7.9.13

GOLPE DO POVO É DIREITO!

por Caio Fábio

Tem gente dizendo que há um golpe em curso. Nesse caso, simplificando, o próprio Governo ou seus autorizados fariam tudo para transformar as passeatas em Vandalismo e Violência, a fim de ter a justificativa intervencionista, com os inevitáveis poderes de medidas de exceção, e/ou até regime de exceção, como vimos acontecer em 1964.

Eu, porém, acredito que o que temos é um simples fenômeno de combinação sindrômica do seguinte:

1. A saturação dos Inconsciente Coletivo desta geração, até então cidadãmente não nascida ainda nas expressões dos seus sonhos e desejos;

2. O fenômeno das Redes Sociais;

3. O fenômeno da co-incidencia de anseios semelhantes em outros países [embora que por outras razões tópicas];

4. O fato que "a medida da iniquidade" das consecutivas administrações governamentais corruptas "encheu o Inconsciente Coletivo Nacional";

5. O Congresso mais corrupto e caro da Terra;

6. A expressão crescente do Capitalismo Governamental de Favores;

7. A crescente percepção de que boa parte dos programas do Governo são apenas cortinas de fumaça para encobrir estratagemas claros de uso da Democracia para que se crie ditaduras tácitas e cínicas, impondo ao povo agendas que não voltam para o dia a dia da população...

Entre outras coisas... fazem parte dessa Profissão de Fé Cidadã que hoje se vê!

Sim, estes são os principais agentes de vento de sentimentos e pulsões por trás do que se vê nas ruas.

É como "O Pão de Gideão". Volta sobre os "amalequitas" porque eles roubavam o "trigo".

Por isto é que até os "sonhos" dos soldados amalequitas estavam tomados pela culpa que os fazia sonhar com um "pão que rodava e dava contra a tenda do comandante", acabando com eles.

Quando se rompe o lençol do Inconsciente Coletivo... caem sobre todos o que em todos estava reprimido, mas o sentir é como se viesse de fora, embora brote de dentro de todos, simultaneamente, como um pesadelo comum do qual se acorda em saltos.

Outra coisa interessante é quando isso acontece os Poderes Constituídos tremem, posto que, em geral, tais fenômenos só se manifestem quando as iniquidades se fazem acumular por décadas. Então, quem pode mais, deve mais...

Ora, com a velocidade com a qual as coisas se acumulam hoje, como numa máquina de compressão do tempo, a tendência é que cada vez mais a sociedade se expresse em manifestos que serão plebiscitários.

A fim de impedir tal fato dos tempos, só se as "autoridades" drogarem diretamente as nossas águas, ou se impetrarem sobre nós um esmagador golpe de Estado; mas até isto -- creiam! -- estaria fadado a ser tragado pelo fenômeno maior, e que se espalha por toda a Terra.

Assistimos no mundo a uma mudança de paradigma mais profundo do que a Renascença significou no passado da Civilização Ocidental. Afinal, acontece no mundo todo.

E mais:

Se o que está acontecendo é um golpe, é golpe do povo; e golpe do povo é direito e Direito, onde quer que se diga que o regime é democrático.

Nenhum comentário: