6.5.13

UMA FAMÍLIA EM CRISE





“Então, disse o homem: A mulher que me deste por
 esposa, ela me deu da árvore, e eu comi.” 
Gn 3.12

O pecado entrou na família e adoeceu os relacionamentos. Nossos primeiros pais perderam a comunhão com Deus e se esconderam. Perderam a comunhão conjugal e brotaram as acusações. Perderam a paz interior e foram atormentados pela culpa. O casamento deixou de ser um jardim e tornou-se um deserto. Os filhos nasceram e se tornaram prósperos, mas o relacionamento estava enfermo. Caim sentiu inveja do seu irmão Abel.

Em vez de imitar suas virtudes, matou-o com requintes de crueldade. Ainda hoje há muitas famílias em crise. Muitos cônjuges não se entendem mais. As palavras de carinho se transformam em acusações impiedosas ou em silêncio gelado. Muitos filhos, em vez de celebrar a união como irmãos, entregam-se à competição.

A família em vez de ser um reduto de segurança e amor, tem se transformado na arena das disputas mais acirradas, das mágoas mais profundas e do desprezo mais cruel. A família tem sido bombardeada nas casas de leis e nas ruas. Torpedos mortíferos têm sido lançados sobre a família para desconstruí-la. A solução para uma família é voltar-se para Deus!

Amantíssimo Deus, só tu és a solução para os conflitos vividos em família. Apenas nas tuas mãos há o poderoso remédio capaz de curar todas as nossas feridas. Em nome de Jesus. Amém.

Nenhum comentário: