Honre Jesus

“Naqueles dias apareceu João, o Batista, pregando no deserto da Judéia.” Mateus 3.1.

“Porque ele será grande diante do Senhor; não beberá vinho, nem bebida forte; e será cheio do Espírito Santo já desde o ventre de sua mãe;... irá adiante dele no espírito e poder de Elias, para converter os corações dos pais aos filhos, e os rebeldes à prudência dos justos, a fim de preparar para o Senhor um povo preparado.” Lucas 1.15-17.


João Batista era pastor de uma igreja no deserto. O deserto é lugar de sequidão, lá não tem ar-condicionado, não tem berçário, não tem estacionamento, não tem bebedouro, não tem revista, boletim dominical, não tem bancos, não tem banheiro.

João Batista era pastor de uma igreja no deserto, ele era filho de pastores, seu pai era sacerdote em Israel e sua mãe era descendente de Arão. Todo domingo, João pregava o mesmo sermão: “Arrependei-vos, porque é chegado o reino dos céus.” Mateus 3.2.

“ Como está escrito no livro das palavras do profeta Isaías: Voz do que clama no deserto: Preparai o caminho do Senhor; endireitai as suas veredas.” Lucas 3.4

João Batista só sabia pregar isso. A pessoa o procurava para falar de um casamento, de um negócio, de uma questão com o vizinho, João Batista respondia a mesma coisa: “Arrependei-vos”.

A roupa do Pastor

“Ora, João usava uma veste de pelos de camelo, e um cinto de couro em torno de seus lombos; e alimentava-se de gafanhotos e mel silvestre.” Mt 3.4.

Imagine uma igreja no deserto, com um pastor que se vestia com pele de camelo e que almoçava gafanhoto. Você gostaria de almoçar com João Batista? 

Mesmo com essa descrição, as pessoas de toda região iam ouvir João Batista, porque a multidão estava sedenta. “Então iam ter com ele os de Jerusalém, de toda a Judéia, e de toda a circunvizinhança do Jordão.” Mt 3.5.

João batizava ricos e pobres

“ E eram por ele batizados no rio Jordão, confessando os seus pecados.” Mt 3.6.

Eram por ele batizados, ricos e pobres. Quem morava na Judéia eram os fazendeiros e quem morava na beirada do rio eram os pobres, as pessoas carentes. A mensagem de João alcançava a todos. 

Já imaginou se aquela igreja fosse só de pessoas ricas, ou só de pessoas pobres, ou só de gordos, só de crianças, só de anões, só de Jovens? Não, essa igreja tinha pessoas de todos os tipos e classe social, porque a mensagem do Senhor é para todos. 

João batizava todos à beira do Rio Jordão que simboliza o sangue de Jesus, porque todos somos iguais. 

A palavra de João era dura

“Mas, vendo ele muitos dos fariseus e dos saduceus que vinham ao seu batismo, disse-lhes: Raça de víboras, quem vos ensinou a fugir da ira vindoura?” Mt 3.7.

“E já está posto o machado á raiz das árvores; toda árvore, pois que não produz bom fruto, é cortada e lançada no fogo.” Mt 3.10.


João Batista não era conivente com o erro, Ele confrontava o erro. 

João honrava Jesus

“Eu, na verdade, vos batizo em água, na base do arrependimento; mas aquele que vem após mim é mais poderoso do que eu, que nem sou digno de levar-lhe as alparcas; ele vos batizará no Espírito Santo, e em fogo.” Mt 3.11.

É em Jesus que temos que firmar a nossa fé. Quantas vezes fui decepcionado, porque coloquei minha confiança no homem! O amor de Deus por nós é favor imerecido, não somos dignos de Jesus. Só tem um que nunca nos decepciona, o nome d’Ele é Jesus Cristo o Rei dos Reis. 

O Senhor Jesus entrou nessa igreja porque ali ele era honrado. O altar de ouro não era o mais importante, o acolchoamento dos bancos, a roupa do pastor, o lustre não eram o mais importante. O mais importante era estar num lugar onde Ele era honrado. 

Está cheio de mansões, casamentos, empresas que o Senhor não está presente, porque ali Ele não é glorificado.

Onde Jesus está o Espírito Santo está

“Batizado que foi Jesus, saiu logo da água; e eis que se lhe abriram os céus, e viu o Espírito Santo de Deus descendo como uma pomba e vindo sobre ele.” Mt 3.16.

Aquela igreja tinha a presença do Pai, do filho e do Espírito Santo

“ E eis que uma voz dos céus dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo.” Mt 3.17. 

Jesus era honrado pelo pastor da igreja, por isso o Pai, o filho e o Espírito Santo estavam ali também. Mais tarde João Batista é decapitado, e Jesus que é a Cabeça da Igreja, assume a igreja no deserto. 

Não pense jamais que bens materiais, títulos, diplomas são o mais importante. O mais importante é honrarmos Jesus Cristo. Honre Jesus! 

Pastor Jorge Linhares
Edição: Renata G. Santana

iGETSEMANI

jovensqueoram.blogspot.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A UNIÃO ENTRE OS IRMÃOS

O Conflito entre Israel e os Palestino à Luz da Bíblia

Mateus 6:16-18