22.5.13

Marina, Caetano e Feliciano

A ex-ministra Marina Silva foi tema de um artigo do cantor Caetano Veloso, que saiu em sua defesa após analistas políticos criticarem a postura adotada pela pré-candidata à presidência da República em 2014.

Marina ganhou as manchetes da mídia na última semana ao dizer que o pastor Marco Feliciano deveria ser analisado por suas declarações e seu desempenho como político, e não por ser evangélico.

Na ocasião, Marina disse que não gostava “quando a questão fica religiosa”, e destacou que a polêmica em torno do pastor Feliciano era sobre uma “cultura de direitos humanos, coisa que o deputado não tem”.

Ainda assim, analistas políticos entenderam que Marina havia saído em defesa de Feliciano, e alguns chegaram a decretar um suicídio político da fundadora do movimento Rede Sustentabilidade, que coleta assinaturas para a fundação de um partido.

De acordo com o Tribuna Hoje, Veloso afirmou que as críticas feitas a Marina Silva atendem apenas ao interesse de quem quer ver a disputa eleitoral polarizada entre PSDB e PT, e que a postura da ex-ministra está correta.

“As palavras de Marina Silva sobre o caso Feliciano são sensatas e dizem o que deve ser dito. A imprensa deu um tom suspeito nas manchetes e os malucos das redes sociais (segundo me contam) entraram em surto. Meu amigo Rafael Rodriguez acha que querem desqualificar Marina para que se mantenha a disputa eleitoral ente PT e PSDB”, afirmou Veloso.

O cantor ainda observa que as manchetes jornalísticas criticando Marina Silva eram um tanto vagas por não levar em consideração o histórico dela como política: “Será que alguém crê que Marina Silva está assinando embaixo de declarações inaceitáveis feitas por Feliciano só porque ele é evangélico? Esses doidos não podem fingir que acreditam nisso”, pontuou.

Segundo Caetano Veloso há um movimento na imprensa que busca excluir Marina Silva e sua Rede Sustentabilidade dos assuntos mais tratados no Brasil: “Alegra-me poder repetir o nome de Marina Silva quando páginas de jornal e telas de computadores esperneiam para que o apaguemos”, disse, manifestando explícito apoio à ex-ministra do Meio Ambiente. Com informações Gospel+

Nenhum comentário: