31.8.12

Comprovado: fumar maconha diminui QI, diz pesquisa

Enquanto o Senado e a Câmara ainda discutem a permissão para a produção e o porte de drogas para consumo próprio (PLS 236/12) no Brasil, pesquisadores britânicos e neozelandeses revelam estudo em que adolescentes que fumam maconha podem se tornar adultos menos inteligentes.

Os resultados, publicados na revista científica americana Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS), apontam que o quoeficiente de inteligência, o famoso QI, sofre uma redução pelo uso contínuo da planta da espécie Cannabis sativa.

Foram avaliadas 1.037 pessoas (52% homens) nascidas entre 1972 e 1973 na cidade neozelandesa de Dunedin. A maioria foi acompanhada dos 3 aos 38 anos de idade.

De acordo com os autores da Universidade de Otago, na Nova Zelândia, da Universidade Duke e do King’s College de Londres, ambos no Reino Unido, o prejuízo psicológico e cognitivo – ligado a áreas como atenção, raciocínio e memória – é maior entre os usuários mais jovens.

Os pré-adolescentes também tendiam a se tornar usuários persistentes anos mais tarde. Segundo os cientistas, liderados pela pesquisadora Madeline Meier, os efeitos tóxicos da maconha sobre o cérebro continuaram se manifestando no dia a dia mesmo depois da interrupção do uso, de os indivíduos passarem por anos de educação formal e de evitarem outras drogas – incluindo as lícitas, como o álcool.

Os problemas cognitivos foram relatados também por pessoas que conheciam bem os voluntários. De acordo com os autores, como a interrupção ou a diminuição do consumo de Cannabis não foi capaz de restaurar completamente o funcionamento cerebral, isso pode estar ligado ao fato de a adolescência ser uma fase de grande desenvolvimento do órgão.

Os pesquisadores concluem, então, que deve haver um esforço conjunto para retardar o início do uso da maconha, na tentativa de minimizar seus danos à inteligência. Com informações Verdade Gospel

Fonte: Bem Estar

30.8.12

Religião perderá força no Brasil por causa da prosperidade, diz estudioso americano

Michael Shermer Foto: Byrd Williams
Do Genizah
Diretor da Sociedade Cética, criador da revista Skeptic e articulista semanal da Scientific American, o psicólogo e escritor americano Michael Shermer vem ao Brasil para disseminar a dúvida e o questionamento na 6ª edição do Fronteiras do Pensamento. Na mala, o cientista traz a certeza de que o ceticismo pode melhorar o planeta. De fato, ele prevê o arrefecimento da religiosidade da população brasileira com o aumento da prosperidade: "As pessoas se voltam para a religião quando seus governos não fornecem uma estrutura social sólida".

Shermer nem sempre foi tão cético quanto mostra uma das frases de sua entrevista ao Terra: "Eu duvido até que provem o contrário". Durante o ensino médio, ele batia de porta em porta para propagar a palavra do Evangelho. No curso de psicologia, porém, as certezas cristãs começaram a ruir. Por fim, em 1983, competindo como ciclista em um desafio chamado Race Across America, ele percorreu mais de 2 mil km em 83 horas sem dormir e, absolutamente exausto, passou a delirar. Quando seu time de apoio finalmente pediu que ele parasse para descansar, o ciclista pensou que eram alienígenas conduzindo-o para a nave-mãe. Algumas horas de sono o curaram - a nave, afinal, não passava de um motor homebem americano. Essa confusão o levou a estudar com afinco as razões pelas quais os indivíduos encontram explicações estranhas para eventos que não conseguem entender com a razão.

Seu livro mais recente, The believing brain - o qual será lançado em breve no País com o título A mente e a crença, pela JSN Editora - trata exatamente disso. Nele, o autor delineia um panorama das associações e dos processos envolvidos na mecânica cerebral da crença. "O cérebro é uma máquina de crenças", diz Shermer. "A partir dos dados sensoriais que fluem através dos sentidos do cérebro, naturalmente se começa a procurar e encontrar padrões, e então se infundem significados a esses padrões".

Para explicar suas teorias e fomentar o ceticismo, o mestre em Psicologia Experimental e Ph.D. em História da Ciência espera ser recebido por pessoas "curiosas e apaixonadas por compreender o mundo" em Porto Alegre, dia 27, e São Paulo, dia 29. Com informações do portal TERRA.


Helena Tannure: "Somos mulheres submissas porque nos parecemos com o Mestre"

Neste mês de agosto aconteceu o II Congresso Mulheres Diante do Trono, na Igreja Batista da Lagoinha, em Belo Horizonte-MG.

Em um dos cultos, a preletora foi Helena Tannure, que ministrou o tema 'Aprendendo a submissão: a Deus, aos pais, ao esposo'. "Nosso maior exemplo de obediência é Jesus", disse ela

A mensageira lembrou que o contrário de obediência é rebelião e que isso não é atitude de uma mulher cristã. 

"Somos mulheres submissas porque nos parecemos com o nosso Mestre", frisou.

A preleção iniciou baseada em Filipenses 2 e abordou diversas situações em que a mulher deve agir com humildade. "Deus resiste aos soberbos, mas aos humildes Ele concede Sua Graça", ensinou.

A sujeição da mulher ao marido também foi citada por Helena, baseada em Efésios 5:22. Um vídeo com o testemunho de um casal foi exbido durante o culto.

Assista à ministração completa.

Fonte: GUIA-ME

28.8.12

Marisa Lobo escreve carta aberta para pastora lésbica Lanna Holder: “nem tudo que traz prazer ao corpo é bom para a alma”


Recentemente, a psicóloga Marisa Lobo participou do programa Superpop, junto com a pastora lésbica Lanna Holder. O tema principal do programa foi a “cura gay”, e foi abordado também, de forma totalmente parcial em favor da causa gay, os temas homofobia e intolerância.

Além da psicóloga, participaram do programa diversos ativistas gays e a pastora Lanna Holder que fez vários questionamentos a Marisa Lobo sobre a tensão entre seguir a interpretação bíblica adotada pelos evangélicos e conciliar os desejos e vontades em relação a pessoas do mesmo sexo.

Durante o programa, Lanna Holder questionou Marisa Lobo sobre o porque continuaria sentindo atração por pessoas do mesmo sexo mesmo quando no “altar do Senhor”, se isso não fosse a vontade de Deus para sua vida, e confrontou a psicóloga usando os eunucos, citados na Bíblia, como exemplos de homossexuais aceitos por Deus.

Na carta, enviada por Marisa Lobo à redação do Gospel+, ela responde a essas perguntas feitas pela pastora e, dentre outras explicações e ilustrações acerca da visão bíblica para o homossexualismo, fala sobre a necessidade de todas as pessoas, independente de sua orientação sexual, abrir mão das próprias vontades para aceitar a vontade de Deus.

Marisa explica também que os eunucos, conforme relatos bíblicos, não são homossexuais mas sim pessoas desprovidas de sexualidade. Ela afirma no texto também que o fato de Lanna Holder estar sendo colocada como bandeira dos movimentos gays mostra que sua vida é incoerente com o evangelho pois, conforme afirma, um cristão verdadeiro jamais será aceito pelo “mundo”, por ser contra os padrões não-bíblicos defendidos pela sociedade.
 Leia carta na íntegra.
Fonte: Gospel+

27.8.12

VALE A PENA CUIDAR DOS POBRES

“O que oprime ao pobre insulta aquele que o criou,
mas a este honra o que se compadece do necessitado” 
Pv 14.31

Deus é justo em todas as suas obras. Ele julga a causa dos pobres e oprimidos. Quem oprime ao pobre, por ser ele fraco, sem vez e sem voz, insulta a Deus. Quem torce a lei para levar vantagem sobre o pobre conspira contra o criador. Quem corrompe os tribunais, subornando juízes e testemunhas para prevalecer sobre o pobre em juízo entra numa batalha contra o próprio Deus. Insultar a Deus, porém, é uma insanidade consumada, pois ninguém pode lutar contra ele e prevalecer. Por outro lado, quem socorre o necessitado agrada o coração de Deus.

Aquilo que fazemos para os pobres, fazemos para o próprio Senhor. Quem dá aos pobres empresta a Deus. Deus multiplica a sementeira daqueles que semeiam a bondade na vida do próximo. Tanto o pobre como o rico foram criados por Deus. Ele ama tanto a um como o outro. Os ricos devem manifestar a generosidade de Deus aos pobres e os pobres devem agradecer a Deus a bondade dos ricos. Aqueles que socorrem o necessitado, mesmo que desprovidos dos tesouros da terra, possuirão as riquezas do céu.

ORE


Pai de bondade e misericórdia, dá-me um coração amoroso e voluntarioso para com os necessitados. Desejo que o teu amor seja derramado através de minhas atitudes. Em nome de Jesus.

25.8.12

Política e fé – LU&TERO com Marcos Botelho



Por que muita gente acha que política e fé não combinam?

Qual a relevância dos evangélicos na politica antes da ditadura?

Por que não podemos mais aceitar o voto de cabresto imposto por igreja, pastores e apóstolos?

Como podemos fazer a nossa fé ser relevante na nossa sociedade?

Se você tem conta no Youtube se inscreva no canal do LU&TERO
Você é líder em igreja, de acampamento, professor? Vai gostar do material didático que fizemos!
Link para compra:
Fonte: Ultimato / YouTube

24.8.12

Padre pede que católicos e evangélicos se unam contra a Nova Ordem Mundial


O padre Paulo Ricardo recentemente tem se envolvido em polêmicas por conta de suas opiniões fortes. O líder religioso da Arquidiocese de Cuiabá (MT), disse em fevereiro que os evangélicos eram “otários” por não acreditarem nos santos católicos. Em março, o pároco disse no evento “Vinde e Vede” que um “espírito mundano” tinha entrado na Igreja Católica e citou os seus colegas padres que não estavam mantendo uma postura adequada.
Um documento assinado por 27 padres do estado pediu o seu afastamento e caracterizaram os sermões de Paulo Ricardo como “austeros e ofensivos”.
Este mês deu declarações elogiando o trabalho da Bancada Evangélica na luta contra a liberação do aborto.
Em seu canal do Youtube ele tem dado aulas onde comenta o livro “Poder Global e Religião Universal”, do Monsenhor argentino Claudio Sanahuja. Sua intenção é expor “a transformação que o mundo atual está sofrendo, partindo dos novos paradigmas propostos pela Nova Ordem Mundial”.
Ele ressaltou que existe no mundo um projeto de reengenharia social que “esbarra nos valores judaico-cristãos, notadamente representados pela Igreja Católica Apostólica Romana”, e que os líderes dessa Nova Ordem Mundial pretendem destruí-la a partir de seu interior.
O livro de Claudio Sanahuja defende, basicamente, que há uma guerra psicológica para a implantação de uma nova moral: a “revolução semântica”. Isso inclui apresentar novos significados, por exemplo, para o termo família “como qualquer coabitação entre duas pessoas, mesmo sendo ambas do mesmo sexo, para relações sexuais”. Além disso, existe um “novo poder global” pretendido pela ONU, que visa a imposição de uma nova moral. Isso inclui a aceitação da prática homossexual, do aborto, da anticoncepção e dos direitos sexuais e reprodutivos.
“O novo poder global precisa de uma religião universal”, afirma Sanahuja apontando que a conferência Millennium World Peace Summit of Religious and Spiritual Leaders [Cúpula do Milênio de Líderes Religiosos e Espirituais pela Paz Mundial] , ocorrida em Nova Iorque, em agosto de 2.000, realizada pela ONU, se manifestou contra as religiões “dogmáticas”, como portadoras do “fundamentalismo”.
Ao longo de quase uma hora, o padre Paulo Ricardo conclama para a luta o que chama de “cristãos verdadeiros”, e curiosamente inclui católicos e protestantes entre eles. Ele admite que não vê problema em os católicos se aliarem aos políticos evangélicos em suas lutas por objetivos em comum. Contudo, perguntado sobre como essa união seria possível, destaca:
1) Católicos e evangélicos têm muito mais em comum do que aquilo que os divide, 2) devemos ser honestos para reconhecer as diferenças teológicas históricas, 3) Sabe-se que os evangélicos irão continuar chamando os católicos de “idólatras” e os católicos continuarão considerando os evangélicos como “hereges”. Por fim, o padre propõe que “no agir politicamente precisamos [católicos e evangélicos] de um meio-termo” para que o cristianismo possa ser salvo desse ataque da Nova Ordem Mundial. Com informações do Gospel Prime

23.8.12

Rejeição social pode aumentar a criatividade em humanos


Por Redação Época

Estudo da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, concluiu que a rejeição social pode inspirar o pensamento criativo em humanos. A afirmativa, porém, é válida aos indivíduos que já se sentem excluídos e diferentes do resto da sociedade. A pesquisa foi publicada no periódicoJournal of Experimental Psychology: General.

“Para as pessoas que já se sentem separadas da multidão, a rejeição social pode ser uma forma de validação”, diz a pesquisadora Sharon Kim, coordenadora do estudo. “A rejeição confirma a pessoas independentes o que elas já sentem sobre elas mesmas: que não são iguais aos outros. Isso leva a uma maior criatividade”, afirma.

Por outro lado, a rejeição social tem o efeito oposto nas pessoas que se sentem mal com a exclusão e gostariam de pertencer a um grupo: ela inibe sua capacidade cognitiva. De acordo com Sharon, muitos estudos psicológicos ao longo dos anos confirmaram esta afirmação. Em sua pesquisa, porém, a especialista considerou apenas o impacto da rejeição em pessoas que se orgulham em ser diferentes da maioria.

“Nós temos visto na sociedade uma crescente preocupação com as conseqüências negativas da rejeição social, em grande parte graças aos relatos da mídia sobre o bullying que ocorre nas escolas, no local de trabalho e na internet. O bullying, obviamente, é repreensivo e não produz nada de bom”, conta ela. “O que nós tentamos mostrar foi que a exclusão de um grupo pode ser positiva às vezes”, diz Sharon.

A pesquisadora afirma que tal conclusão pode trazer implicações práticas na hora de conseguir um emprego, por exemplo, já que os gestores têm preferência por funcionários criativos. A companhia pode agora dar mais atenção aos candidatos com personalidades que parecem fazê-los um alvo fácil de rejeição social, mas com criatividades que podem ser valiosas à organização. Com informações do Pavablog

22.8.12

Jiu-Jitsu cristão no Brasil: igrejas aderem e promovem evangelização através da luta

Com a famoso campeonato do The Ultimate Fighter (UFC) de MMA (Artes Marciais Mistas) se popularizando no Brasil e com a exposição do esporte por lutadores cristãos famosos, cada vez mais a arte marcial atrai os evangélicos e projetos de lutas como Jiu-Jitsu começam a aparecer entre os projetos de evangelização das igrejas evangélicas do país.

Como exemplo disso, está o projeto de Jiu-Jitsu realizado pela Igreja Evangélica Avivamento Bíblico (IEAB), em São José dos Campos, leste do estado de São Paulo, que tem o objetivo de promover a prática esportiva através do Jiu-Jitsu bem como a socialização dos membros da igreja e a integração da igreja com a comunidade.

O projeto conta com o apoio da LIGA JiuJitsu e é coordenada pelos pastores Samuel e Robson.

Em sua página do Facebook, o projeto posta fotos dos treinos e encontros. Em uma das fotos há a mensagem: “Deus ele usa os loucos pra confundir os sábios, usa os fracos pra confundir os fortes, musculo não é nada sem técnica, controle e fé. Jiu Jitsu para Cristo.”

“A IEAB quer ser uma igreja para a cidade. Vemos uma igreja que cresce integralmente, ou seja, em quantidade e qualidade. Uma igreja composta de pessoas transformadas espiritual, emocional, moral, física e socialmente. Queremos ser uma igreja cuja adoração caracteriza-se por uma vivência devocional pessoal e coletiva da Presença de Deus,” escreve a IEAB na página de apresentação do projeto.

“Queremos ser uma igreja plena no relacionamento com Deus e todas as pessoas. A IEAB quer ser uma igreja onde todos os crentes conheçam os seus dons e talentos dados por Deus e sirvam de acordo com eles de tal modo que todas as necessidades sejam supridas e os propósitos de Deus sejam alcançados na terra.”

A IEAB ressalta entre os pontos da missão do projeto os de evangelizar e discipular as pessoas, curá-las integralmente, ajudá-las a crescer na comunhão com Deus e com os irmãos e equipá-las para servirem a Deus e ao próximo através dos dons espirituais.

Outros projetos de Jiu-Jitsu cristão que podem ser encontrados nas buscas do Google e nas páginas do Facebook são a Equipe Darcio Lira de Jiu-Jitsu Tradicional da Igreja Vale da Bênção, de Fortaleza, Ceará, nordeste do país, Jiu Jitsu da Igreja Cristã Terra Prometida, no Rio de Janeiro, projeto de Jiu-Jitsu da Igreja Batista de Porciúncula, também no Rio de Janeiro, entre outros.

A aderência de várias Igrejas ao esporte tem, no entanto, provocado críticas e questionamentos de líderes e pastores evangélicos.

Esportes que envolvem essa luta, como o MMA, por exemplo, são um dos mais violentos para o pastor Ciro Sanches Zibordi da Assembleia de Deus do Ministério de Cordovil, Rio de Janeiro.

“Embora o cristianismo não seja legalista, não podemos ignorar passagens como 1 Coríntios 6.12 e 1 Tessalonicenses 5.22, as quais nos ensinam que mesmo as coisas lícitas e não-pecaminosas podem ser inconvenientes para o cristão, como uma modalidade de esporte que priorize a violência, por exemplo.”

Segundo ele, por mais que seja considerado um esporte como qualquer outro, Zibordi alerta que a violência não seja ignorada.
Fonte:  The Christian Post. 

21.8.12

Menina cristã de 11 anos com síndrome de down pode ser condenada à morte por blasfêmia


No Paquistão, mais uma acusação contra um cristão pode terminar em morte, desta vez, Ramsha, uma menina de apenas 11 anos, foi acusada de blasfêmia, por ter rasgado 10 páginas do Alcorão. Segundo as autoridades policiais, a garota, que é analfabeta e teria síndrome de down, mesmo com muita dificuldade para falar declarou que não sabia se tratar do livro sagrado dos muçulmanos.
De acordo com a lei paquistanesa, o crime de blasfêmia é punido com a pena de morte, mas, um comunicado da presidência do Paquistão argumentando sobre a impossibilidade de Ramsha compreender o conteúdo do livro, por não saber ler, pode ser uma chance para que a garota escape da condenação, cuja pena máxima é a execução.
Após a divulgação do caso, aproximadamente 150 pessoas se dirigiram ao bairro cristão onde a Ramsha mora para protestar, a multidão ameaçou queimar a menina por causa de seu ato. Assustados, centenas de famílias cristãs fugiram do local temendo o ataque dos manifestantes. Porém, a polícia conseguiu deter a ação dos agressores.
Asif Ali Zardari, presidente do Paquistão, solicitou que o Ministério do Interior investigasse o caso com urgência, ressaltando que as minorias do país devem ser protegidas “de qualquer uso errôneo da lei da blasfêmia”. De acordo com informações veiculadas pelo Daily Mail, a acusação contra a menina Ramsha pode ser retirada tão logo haja apuração sobre o caso, assim como quando diminuir a cólera da população.
Embora o governo paquistanês esteja dando atenção ao caso, ativistas de direitos humanos têm denunciado a utilização da lei da blasfêmia como elemento de intolerância religiosa, quando ela é manipulada pelos grupos maiores, predominantemente muçulmanos, para perseguir grupos menores, como os cristãos, que atualmente representam pouco mais de 1% da população do país.
Redação Gospel+

20.8.12

RICOS POBRES E POBRES RICOS


“Uns se dizem ricos sem terem nada; 
outros se dizem pobres, sendo mui ricos.”
Pv 13.7

John Rockfeller, o primeiro bilionário do mundo, disse que o homem mais pobre que conhecia era aquele que só possuía dinheiro. Na verdade, o problema não é possuir dinheiro, mas ser possuído por ele. Não é carregar dinheiro no bolso, mas no coração. O dinheiro em si mesmo é bom, pois com ele desfrutamos coisas boas e promovemos o bem. O problema é amar o dinheiro. O amor ao dinheiro é a raiz de todos os males. Há indivíduos que se casam e se divorciam por causa de dinheiro. Há pessoas que corrompem e são corrompidas por causa do dinheiro.

Há aqueles que matam e morrem por causa do dinheiro. Mas o dinheiro não oferece felicidade nem segurança. Logo, há ricos que são pobres. Porém, há pobres que são ricos, pois aprenderam a viver contentes em toda e qualquer situação. O contentamento é uma atitude de plena satisfação em Deus. Podemos ser pobres e ao mesmo tempo ricos. Podemos dizer como o apóstolo Paulo: “Entristecidos, mas sempre alegres; pobres, mas enriquecendo a muitos; nada tendo, mas possuindo tudo”.

ORE


Pai, abre meus olhos para que eu contemple as riquezas espirituais que tenho em Cristo. Quero estar mais satisfeito em ti e glorificá-lo através de meu contentamento. Em nome de Jesus.

18.8.12

Religião e Política: Haddad dispensa apoio de igrejas na campanha de SP

Em meio à corrida de adversários por apoio de igrejas evangélicas, o candidato do PT a prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, afirmou ontem que não pedirá votos a nenhum líder religioso.

Ele elogiou a ação social das igrejas, mas disse que não buscará alianças no setor.

"Visito e faço gosto em visitar [religiosos]. Alguns são parceiros da prefeitura em projetos sociais importantes. O que não faço é pedir apoio e voto. Penso que não é compatível", disse o petista.

"Uma coisa é pedir e oferecer apoio para a missão da igreja e da prefeitura, no sentido de ajudar os mais pobres. Mas minha relação para aí."

Haddad ressalvou que, se eleito, abrirá diálogo para "legalizar as igrejas que estão em situação irregular e garantir a liberdade religiosa".

Os candidatos José Serra (PSDB), Celso Russomanno (PRB) e Gabriel Chalita (PMDB) já anunciaram apoio de diferentes igrejas.

Em abril, a Folha mostrou que Haddad usou encontros com evangélicos para se defender de críticas ao chamado "kit gay", material produzido para escolas quando ele era ministro da Educação.

Em entrevista, à rádio Jovem Pan, Serra elogiou a presidente Dilma Rousseff por ter vetado a distribuição do material a escolas após a reação das igrejas. O tucano afirmou que o kit, feito por uma ONG, tinha "aspectos ridículos e impróprios" para crianças.

"Quem fez foi o Ministério da Educação quando Fernando Haddad era titular, então é natural que cobrem isso na campanha. Ele é que tem que se explicar", afirmou Serra.

O petista ironizou as declarações. "É o primeiro elogio que ele faz a Dilma", disse.

Haddad também alfinetou o adversário ao prometer, se eleito, não usar helicópteros para se deslocar na cidade. Serra tem recorrido a este meio de transporte para fugir de engarrafamentos na campanha. Com informações do jornal Folha de São Paulo

17.8.12

Teólogo diz que os jovens querem repensar o que significa ser evangélico


A conferência Pastorum foi organizada pela empresa de software Logos Bible, especializada em material bíblico. Vinte e um eruditos bíblicos foram convidados para falar a um publico seleto, de pastores e leigos.  O sermão do teólogo Peter Enns foi um dos mais comentados do evento. Ele acredita que a maioria dos jovens cristãos evangélicos de hoje precisa repensar o que significa ser evangélico.
“Algumas pessoas do meio evangélico querem desesperadamente questionar os próprios fundamentos que geraram o evangelicalismo, que é basicamente a defesa da sua fé e defender a Bíblia contra os ataques ímpios,” disse Enns em uma entrevista recente.
“A Bíblia levanta algumas questões difíceis sobre as quais os jovens evangélicos querem debater”, disse ele. ”No entanto, alguns evangélicos da ‘velha guarda’ não querem ter esse tipo de conversa. Os jovens evangélicos não querem abandonar suas igrejas, mas desejam manter sua identidade evangélica enquanto lutam para transformá-la”.
“O que eles dizem é que os argumentos de alguns críticos falam da Bíblia fazem sentido, seja sobre a evolução, o genocídio cananeu ou a sexualidade humana. Os jovens querem repensar algumas destas questões, mas sabem que seus pontos de vista se chocam com a tradição em que eles cresceram. Eles não querem sair, querem transformar seu meio e continuar sendo evangélicos”, disse Enns.
O professor de estudos bíblicos na Eastern University, da Filadélfia, Pensilvânia, disse que tem conversado com muitos amigos teólogos. A maioria também quer abordar alguns dos problemas que apresentam desafios para o pensamento evangélico, mas não o fazem por medo de perder o emprego.
O estudioso da Bíblia fala com experiência pessoal. Ele perdeu o emprego no Seminário Teológico de Westminster em 2008 por algumas das ideias apresentadas em seu livro, “Inspiration and Incarnation: Evangelicals and the Problem of the Old Testament  [Inspiração e Encarnação: Os evangélicos e o problema do Antigo Testamento]. Enns defendia que as Escrituras devem ser lidas levando em conta o aspecto  tanto humano quanto divino da Bíblia.
Essa luta, ele diz, é um dos desafios mais importantes que os evangélicos de hoje enfrentam. “Parte do problema com o evangelicalismo é que dinheiro, poder e controle geralmente estão na mão da velha guarda e por isso é preciso ser cuidadoso”, disse ele. ”Essa é a maneira mais difícil de dizer”, acrescentou, mas “quando você se preocupa mais com o sistema do que a verdade, acaba tentando proteger o sistema. Esse era o problema dos fariseus nos evangelhos.”
O teólogo polêmico acredita que a diversidade de pensamento dentro do cristianismo realmente é o que Deus quer, embora os evangélicos historicamente se mostram resistentes à diversidade de pensamento dentro de suas fileiras. ”Isso reflete a natureza múltipla de Deus, que nos leva a pensar sobre essas coisas de diferentes maneiras “, disse Enns, mas os cristãos “também devem amar uns aos outros e nos unirmos ao falar sobre elas. Os evangélicos mais jovens que pretendem ter essas conversas difíceis vão continuar a tentar transformar a sua fé, acredita Enns. “Hoje em dia, você não pode controlar e a internet ajuda”, conclui.  Com informações de Patheos e Cristianos.com
Fonte: Gospel Prime

16.8.12

SEM TUA PRESENÇA EU NÃO VOU

Walk Along the Banks of the Seine Near Asnieres  - Vincent van Gogh

Caio Fábio D'Araujo Filho


A experiência com Jesus é Presença.

É o conhecimento da única Presença real.

Quando você é tocado em seus sentidos por todas as coisas que aos sentidos tocam, sempre haverá graça divina em todas as coisas. Outra coisa, todavia, é quando você experimenta todas as graças de Deus em todas as coisas, tendo seu próprio ser possuído pela Presença, e que interpreta tudo o que vem de fora e de dentro—e o que vem do fundo e do alto—e faz com que cada coisa passe a significar muito mais que a coisa em si para você.

“Assim, habite Cristo ricamente em vossos corações pela fé!”

Esse é um estado de permanência do ser na Presença que é! E esse estado é fruto do conhecimento de Deus como Presença e Confiança!

Ora, isso gera Contentamento, mesmo quando dói!

Mas nem sempre dói. Há muitas brisas de prazer e muitos aromas de amor. Há muitas águas geladas e tépidas. E há muitos dias diferentes. E cada um deles tem o seu próprio cheiro, cara e sabor. E quando se experimenta cada dia na Presença, e quando essa Presença não é apenas um arrepio que evoca o que está fora de nós, mas sempre um-ser-em-si-Nele, então, acaba essa relação com Deus que o projeta para fora de nós, e se estabelece a relação com Deus em nós. Isto significa “Cristo vive em mim”. Isto significa “...eu e meu Pai viremos, e faremos nele morada”. Isto significa “Cristo em vós, a esperança da Glória”.

Como eu não sou dispensacionalista, não creio na “teoria da habitação de Deus no homem apenas depois do dia de Pentecoste”.

Deus sempre fez o que quis. Ou alguém acha que não? Dele é o domínio e a glória! Portanto, digo que era a essa Presença que Moisés fazia referencia, quando disse que nem com o Anjo do Senhor indo adiante de Israel fazendo proezas e destruindo inimigos, ele, Moisés, se atreveria a sair de onde estava, e nem iria com Israel, à menos que a Presença fosse com ele. E Presença é. Portanto, seu conhecimento acontece na existência.

Não dá para conhecer a Deus se não nos entregarmos com fé, coragem, confiança e amor à vida em Deus.

Mas nós ainda estamos na era anterior à conversão da mulher Samaritana. Ela é quem desejava saber “onde era o lugar onde se deveria adorar”. Se era em Jerusalém ou em Samaria. Jesus estava oferecendo a experiência de Deus dentro. A mulher via tal relação como algo a ela exterior.

A religião cria uma visão de Deus fora de nós--em algum lugar. Mas Jesus nos chama para encontrar o reino de Deus, e o próprio Pai, dentro, no coração. “Deus é espírito”, foi o que disse Jesus. E acrescentou: “Importa que Seus adoradores o adorem em espírito e verdade”. Espírito é Presença. E sem Verdade não há Presença, pois sem Verdade tudo é ausência. Por isto, sem espírito nada é Presença.

Ora, digo isto não como deletantismo, mas como confissão de fé. Eu creio que o verdadeiro entendimento espiritual tem que nos levar ao conhecimento de Deus como Presença em nós.

E creio que isso não nos serve como “compreensão”, mas tão somente como experiência real, pela fé e no coração. E seu último ponto de instalação é o intelecto.

O mergulho nessa dimensão muda todo o nosso discernimento do mundo, e nos deixa num estado de percepção muito diferente, pois é como se tudo fosse possível, embora você tenha prazer apenas em fazer aquilo que gera paz para o coração. Os medos também acabam. E aparece uma imensa vontade de se conhecer, pois, quanto mais a pessoa se conhece, mais ela mesma conhece a Deus como Graça e Presença—visto que muito dessa auto-revelação seria insuportável se o olhar do próprio indivíduo que está se vendo, não acontecesse na Graça. A infância da fé propõe a realidade de um Deus que existe. Mas a maturidade da fé nos chama para a experiência de Deus como Presença.

Isto é Emanuel.
Isto é Deus conosco.
Isto é Deus em nós.
Isto é Presença!

Inaugurada nos EUA a primeira igreja dedicada à Apple


Publicado impagavelmente no Sensacionalista
O culto aos produtos da Apple, para alguns, beira a religião. E agora se transformou mesmo em seita. Foi inaugurada ontem a primeira igreja dedicada à Apple do mundo. A iChurch, em Cupertino, tem o objetivo de cultuar a perfeição. Seu messias é Steve Jobs, o fundador da empresa, morto em outubro do ano passado. A iChurch diz que quando os fieis morrerem eles vão para o iCloud.
A igreja, que tem um amplo vitral de Jobs atrás do púlpito, promete inovar. Em vez de Bíblia, os fiéis acompanharão o culto usando Ipads. A Bíblia, em si, é a Biografia de Jobs escrita pelo jornalista Albert Isaacson. Em vez de um sistema de som que transmite as músicas do coral, o áudio é baixado previamente para os iPhones dos participantes. Em breve a igreja vai lançar um aplicativo onde os fiéis poderão baixar a homilia das missas. A notícia foi publicada no Mercry News, site de Cupertino.
O fundador da igreja é o americano Joseph Wright, de 36 anos. “Existem sérias evidências de que Jobs seja a reencarnação de Jesus Cristo. Não é à toa que ele escolheu a maçã como símbolo da Apple. Logo a maçã, que foi o símbolo da nossa decadência, agora nos leva ao paraíso”, disse ele. Para Joseph, os Ipads remetem às tábuas dos 10 mandamentos de Moisés. “Perceba que o Ipad é a tabuleta da era moderna. Os sinais estão por toda a parte. Só não acredita quem não quer”, disse ele.
E, se Jobs é Jesus, quem seria o diabo? “A Samsung”, responde Joseph, se benzendo.
Fonte: Pavablog

13.8.12

Mais profundo que a depressão é o amor de Deus

Fonte: Pão diário

LEITURA BÍBLICA 
Jó 7.1-10

Eu sei que o meu Redentor vive, e que no fim se levantará sobre a terra (Jó 19.25).

Depressão é um estado de espírito oscilante em que a pessoa é tomada por tristeza, melancolia e desesperança. Clinicamente a depressão já foi descrita por Hipócrates, no 5º século antes de Cristo. Em termos modernos, a depressão pode ser mais bem descrita como um sentimento de total desesperança, abatimento, desgosto de si mesmo, perda de perspectiva, melancolia, tristeza, apatia, desânimo e desespero.

Em algum ponto ou período da vida, quase todos ficam deprimidos. A depressão não respeita ninguém - ela anda livremente entre ricos e pobres, entre os instruídos e os sem instrução, entre pessoas de todas as raças e religiões. Estudos demonstram que ela é mais freqüente entre as mulheres.

As causas da depressão podem ser físicas, psicológicas ou espirituais. Praticamente todos os tipos de depressão têm em comum alguma perda. Na área física, pode ser perda de eficiência física, da saúde, de um órgão ou membro do corpo, etc. Na área psicológica, pode ser perda de identidade pessoal, de um ente querido, um amigo, perda do casamento, do emprego, etc. Na área espiritual, pode ser perda do contato com Deus, de convicções religiosas, etc. Portanto, na maioria das depressões existe algum tipo de perda. E, em muitos casos, não é tanto a perda real, mas a imaginária.

Jó perdeu quase tudo que se pode perder. Perdeu a riqueza, perdeu seus meios de sobrevivência, seus empregados e até seus filhos. Finalmente perdeu a saúde. Como resultado, imergiu nas profundezas da depressão (Confira a história na Bíblia, nos primeiros capítulos do livro de Jó). O fato mais comovente na história de Jó é que, a despeito de sua depressão, ele se apegou à sua fé em Deus. Ele reconheceu que Deus estava no controle da sua vida (Jó 13.15 e 19.25). Por isso, quando a depressão bater à sua porta, busque ajuda qualificada, mas acima de tudo refugie-se em Deus. - HS

Mais profundo que a depressão é o amor de Deus.

11.8.12

'JesusBook': nova rede social cristã é lançada na web

O portal Fé em Jesus lançou a rede social JesusBook, com conteúdo exclusivo para usuários evangélicos nesta última quinta-feira. A expectativa de adesão à ferramenta semelhante aoFacebook é de três milhões de cristãos nos próximos meses.

Segundo o deputado federal Eduardo Cunha (PMDB- RJ), mentor deste projeto, era necessário um ambiente comum de encontro dos cristãos, em que pudessem compartilhar dos mesmos interesses na web.

“O objetivo é permitir que todos aqueles que professam a nossa fé estejam restritos a um grupo de rede social em que só eles estejam presentes”, afirmou o deputado em seu portal.

O JesusBook oferece canais interativos, espaço para debates, criação de fóruns e grupos de discussões, divulgação de agendas e eventos.

O portal cristão Fé em Jesus estreado em julho na Marcha para Jesus, com a presença de cerca de 5 milhoes de evangélicos, tem como proposta inovar e revolucionar os meios de comunicação gospel.

“Teremos e-mails grátis, Facebook e Youtube exclusivos para o povo cristão, que serão o JesusMail, JesusBook e JesusTube”, detalha Eduardo Cunha.

No portal, além do “Facebook gospel”, o email e canal de vídeos exclusivos para os evangélicos, outros canais estão em funcionamento como, a rádio e TV. São disponibilizados notícias, vídeos com mensagens bíblicas, shows e apresentações de todos os estilos. O acesso é gratuito.

E os serviços não param por aí. Os coordenadores pretendem lançar programas exclusivos e transmissão de cultos online realizados por pregadores espalhados pelo mundo. E mais, as igrejas poderão até recolher dízimos pelo site.

Para o bispo Robson Rodovalho, presidente da Comunidade Cristã Sara Nossa Terra, o portal é inovador. “Parabenizo os idealizadores, pois há muita ousadia nesse projeto”.

Cristãos no Brasil

O número de cristãos no Brasil está crescendo. De acordo com dados do último censo, divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no Brasil esse número aumentou 64,45% em 10 anos. No ano de 2000 cerca de 26,2 milhões se disseram evangélicos, ou seja, 15,4% da população. Já em 2010 os evangélicos passaram a ser 42,3 milhões, 22,2% dos brasileiros.
Com informações do  The Christian Post. 

10.8.12

PORTA DAS ÁGUAS


“Quem crer em mim, como diz a Escritura, 
do seu interior fluirão rios de água viva.” 
Jo 7.38

Neemias fala da porta da fonte (Ne 3.15) Esta porta ficava ao sul de Jerusalém, perto do tanque de Siloé. A Porta da Fonte representa para nós a necessidade da presença do Espírito Santo, porque no deserto a água é ainda mais indispensável para a vida. Por isso é importante que estejamos buscando esta fonte, que é Jesus, pois ele nos dará a água da vida, que é o Espírito Santo. “Jesus disse: “Se alguém tem sede, que venha a mim e beba.” (Jo 7.37-39). O profeta Jeremias diz: “Porque o meu povo fez duas maldades: a mim me deixaram, o manancial de águas vivas, e cavaram cisternas rotas, que não retêm as águas”. 

Israel havia deixado a Deus para cavar as suas cisternas, tentando saciar a sede de sua alma em outros lugares. Hoje também existem muitas fontes nas quais o homem tem procurado beber. As águas dessas cisternas são inúteis para saciar a sede da alma, pois não curam as enfermidades do espírito. Disse Jesus: “Qualquer que beber desta água tornará a ter sede…” (Jo 4.13,14). Jesus, e somente ele, a fonte da água da vida, por isso é inesgotável.

ORE


Pai amado, é maravilhoso entender, receber e ler do Senhor, através das Escrituras, que existe uma fonte a jorrar na minha vida para toda a eternidade. Em nome de Jesus. Amém!

8.8.12

Judeus ultra-ortodoxos lançam “óculos anti-pecado”

Visão embaçada impediria a
cobiça da mulher “do próximo”
Os judeus ultra-ortodoxos são conhecidos por seu apego aos mandamentos bíblicos. Por isso, evitam o contato com o sexo oposto a todo custo.

Agora, eles estão lançando uma espécie de “óculos anti-pecado”, que borra a visão dos homens para que não consigam ver as mulheres que estão vestidas “sem recato”.

Este é mais um esforço para manter seu estilo de vida devotado. Os ultra-ortodoxos já pedem que seus seguidores evitem estar no mesmo espaço com as mulheres que não sejam de sua família. Existe separação nos ônibus, calçadas e outros espaços públicos em seus bairros.

Afinal, segundo a sua interpretação da lei judaica, é proibido o contato entre homens e mulheres que não são casados.

Nas regiões onde eles são maioria é comum encontrar-se placas e sinais exortando as mulheres a usarem gola alta, blusas de mangas compridas e saias longas. Há, inclusive, um histórico de agressões de extremistas contra as mulheres que eles acreditam ter desrespeitado o código.

As “Comitês de pureza” não oficiais, que existem dentro da comunidade ultra-ortodoxa de Jerusalém (e outras cidades), estão vendendo pelo equivalente a 32 euros (R$ 80), óculos “especiais” que são cobertos por um adesivos que desfoca as imagens.

Quem os utiliza consegue ver claramente o que está a poucos metros e por isso não impede a locomoção. Porém, faz com que seja quase impossível se perceber o que está a alguns metros, incluindo as mulheres.

De acordo com um relatório do Maariv, o produto vem acompanhado de uma mensagem de encorajamento, assegurando aos clientes que eles podem estar orgulhosos de sua decisão de manter a pureza ao utilizar os óculos em público.

Para os homens obrigados a se aventurar fora de suas comunidades ortodoxas, existe uma espécie de lenço colocado sobre a cabeça, que se estendem sobre os olhos, provendo proteção adicional contra a concupiscência. Não se sabe quantos óculos e lenços foram vendidos, mas o jornal Times of Israel diz que parece haver uma grande demanda pelos produtos.
Traduzido de News Yahoo e Times of Israel
Fonte: Gospel Prime

7.8.12

Sexualidade: uma questão de escolha?

A Bíblia é precisa quanto ao padrão estabelecido por Deus
A sociedade está cada vez mais confusa, complicada e corrompida em seus conceitos, comportamentos e relacionamentos. Há muitas matérias de revistas e jornais, reportagens e programas de TV e sites da Internet que tratam sobre a “opção sexual das pessoas”, como se pudéssemos escolher o que somos (homem ou mulher). Com isso, estão tentando nos convencer de que relacionamentos homossexuais são normais, afirmando que se alguém tem desejos por pessoas do mesmo sexo devem satisfazê-los, pois isto é natural, dizem eles.

Só que o problema não é se é “normal”, a questão é que o relacionamento dessa natureza é pecado, biblicamente falando. A palavra do nosso Eterno e bom Deus em Gênesis 2:18-24 diz: “Então o Senhor Deus declarou: “Não é bom que o homem esteja só; farei para ele alguém que o auxilie e lhe corresponda”. Depois que formou da terra todos os animais do campo e todas as aves do céu, o Senhor Deus os trouxe ao homem para ver como este lhes chamaria; e o nome que o homem desse a cada ser vivo, esse seria o seu nome. Assim o homem deu nomes a todos os rebanhos domésticos, às aves do céu e a todos os animais selvagens. Todavia não se encontrou para o homem alguém que o auxiliasse e lhe correspondesse. Então o Senhor Deus fez o homem cair em profundo sono e, enquanto este dormia, tirou-lhe uma das costelas, fechando o lugar com carne. Com a costela que havia tirado do homem, o Senhor Deus fez uma mulher e a trouxe a ele. Disse então o homem: “Esta, sim, é osso dos meus ossos e carne da minha carne! Ela será chamada mulher, porque do homem foi tirada”. Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e eles se tornarão uma só carne.”

Esse texto é bem claro para nós. No versículo 18, Deus vê que não é bom para o homem viver só e planeja fazer alguém que o auxilie e o corresponda, então, ele faz com que o homem adormeça profundamente (v. 21), tira uma das suas costelas e dessa costela faz uma mulher (v. 22). Prestem atenção, que nos versículos 19 e 20, o Senhor Deus acabara de criar os animais domésticos, como também as aves dos céus, e disse para o homem dar nomes a eles, e ele o fez. Mas o versículo 20 termina dizendo: “Todavia não se encontrou para o homem alguém que o auxiliasse e lhe correspondesse.” Aqui podemos falar de outra abominação que a humanidade acabou cometendo após a entrada do pecado no mundo, que é a bestialidade ou zoofilia (relação sexual de pessoas com animais). Perceba que os animais não podiam corresponder às necessidades do homem, então o Senhor criou a mulher, daí o versículo 24: “Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e eles se tornarão uma só carne.”

Em Romanos 1.18-32, apalavra do Senhor traz mais clareza sobre o assunto e diz que a ira de Deus se acendeu contra a humanidade no passado por causa dessas práticas, pois eles mudaram a natureza, ou seja, aquilo que era encarado como natural, o homem e a mulher, depois de cumprirem as exigências básicas, como o casamento, poderiam se relacionar sexualmente, o homem com sua esposa e a esposa com seu esposo. Porém, o texto de Romanos diz que eles se envolveram uns com os outros, homem com homem e mulher com mulher, cometendo assim abominação contra si próprios e contra o Criador.

Deus criou o homem para viver numa relação heterossexual. Isso é o que ELE encara como natural e normal. Temos o livre arbítrio, mas a nossa sexualidade já vem definida na criação, ou homem ou mulher, o que acontecer fora desse precipício é preciso ser tratado com amor e respeito, porém sabendo que assim como outros desejos ilícitos que nascem nos nossos corações, são pecado, como: sexo antes do casamento, sexo extraconjugal, sexo com pessoas da mesma família, drogas, vícios em geral, roubar, matar ou simplesmente contar uma mentira. Ser homossexual deve ser encarado como uma escolha contrária à vontade de Deus, é assim que a Bíblia diz, portanto a prática desse pecado precisa ser confrontada.

Você que enfrenta essa batalha no seu interior, saiba que Jesus te ama e pode fazer você vencer esses desejos. Ele criou e saiba de uma coisa muitíssimo importante: ELE não erra, não errou quando fez você, algo pode ter acontecido em sua trajetória, talvez ainda no ventre de sua mãe, que pode ter deixado a sua mente confusa, mas se você nasceu homem é assim que Deus te vê, se nasceu mulher é assim que Deus te vê, não tente mudar isso, pois as consequências são danosas e sua salvação estará em jogo. “A escolha nesse quesito (se nascemos homem ou mulher) é de Deus, o que temos que escolher é se vamos aceitar essa escolha ou não para nossa vida”.

A nossa vida é uma luta diária e constante contra o pecado, não podemos parar ou nos intimidar, resta pouco tempo para nós nesta terra, vamos continuar lutando e pedindo a Deus que abra os nossos olhos e nos revista do poder do Espírito Santo, da sua Graça e amor para olharmos para os diferentes, sabendo que Jesus os ama e quer salvá-los.


por Pr. Magno Batista
Fonte: Iapro

Com informações do GUIA-ME

5.8.12

AMORprazol: Alívio imediato para problemas familiares. Uso contínuo


INFORMAÇÕES DO PRODUTO

Informações aos Pacientes:
Deve ser usado somente acompanhado de TODOS da família e do Médico dos médicos, o nosso Senhor Jesus.
O início da ação da AMORprazol ocorre tão
logo que a família decida fazer o uso da medicação.
O comprimido é composto de princípios bíblicos ativos, que através de sua fórmula eficaz, age em toda a família e no lar combatendo toda a forma de desunião, atrito e egocentrismo.
AMORprazol atua principalmente no coração de cada membro da família, despertando um irresistível desejo de buscar, a cada dia, o propósito de Deus no lar.
A eficácia do medicamento depende do uso e da dedicação de cada membro familiar.

ESTE MEDICAMENTO DEVER SER
MANTIDO AO ALCANCE DE TODAS AS
FAMÍLIAS

Contra indicações e efeitos colaterais:
Não há contra indicação e nem efeitos colaterais, se usado de forma correta e com o auxilio do Espírito Santo.
Posologia/Modo de Usar:
1 comprimido por pessoa a cada semana
Cada pessoa da família devera retirar 1 comprimido e ler seu conteúdo sem revelar aos outros. Durante a semana deverá colocar em prática e todos deverão se reunir para descobrir a atividade que cada um realizou durante a semana. Após as descobertas todos deverão orar juntos e retirar mais 1 comprimido para a próxima semana.
A família deve orar e entregar suas vidas todos os dias.
O uso da AMORprazol é continuo e não deve ser interrompido até a conquista definitiva dos propósitos de Deus para a família.
Esse tratamento é pra vida toda.
Evitem Medicamentos Falsos

“Mas o fruto do Espírito é amor, alegria, paz,
paciência, delicadeza, bondade, fidelidade,
humildade e domínio próprio”. (Gl 5.22)


CONSERVAR EM LOCAL VISIVEL PARA TODAS AS FAMÍLIAS
 
Do site amofamília

2.8.12

Agosto Musical será comemorado pela Primeira Igreja Presbiteriana de Itabuna


É a quinta edição do Agosto Musical da Primeira Igreja Presbiteriana de Itabuna. Durante todo o mês, sempre aos fins de semana, tem culto com muita música e louvor na sede da igreja que fica na Avenida Inácio Tosta Filho, no centro da cidade. A iniciativa foi tomada para valorizar o trabalho de grupos e cantores regionais de música cristã e já é uma tradição no meio evangélico itabunense.
“Desde a primeira edição há cinco anos, temos percebido o crescimento do evento, para honra de nosso Deus, pois o objetivo é apenas divulgar a mensagem de Cristo pelas belas músicas que tocam fundo no coração”, diz Cirilo Diniz que está à frente do projeto desde sua estreia. “Esta é uma oportunidade de facilitar a compreensão da palavra por meio da música. A cada ano, os grupos e cantores que participam se esforçam em apresentar o que há de melhor em relação ao louvor cristão”, complementa o pastor Humberto Costa, titular da Igreja.
Programação variada - Muita música e também mensagens especiais estão na programação deste ano. A abertura será no dia 5 de agosto, às 18 horas com o Ministério de Louvor da própria Primeira Igreja Presbiteriana de Itabuna. No dia 11/08, sábado, os trabalhos começam mais cedo, às 14 horas com desenvolvimento musical. No domingo, dia 12/08, às 18 horas, a cantora Anaci Arcanjo da Igreja Batista da Esperança é a convidada especial. No dia 18/08, o Conjunto Monte Sinai da Igreja Assembléia de Deus faz sua apresentação às 18 horas.
No sábado, dia 25/08 às 19 horas, tem a banda NHL – Não Há Limites de Ilhéus e pregação especial com o pastor Daniel Souza da Silva de Itaberaba. E no encerramento no dia 26/08 às 18 horas, o pastor Daniel Souza da Silva volta a pregar com o grupo Vocal Harmonia da Igreja Batista Teosópolis como atração musical. A cada ano, um tema é escolhido. Este ano as apresentações e pregações serão baseadas no texto bíblico “Rogo-vos, pois, irmãos, pelas misericórdias de Deus, que apresenteis vossos corpos por sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional” de Romanos 12:1. Com informações do Jornal Bahia Online.

1.8.12

“Minha família é um presente de Deus”, diz Joana Prado em entrevista exclusiva

Esposa de Vitor Belfort,
Joana garante que não sente
 falta do passado de “Feiticeira

Ela já foi uma das mulheres mais desejadas do Brasil encarnando a personagem Feiticeira. Joana Prado, que fez um ensaio para a revista Playboy até hoje é recorde absoluto de vendas: 1,247 milhão de exemplares da revista já foram comercializadas.
Mas a Joana de hoje possui uma vida bem diferente de outrora, longe dos holofotes e da mídia. Mãe de família, dedicada ao lar e ao marido, o lutador de MMA Vitor Belfort, ela não sente falta de sua antiga fama e garante que está em uma nova fase. “Vivi intensamente aquela fase e hoje vivo outra feliz e realizada com o maior presente que Deus meu deu, minha família”, pontua.
Cuidando pessoalmente dos filhos e dos trabalhos domésticos, ela ainda administra os negócios do casal que possui uma rede de academias e também atua no agenciamento de lutadores, além de ter participação em negócios nas áreas de alimentação natural, material esportivo e eventos.
O casal hoje vive em Las Vegas e compartilha a convivência em família e no trabalho. Na convivência diária, Joana enfatiza que o mais importante é existir respeito e humildade, além de disposição para mudar.
Ela conta que um dia orou a Deus para que Ele mudasse alguns comportamentos de Vitor. “Deus me falou: “Ele (Vitor) vai mudar se você mudar”. Isso foi tão profundo pra mim (…). Batalho todos os dias para ser sábia, edificadora e adjuntora”
Nesta entrevista ao Gospel Prime, Joana fala de sua atual fase, do personagem Feiticeira, e de como cuida da família e da casamento.