Função de todo servo de Cristo: Gerar, Cuidar, Apascentar e Nutrir - 3ª Parte “Receber o Espírito, Ser Revestido Dele e Perseverar Nele”


O viver normal da Igreja de Cristo não se resume apenas aos cultos. Na Carta de Paulo ao santos em Éfeso, podemos perceber de maneira muito clara, a visão espiritual da Igreja e seus diversos aspectos práticos. Poderíamos enumerar alguns:






 
a)    União espiritual com Cristo, formando uma só família (Ef 2:16 à 22); 
b)    Reuniões normais de culto e celebração (Ef 5:18 à 21); 
c)    Vida espiritual em contraste com o estilo carnal de vida (Ef 5:1 à 13); 
d)    Relacionamento familiar do crente em Jesus (Ef 5:22-23); 
e)    Batalha espiritual (Ef 6:10 à 20):
Ø  Nosso Único Aliado – Deus;
Ø  Nosso inimigo real – Satanás e suas hostes;
Ø  Nosso equipamento eficaz – toda Armadura de Deus;

         Em todos os momentos de nossa vida, devemos estar conectados a Deus, através de Seu Santo Espírito (Jo 4:24) que habita em nosso espírito(Rm 8:11), invocando o Nome Santo de Jesus em todo lugar (I Cor 1:2) e não nos distraindo nos “negócios dessa vida”. Temos a promessa: “Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós. Limpai as mãos, pecadores; e, vós de duplo ânimo, purificai o coração”. (Tg 4:8)
          Precisamos mortificar o nosso velho homem na Cruz de Cristo para que o Santo Espírito possa fluir em e através de nós. Não podemos negligenciar as experiências constantes de quebrantamento, caso contrário, seremos como as virgens néscias de Mateus 25 (leia todo o capítulo), que por não levarem azeite na vasilha, não participaram das Bodas do Cordeiro(não foram arrebatadas). Elas até pediram azeite emprestado, mas foram aconselhadas a comprá-los dos que o vendiam (isso será na Grande Tribulação – o preço será altíssimo)Dessa forma, precisamos ser prudentes e aproveitar cada momento de nosso viver diário para encher nossa vasilha de azeite, ou seja, mortificar diariamente a nossa carne e ser saturado, cheio do Espírito Santo; só assim teremos condições de participar das Bodas do Cordeiro, do Arrebatamento.
          Tos nós temos nossos gostos, preferências, vontades e desejos, e lutamos muito para vê-los cumpridos, esquecendo-nos de procurar saber qual a vontade de Deus. Por esse motivo lutamos, esforçamo-nos e batalhamos muito. Toda vez que procuramos fazer o que queremos, até mesmo na dimensão espiritual, sem dar importância à vontade do Senhor, sofremos e sofremos muito.
          Nossa vida é pautada em decisões: escola, profissão, casamento, igreja e assim por diante. E também na esfera espiritual, há muito para escolher. Contudo, quantas vezes nos lembramos que o Senhor é que está no controle de tudo isso e e é Ele quem deve dirigir-nos? Devemos perceber o que Ele diz e qual decisão devemos tomar, mesmo que não seja o que nós queremos e devemos descansar nEle. Quando descansamos Nele, sabemos que sua vontade sempre será a melhor.
             Essa dependência de Deus nos permite manter uma boa consciência, uma consciência pura. Até porque, se descuidarmos disso, ocorrerá o “naufrágio da fé” (I Tm 1:19). Isso indica que precisamos confessar nossos pedados diariamente, nos achegar ao Senhor, receber Sua Luz e nos arrepender. Hoje temos o Advogado que intercede por nó: “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça”. (I Jo 1:9). Também precisamos aprender a ter comunhão, isto é, buscar ajuda daqueles que realmente podem nos ajudar. Isso indica que precisamos nos afastar daqueles que não vivem de acordo com a orientação de Deus. Devemos nos associar com aqueles que e, “com um coração puro, invocam o Senhor”. II Tm 2:22). Querido irmão, valorize as reuniões em sua igreja. Ela é o ambiente, onde outras pessoas que se preocupam com a nossa saúde física/espiritual, podem nos ajudar. É o ajuntamento daqueles que foram chamando por Deus para fora de um mundo contaminado e cheio de morte. Nos cultos, temos o falar constante do Senhor e o Alimento Espiritual que nos supre é servido. Como está seu estudo sistemático da Palavra de Deus?
          A oração deve ser prioridade se quisermos ser revestido do Espírito Santo e Perseverar Nele. Por isso a primeira coisa que o Espírito Santo fez no dia de Pentecostes foi aparecer no Cenáculo e encher os 120 crentes que estavam “perseverando unânimes em oração” (At 1:14). Deus está nos convocando às reuniões de oração e responderá com Poder do Alto.Reunião de Oração não representa uma opção, mas é um imperativo de Jesus como padrão para o avivamento (Ed 8:23; A. 4; 8 à 14).
          A apostasia ou frieza espiritual começa quando as igrejas negligenciam esse padrão de oração e a Unção do Alto desaparece dos nossos cultos. Precisamos nos arrepender e clamar por um avivamento em nossas igrejas batistas. È bom observar que o Espírito Santo não veio sobre todos que estavam em Jerusalém numa espécie de derramamento sem discriminação. Ele veio diretamente para àquelas 120 pessoas que estavam reunidas em oração – no Cenáculo.

          As palavras que podem geram vida e transformar o homem são como a prata e o ouro (Provérbios capítulo 2) e precisam de disposição e labor para serem encontradas. Quanto tempo você aplica na leitura da Palavra de Deus? A Palavra “rhema”, o falar “fresco” e presente do Senhor que se destina a cada um de nós individualmente, deve ser criteriosamente procurada. Em qual parte de sua leitura da Bíblia, você ouviu Deus falando com você?
          Para alguém ouvir diretamente o falar pessoal do Senhor é necessário mais que leitura, é necessário ainda orar, buscar humilhar-se e até chorar diante do Senhor para Ele tenha misericórdia e fale conosco. Isso me fez lembrar um corinho que nós cantávamos na União de Adolescentes, alguns anos atrás:
Estou pronto Senhor para ouvir Te falar
Faz me entender Teu querer
Faz me servir Te melhor

Enche meus dias de amor
Transborda em graça o meu viver
Dá paz ao meu coração dirige o meu caminhar
Fala Senhor fala comigo ó Senhor
Fala Senhor todo o meu ser Te ouvirá

Estou pronto Senhor para ouvir Te falar
Faz me entender Teu querer
Faz me servir Te melhor

Enche meus dias de amor
Transborda em graça o meu viver
Dá paz ao meu coração dirige o meu caminhar
Fala Senhor fala comigo ó Senhor
Fala Senhor todo o meu ser Te ouvirá
         O caminho para sermos livres do mundo, da carne e do diabo é o poder santificador da Palavra. O próprio Senhor Jesus não orou para que seus discípulos saíssem do mundo, mas que, tão somente, fossem guardados do mundo pela Palavra (Jo 17:15-17).
          Não posso também deixar de afirmar que para Perseverar no Espírito Santo precisamos pregar o Evangelho do Reino (Mt 24:14). Isso implica em uma obrigação.
           
  •  Afirmativa-Chave:Toda vez que procuramos fazer o que queremos, até mesmo na dimensão espiritual, sem dar importância à vontade do Senhor, sofremos e sofremos muito.
  • Pergunta Padrão:Quantas vezes nos lembramos que o Senhor é que está no controle de tudo e é Ele quem deve dirigir-nos?

Gilvan Silva Santos, servo do Deus Altíssimo em espírito, alma e corpo (I Tes 5:23)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A UNIÃO ENTRE OS IRMÃOS

O Conflito entre Israel e os Palestino à Luz da Bíblia

Mateus 6:16-18