O que esperar do 1º prefeito evangélico de Itabuna.


Foto: Google
Nossa geração é àquela que acreditou que o diabo é o “pai do rock”, que o casamento “é consórcio”, que adulterar é “coisa normal”, que Deus é o “deus da diversidade sexual” e que a “política é coisa do diabo”. Nada mais longe da verdade do que essas afirmativas. Nós, evangélicos, temos duas cidadanias: uma celestial e uma terrena. Uma não anula a outra. Não posso negar que ser cristão e político nos dias de hoje, no meio de tanta corrupção, é perigoso e muito difícil. Mas não é impossível permanecer fiel ao Senhor. Mesmo fazendo parte do Reino de Deus, da Igreja de Cristo, vivemos em um contexto social.

         O irmão Vane do Renascer é evangélico, presbítero e missionário na Igreja Assembléia de Deus. Ele ganhou esse conhecido apelido por ter trazido esperança e paz a tantos jovens que mergulharam no “submundo das drogas e da marginalidade”, e que foram restaurados ao plano original de Deus, através da permanência no Centro de Recuperação Renascer, instituição que Vane atuou como voluntário durante muitos anos.

          Vane foi um dos vereadores mais bem avaliados na Câmara de Itabuna. Essa aprovação foi resultado do desempenho de dois mandatos consecutivos exercidos com transparência, ética e muito trabalho - diversos projetos de lei e indicações ao Executivo e ao Governo do Estado da Bahia.

          Vane é o primeiro prefeito de Itabuna que é cristão, que tem o temor de Deus. Ele escolheu seus secretários baseado na “competência técnica” e na “experiência política”. Conheço três de seus secretários, e sei que também são homens tementes a Deus e compromissados com a Palavra de Deus. Isso demonstra que os “crentes” não estão apenas se preocupando com “questões espirituais” dentro das “quatro” paredes da igreja, mas que também estão sendo despertados para o exercício da cidadania, na esfera política. Não devemos apenas orar e espiritualizar tudo, devemos agir pela sociedade e na sociedade, para o bem da democracia.

          Na sociedade itabunense e até no nosso meio, do meio do povo chamado “evangélico”, Vane não alcança unanimidade. Não há nada de surpreendente nisso, até porque nem mesmo Jesus, com Sua Autoridade, Sabedoria e Supremo Poder e Amor agradou a todos. Mas, o que não podemos fazer é ficar de “braços cruzados”, de “boca calada” pensando que as decisões políticas não nos atingirão.Não fazer nada e ser omisso diante da injustiça social é pecado (Tiago 4:17). A orientação que recebemos de Deus é que devemos orar com proposito por nossas autoridades. Isso resultará numa vida quieta e sossegada, em toda a piedade e honestidade (1 Timóteo 2:2-3); Não devemos orar pelos que estão em autoridade, no sentido de que sejam bem sucedidos em tudo que fizerem ou que atendem nossos interesses pessoais. Entretanto, devemos apoiar quem defende os princípios cristãos.

          Conheço o irmão Vane antes de sua vida política, nos ECC (Encontro de Casais com Cristo, da Igreja Batista Teosópolis). Nos momentos de campanha eleitoral ele sempre se mostrava cauteloso, calmo, tranquilo e sempre evitava discriminar a “comunidade católica” ou os outros grupos religiosos, a exemplo do apóstolo Paulo, que não discriminou os atenienses, mesmo sendo um povo mergulhado na idolatria e na superstição (Atos 17). Devemos sempre seguir o exemplo dos homens de Deus 

          Se o Senhor assim permitir, Vane do Renascer cumprirá o mandato de prefeito, para o quadriênio 2013/2016. Será a administração que o povo escolheu. Ele não é o prefeito apenas daqueles que o elegeram, mas de toda Itabuna que decidiu, nessa última eleição, renovar. E a renovação foi quase que total também na Câmara de Vereadores com o retorno de nomes validados pelo povo, a exemplo de Júnior Brandão, meu vereador, homem temente a Deus e que se desvia do mal.

          Quero sugerir ao irmão Vane e aos demais servidores cristãos que conheçam e vivenciem o modelo do “político Daniel” - notável exemplo de homem na vida pública. De Daniel está registradoEntão, os príncipes e os presidentes procuravam achar ocasião contra Daniel a respeito do reino; mas não podiam achar ocasião ou culpa alguma; porque ele era fiel, e não se achava nele nenhum vício nem culpa." (Dn 6:4).  Sua vida nos mostra como deve ser a vida do cristão no contexto secular. Daniel, na qualidade de homem público, não se deixou dominar pela desonestidade, pela ganância, pelo engano, mas se manteve íntegro na sua vida secular através dos princípios básicos para aqueles que querem agradar a Deus: Leitura/Vivência da Palavra e Oração. Essa receita é a base para o sucesso em qualquer empreendimento nosso, seja ele na vida pública ou não.

          Não resta dúvida, que Daniel preservou os valores cristãos que ele aprendera de sua família nos cultos domésticos e isso possibilitou a vivência de um cristianismo autêntico em uma nação totalmente longe de Deus, mergulhada na idolatria. Daniel sabia que o relacionamento com Deus é inegociável, e ele não se vendeu por nada porque tinha princípios espirituais que nortearam sua vida. A postura de Daniel, um político do Reino de Deus, é aposta a de muitos políticos que se dizem “evangélicos” hoje em dia, que preferem manter a sua permanência no “poder” a todo custo. Que Vane e os demais servidores cristãos aliem competência e honestidade e, acima de tudo a lealdade a Deus.

          Hoje, Vane do Renascer, prefeito de Itabuna é a representação da igreja no mundo político e por possuir formação moral, ética e espiritual ele apresenta plena condição para melhor servir à sociedade e por sua fundamentação bíblica ele deverá:
  •  Ter como prioridade fazer conhecido o Propósito de Deus em Itabuna;        
  • Trabalhar para diminuir o sofrimento, a injustiça, a pobreza e a desigualdade social mesmo tendo consciência de que as “dores do mundo”, de Itabuna, não podem ser curadas pelo próprio homem. 
  •     Evitar o “sofrimento do povo” – porque há um justo na liderança de Itabuna (Pv 29.2). 
  •     Não buscar interesses pessoais.
  •  Ter firmeza e competência para garantir eficiência, eficácia e efetividade no atendimento ao interesse público.
  •     Defender os interesses públicos, morais, sociais, educacionais e assistenciais;
  •   Respeitar o patrimônio público, pensando no bem-estar da população.
  •  Ter austeridade e absoluta seriedade no uso dos recursos públicos, como bom administrador.
  •    Por não ser ímpio, ele não pode e não deve iludir o povo (Jó 34.30)
  •      Não tolerar a corrupção em nenhuma instância de seu governo, tendo transparência e permitindo o livre acesso à informação.
  •     Não agradar os diversos grupos políticos que existem sem se importar com o que é certo ou errado;
  •  Apresentar equilíbrio e harmonia para convergir na grande diversidade social, cultural e religiosa de Itabuna.
  •  Combater os projetos de ímpios, inspirados pelo diabo;
  • Glorificar a Deus exercendo seu mandato com esperança, responsabilidade e dignidade.
  •  Não se corromper e não ser motivo de escândalos ao Evangelho do Senhor Jesus Cristo; no Qual fomos eleitos para sermos santos e irrepreensíveis (Ef 1.4-5)  
          Todos nós, servos de Deus, fomos convocados para fazer diferença nesta geração. Isso implica em viver o Evangelho fora da estrutura física da igreja - é muito mais do que entoar hinos dentro de um templo ou frequentar assiduamente uma determinada igreja. O Senhor deseja que provoquemos transformações nos homens pelo Poder do Evangelho, condenando o pecado, fazendo o bem sem olhar a quem, defendendo a justiça, orando pelos nossos governantes. É a nossa omissão que permite a propagação da injustiça e da opressão.

          É nossa missão apresentar o Projeto de Deus para o homem. Haverá mudanças significativas em Itabuna, quando o Evangelho de Cristo for nossa prioridade e quando a Justiça de Deus for nossa bandeira.

          O povo de Deus está saindo das quatro paredes da igreja, assumindo funções de liderança e cargos políticos. É nosso desafio escolher pessoas com competência, capacidade política e princípios cristãos. Nem sempre acertamos, mas não podemos desistir.

          Que Deus abençoe Vane e a sua equipe. Que O Senhor abençoe a nossa querida cidade de Itabuna.

Unidos na mesma unção, na esperança da salvação.
Gilvan Silva Santos, servo do Deus Altíssimo em espírito, alma e corpo (I Tes 5:23)
Siga-me no Twitter: twitter.com/Gilvan1973_BA

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A UNIÃO ENTRE OS IRMÃOS

O Conflito entre Israel e os Palestino à Luz da Bíblia

Mateus 6:16-18