Chorão tinha potencial para levar multidões para Cristo, afirma Rodolfo, ex-Raimundos


“Eu gostaria de olhar nos olhos do Chorão e falar alguma coisa que tocasse o coração dele. Infelizmente não posso mais”, lamenta Rodolfo, que foi amigo de chorão nos anos 90 quando o Raimundos e o Charlie Brown Jr se destacaram no cenário do rock nacional.
Na entrevista, Rodolfo lembra um dos encontros que teve com Chorão, com quem contou sua experiência de conversão ao amigo. Em 2003, eles se encontraram em um show em Belo Horizonte e Chorão pediu para que Rodolfo contasse “como foi a parada”. 

“Eu contei como foi a minha experiência com Deus. Achava fantástico isso no Chorão: ele estava ouvindo, absorvendo, não me julgou. Dava para ver que percebeu a diferença na minha vida e queria saber o que estava acontecendo”, conta Rodolfo.

O cantor lembra que Chorão fez muitas músicas que citavam Deus diretamente. Para ele, Chorão gostava “de trocar uma ideia com Deus”. “O Chorão não tinha nenhuma rejeição à coisa de Deus. Só não se sentia confortável com religião”, conta. “Existia uma sede dele de algo mais, existia uma consciência de que o que ele precisava era Deus”, lembra Rodolfo.

Ele afirma que se Chorão começasse a cantar sobreJesus, multidões iriam para Cristo, porque ele tinha o dom de Deus para isso. “O que o Chorão falava, a galera seguia (...). Se tivesse experiências com Deus, ele levaria muita gente para Cristo”.

Rodolfo lembra a amizade deles na década de 90. “Gostava dele porque era uma pessoa real”, lembra. “Ainda que você não concorde muito com coisas que pessoas fazem, tem que admirar quando elas são verdadeiras, esse é um terreno sagrado”, diz Rodolfo.

Rodolfo se converteu em 2001 e hoje faz parte da Missões Evangelísticas Vinde Amados Meus (MEVAM) e é vocalista e guitarrista da banda Rompendo a Barreira do Templo. Com informações do 
The Christian Post.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A UNIÃO ENTRE OS IRMÃOS

O Conflito entre Israel e os Palestino à Luz da Bíblia

Mateus 6:16-18