Igrejas criam alternativa para Black Friday, o “Bless Friday”

Do Gospel Prime
Enquanto no Brasil a promoção chamada de “Black Friday” [Sexta-feira Negra] é cercada de polêmicas, nos EUA onde foi criada, ela ainda é o dia de maior fluxo de comércio do ano.

Contudo, em 2009, um sermão pregado em uma igreja de Houston, Texas, lembrou que a pregação do evangelho apenas como prosperidade atrapalha a percepção dos cristãos que “abençoar” é melhor que “ser abençoado”, segundo o próprio Jesus.

Essa foi uma semente que acabaria resultando na criação da “Bless Friday” [Sexta-feira de Benção]. O pastor Chuck Fox, da Igreja Presbiteriana, decidiu levar esse plano adiante e não deixar apenas na teoria. A ideia básica é que as igrejas que já possuem projetos de serviços comunitários os intensificam nestes dias e as que não têm, envolvam-se em atividades em prol da comunidade.

O propósito é combater a cultura do consumo desenfreado com a valorização do trabalho voluntário, sempre enfatizando que trata-se de um mandamento bíblico. A proposta é simples, o dia de Ação de Graças é comemorado na última quinta-feira de novembro. A Black Friday é no dia seguinte, sendo o “grande dia” para as compras de Natal, celebrado menos de um mês depois. A proposta da Bless Friday é que ao invés de saírem para as compras e ficarem horas procurando pelas melhores ofertas do comércio, os cristãos saiam para a rua e sirvam os necessitados. Algumas começam as atividades na sexta e só param após o culto no domingo.

Chuck Fox, o criador da Bless Friday, enfatiza: “As pessoas entenderam a nossa mensagem de que quando nos concentramos demais em comprar coisas, perdemos de vista a verdadeira razão do Natal: lembrar de Cristo e celebrá-lo. Queremos começar a nossa celebração do Natal servindo aos outros, assim como Jesus fez”.

Usando a internet e contatando pastores conhecidos, Fox ajudou a ideia a se difundir. Este ano igrejas de fora do Texas também participaram, pertencentes a diferentes denominações: Presbiteriana, Metodista, Episcopal, Metodista Africana, e até católica.

Myree Francis, um dos líderes da Igreja Beacon of Light Christian Center, que está participando pelo terceiro ano da Bless Friday conta que as atividades deste ano inclui a distribuição de alimentos, atendimento de saúde e até a limpeza de parques da cidade.

“Minha esperança é que nós possamos resgatar o serviço ao próximo como parte da nossa celebração cristã. Precisamos apenas recolocar nosso foco em Cristo e todo o resto será consequência disso”, finaliza o pastor Fox. Com informações Christian Post.

Comentários

Vamos fazer o Bless Friday no Sertão da Bahia. Pr. Luiz Reis

Postagens mais visitadas deste blog

A UNIÃO ENTRE OS IRMÃOS

O Conflito entre Israel e os Palestino à Luz da Bíblia

Mateus 6:16-18