4.12.12

Marisa Lobo escreve carta em resposta a argumentos do deputado federal Jean Willys


Do portal Guia-me
A psicóloga cristã Marisa Lobo, esteve na Audiência Pública realizada no dia 7 de novembro pela Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara.

Na audiência foi discutido o o Projeto de Decreto Legislativo 234/11, de autoria do deputado federal João Campos (PSDB-GO), que pretende revogar parte de uma resolução do Conselho Federal de Psicologia que impõe regras aos profissionais da área na relação com pacientes homossexuais.

Marisa Lobo publicou uma carta aberta, em resposta a algumas falas do deputado federal Jean Willys. Confira:

Na última audiência do dia 27/11, na Câmara Federal de Brasília, na comissão de seguridade social, onde estive presente como psicóloga, juntamente com o meu colega psicólogo e pastor Silas Malafaia, discutindo o projeto do deputado João Campos, apelidado maldosamente pela militância Gay, de “Cura Gay”. Fomos citados pelo deputado federal Jean Willys, que causou frisson na audiência, dando seu “show particular”. Este cidadão que hoje é deputado nos tratou de forma intolerante e preconceituosa, chamando inclusive nosso povo presente de “ESSA GENTE”, mostrando claramente em sua fala e em sua linguagem não verbal o quanto nos despreza.

Na ocasião debaixo de caretas, falas alteradas e estrelismo, o deputado federal tentou ridicularizar minha imagem e a do pastor Silas Malafaia, se valendo dos seus minutos de palavra (que deveria ser usado pra discutir o assunto proposto, mas como já é de sua característica, usa para disseminar preconceito) de forma lamentável mostrou mais uma vez sua infantilidade parlamentar e intolerância destilando seu veneno ardiloso pontuando de forma “sínica” e oportunista , que meu currículo profissional e do Pr. Silas Malafaia não consta na plataforma Lattes, induzindo a sociedade ao erro de acreditar que estar nesta plataforma, que é apenas para ferramenta de divulgação de curriculum, seja prerrogativa para qualquer produção científica e ou capacitação profissional.

Esclareço que sim, para quem deseja, é interessante divulgar seu currículo nesta plataforma, mas jamais obrigatória, ela é usada como o uma ferramenta válida de divulgação, porém temos muitos profissionais que não gostam de expor sua vida nesta ferramenta, como o Pastor Silas que, cá entre nós, o que menos precisa é expor sua qualificação, pois seu sucesso profissional e sua liderança mundial falam por si.

Segue minha resposta ao então deputado ex BBB de 13016 votos ( sortudo)

Nenhum comentário: