caso os membros da organização achem se fazer necessário.

“Eles podem utilizar a força física, pois são doutrinados a defenderem a organização contra todo inimigo interno e externo impondo sua força física e mental ou mesmo travar longas batalhas judiciais se necessário contra o que chamam de seus ‘agressores’”, diz Bernardo.

Bernardo pesquisou em institutos especializados em doutrinas destrutivas e no documentário realizado pela BBC, e atuou como consultor da reportagem do Fantástico.

Segundo ele, há uma verdadeira rede de espionagem montada pela igreja. “Os membros da seita colocam sob vigilância não somente ex-adeptos e jornalistas mas também agências governamentais”, diz.

Um dos alvos da organização atualmente seria Rick A. Ross, um dos maiores especialistas em seitas destrutivas nos EUA. Já existe um dossiê feito por membros da religião com mais de 15 mil páginas contra o pesquisador, que envolve problemas em sua infância e fase adulta. “É a guerra de informações promovida pela Cientologia contra seus inimigos em potencial”, diz Bernardo.

Estratégias

A Cientologia tem entre suas principais estratégias para sua divulgação o “recrutamento” de artistas conhecidos do grande público que se tornam espécies de embaixadores de suas doutrinas.

Fundada em 1954 por Lafayette Ron Hubbard, ela tem em seus quadros hoje, além de Tom Cruise, que seria o “braço direito” do mentor da religião, John Travolta e até mesmo Lisa Marie Presley, além de Juliette Lewis, que estariam nos quadros da organização.

A seita cresce exponencialmente nos EUA. Somente na Flórida cerca de 9 mil adeptos estariam reclusos, mas trabalham incessantemente para a difusão da doutrina, diz Johnny Bernardo.

A Cientologia ainda usaria de métodos pouco ortodoxos para controlar seus adeptos, entre eles a intimidação, ameaças e invalidação. “Nos centros de treinamento e recrutamento da organização ocorre uma verdadeira lavagem cerebral dos adeptos”, revela Bernardo.

“As estrelas da Cientologia não são meros garotos-propaganda contratados para representarem a igreja”, diz Bernardo. “Eles acreditam firmemente em absurdos como a tese de Hubbard de que a humanidade é fruto de sobreviventes enviados do espaço por um ser chamado Xenu”, descreve.

“Há suspeitas de que, tal como ocorreu na Alemanha em relação à Hitler, de que estrelas de Hollywood são realmente manipuladas ou mesmo ‘programadas’ pela Cientologia, conclui Bernardo. Com informações do Gospel Prime

8.7.12

NÃO SEJA AVALISTA



“Quem fica por fiador de outrem sofrerá males...”
Pv 11.15

O fiador é aquele que dá garantias de que o devedor irá pagar suas dívidas; caso contrário, ele mesmo arcará com esse ônus. O fiador empenha a palavra, a honra e os bens, garantindo ao credor que o devedor saldará seus compromissos a tempo e a hora. O credor fica, assim, obrigado mediante a lei, a pagar em lugar do devedor, caso este não cumpra seu compromisso. Os exemplos se multiplicam dos muitos sofrimentos e prejuízos sofridos pelos fiadores. Há pessoas que perdem tudo que granjearam, com seu trabalho honrado, para pagar as dívidas dos outros.

Não poucos, de boa fé, ficaram por fiador de gente desonesta e acabaram pobres e desamparados. A Bíblia nos alerta a fugir dessa prática. Quem foge de ser fiador estará seguro. Não temos a responsabilidade de financiar a irresponsabilidade das pessoas. Não podemos comprometer o sustento e a estabilidade financeira da nossa família para assegurar os negócios arriscados daqueles que nos pedem um aval. Fuja de ser avalista. Esse é um caminho escorregadio e o fim dessa linha é o desgosto.

ORE


Senhor Deus, já tropecei muitas vezes por não ter a coragem de dizer “não” às pessoas. Fortalece-me, pois, para que eu consiga fugir dessa prática perigosa. Em nome de Jesus. Amém.

6.7.12

John Piper - Como Deus pôde Matar Mulheres e Crianças?

Durante um programa de perguntas e respostas sobre temas bíblicos, o evangelista John Piper afirmou que “é certo Deus matar mulheres e crianças sempre que Ele quiser”.

A pergunta havia sido feita por um telespectador, que questionava as ordenanças de morte no Velho Testamento. Piper disse que “Deus dá a vida e Ele toma a vida”.

Para John Piper, a soberania de Deus se estende por todas as áreas, inclusive essa: “A vida está na mão de Deus. Deus decide quando será a última batida do seu coração, e se ela cessará através de um câncer ou de um ferimento de bala. Deus governa”.

O conceito de graça comum estendido por Deus sobre toda a humanidade foi usado pelo evangelista para explicar sua visão: “Deus não nos deve nada [...] Ele não erra com ninguém quando toma sua vida, seja com duas semanas ou com 92 anos de idade. Agora, adicione a isso o fato de que somos todos pecadores e que merecemos morrer e ir para o inferno imediatamente, o fato de que estamos respirando hoje é pura graça comum de Deus”, frisa.

Piper reforça seu argumento dizendo que “o Velho e o Novo Testamentos apresenta Deus como alguém que tem totais direitos sobre a minha vida e a minha morte.

5.7.12

Brasil importa até Bíblia da China, país com ex-líder ateu.

Índia e Chile também fornecem o livro a preço inferior; gráfica já demitiu e ameaça mais 40

Depois do livro didático, as gráficas brasileiras enfrentam agora forte concorrência das importações de bíblias. A Palavra de Deus está sendo impressa em português em gráficas na China, na Índia e no Chile, entre outros países, a custos considerados imbatíveis pela indústria.

Para driblar o chamado "custo Brasil" e ainda obter alguma vantagem com o câmbio, editoras de publicações católicas e evangélicas aceleraram as encomendas no exterior. A vantagem comparativa em relação ao impresso nacional chega a superar 50%.

"É um negócio estranho", queixa-se Jair Franco, vice-presidente da Gráfica Imprensa da Fé, uma das grandes do setor, que trabalha com livros religiosos e didáticos. "Para fazer a Bíblia aqui, temos de comprar o papel de fora, a capa especial de fora e a cola de fora, e tudo isso vem com imposto. Aí, o editor vai lá e faz a Bíblia completa e vende aqui dentro sem pagar imposto nenhum. Como é que pode?", questiona o executivo. De acordo com a Constituição Federal, as importações de livros, jornais, revistas e outras publicações são imunes e não pagam imposto.

O avanço das importações de bíblias e livros didáticos não aparece nas estatísticas oficiais porque não existe posições aduaneiras específicas para as publicações. Mas os efeitos são sentidos.

Só a Imprensa da Fé chegou a imprimir 3 milhões de bíblias por ano, há cerca de dois anos. Hoje, não passa de 1 milhão. A consequência foi que a gráfica demitiu 40 trabalhadores nos últimos seis meses e atualmente emprega 280 pessoas. Mas os cortes não devem parar por aí: "Vamos ter de dispensar mais 40", admite Franco.

A situação da Imprensa da Fé não é diferente da vivida pelas demais empresas do mercado gráfico editorial. Tanto que as principais empresas do setor, com a Associação Brasileira da Indústria Gráfica, encabeçam um movimento em defesa da indústria nacional. Amanhã, eles vão se encontrar em Brasília com a senadora Ana Amélia (PT/RS), autora de Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que estende a imunidade de livros, jornais e periódicos para outros insumos.

A PEC 28/2012 está na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania desde 14 de junho, aguardando designação de relator. Nossa bandeira é desonerar o produto brasileiro", diz Fabio Arruda Mortara, presidente da Abigraf. Com informações do ESTADÃO.COM.BR

4.7.12

Torcida Fiel x Servo Fiel

Hoje é um dia histórico para o Corinthians. É o segundo jogo da inédita disputa pela final da Libertadores da América.

Que o Brasil é o país do futebol todo mundo já sabe, mas quando se trata do Corinthians, a história toma uma proporção ainda maior, principalmente quando envolve a Libertadores.

A conquista do campeonato é o sonho de todo corinthiano. Com mais de 100 anos de história, o clube nunca havia nem sequer chegado a uma final.

A Torcida Fiel, como é conhecida, tem esse gosto pela primeira vez.

O pastor Gilberto Fernandes Coelho publicou em seu Facebook uma pequena reflexão que aborda essa fidelidade ao clube e a fidelidade a Deus.

Confira o texto do pastor:

Vocês já pararam pra pensar na possibilidade de alguém ser fiel a mais de um século num relacionamento, sem ser vitorioso? Pois é, pode parecer impossível, mas aconteceu com todos aqueles que se dizem participantes da "fiel torcida corintiana". Nunca tinham experimentado o sabor de serem campeões da Libertadores. Fato lamentável, não é mesmo? Agora, posso lhes afirmar categoricamente que qualquer pessoa que manteve, mantém ou vier a manter um relacionamento de fidelidade com JESUS, já foi vitoriosa, é vitoriosa e será vitoriosa, sempre, aqui e na eternidade. Vale a pena ser FIEL, A JESUS!!!

3.7.12

FAÇA UMA POUPANÇA


“O que ajunta no verão é filho sábio, 
mas o que dorme na sega é filho que envergonha.”
Pv 10.5

John Wesley disse: “Ganhe tudo o que puder, poupe tudo que puder e doe tudo o que puder”. A previdência não pode nos levar à usura nem à generosidade irresponsável. Precisamos ajuntar no tempo da fartura como José fez no Egito. Não podemos gastar tudo o que ganhamos nem comer todas as sementes que colhemos. Precisamos poupar a fim de termos um saldo positivo nos dias de vacas magras. O consumismo nos ilude com a tola ideia de que somos o que temos. Na década de 50 consumíamos cinco vezes menos do que consumimos hoje e não éramos menos felizes por isso. Na década de 70, mais de 70% das famílias dependiam apenas de uma renda para manter toda a casa.

Hoje, mais de 70% das famílias dependem de duas rendas para manter o padrão. O luxo do ontem se tornou a necessidade do hoje. Entramos nessa espiral do consumismo e acabamos comprando o que não precisamos, com o dinheiro que não temos para impressionar as pessoas que não conhecemos. Precisamos trabalhar mais, poupar mais e investir mais. Esse é o caminho da prosperidade.

ORE


Deus amado, arranca do meu coração todo desejo desenfreado de consumir. Confesso que tenho transferido para bens materiais a alegria que só tu podes dar. Perdoa-me. Em nome de Jesus.