5.4.09

Deus lhe abriu o coração

PAULO ROBERTO RÜCKERT


Isto aconteceu com Lídia, que atendeu a pregação do apóstolo Paulo. Em seguida, ela e sua família receberam o batismo, e acolheram os missionários em sua casa.

É no coração que nascem os pensamentos, os sentimentos, as decisões, as palavras e as atitudes. Ao mencionar o coração, a Bíblia está se referindo ao centro da nossa vida espiritual e moral. O coração representa a pessoa em sua totalidade. Um coração limpo e puro não está dividido, nem busca uma segunda intenção ou falsa aparência na relação com as pessoas ou com Deus.

O Senhor conhece o nosso coração, pois seu conhecimento vai além das aparências. Deus quer colocar no nosso coração a dádiva do seu Espírito.

Jesus declarou bem-aventurados os limpos de coração, salientando que os mesmos verão a Deus. Jesus sabia que os corações puros estão totalmente abertos para a presença e o agir de Deus.

Muitas vetes são os corações mais desamparados e abatidos que se abrem para Deus, pois este gesto requer o abandono da auto-suficiência, O coração que treme diante da Palavra do Senhor, é o que também pode se abrir para a graça divina. Geralmente são os pobres, tão massacrados pelo sistema e não tendo mais a quem recorrer, que se mostram receptivos para a manifestação de Deus.

Mas o coração também pode se tornar obstinado. Quando alguém se recusa a reconhecer a ação de Deus nos acontecimentos da vida, a pessoa se defronta com uma cegueira espiritual. É o endurecimento do coração.

Quando isto acontece, cada um de nós é responsável pelo endurecimento do seu coração. Assim também aconteceu com o faraó do Egito. Mas Deus sabe aproveitar até a obstinação humana para realizar seu plano.

Estamos nós em sintonia com o plano de Deus? O nosso coração está aberto para a vontade divina? O nosso coração é íntegro, ou está maquinando uma segunda intenção?
O detalhe, que me chama atenção no relato de Lídia, é que “o Senhor lhe abriu o coração”.

O apóstolo Paulo sabia muito bem que é Deus quem deve abrir o coração de uma pessoa. Esta é uma tarefa divina, que vai além do alcance do apóstolo e de algum pastor.
O nosso coração já foi aberto por Deus?

Se não passarmos por um novo nascimento, não veremos e nem entraremos no Reino de Deus. E o novo nascimento é obra do Espírito. Esta é a radicalidade da fé cristã. Não basta uma melhorada na conduta; é necessário nascer de novo. E é Deus quem abre o coração, para que isso aconteça.
Enquanto isso não acontecer conosco, continuaremos colocando remendo novo em pano velho.

Mas na medida em que deixamos o Senhor abrir os nossos corações, reconheceremos que a mão do Senhor está conosco em tudo que realizamos!

Extraído de Getsemani Internet

Nenhum comentário: