1.4.13

1° de Abril: Dia da Mentira é alvo de críticas de líderes evangélicos

No primeiro dia do mês de abril é comemorado pelo mundo o Dia da Mentira. Na contramão dessa cultura, muitos pastores e líderes evangélicos se manifestaram publicamente e proclamaram averdade de Deus. Personagens cristãos também fizeram parte das críticas. Diversas imagens virais sobre o tema circularam nas fanpages do Facebook.

“Hoje não é o Dia da Mentira. Porque quem criou o dia e a noite foi Deus. E não Satanás, ele não tem nada aqui esse imundo”, postou no Twitter o pastor Luiz Hermínio. O músico Ton Carfi também falou sobre a data: “No chamado dia da mentira a maior verdade que temos é que Jesus morreu na Cruz por mim e por você! Acredite!”

“Quando ele [o diabo] profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso e pai da mentira. (Jo 8.44)”, postou o pastor Luciano Subirá em sua rede social com as marcações #DigaNãoAMentira e #1deAbril. Usando a mesma hashtag, o pastor João Chinelato Filho escreveu: “Aos simpatizantes do dia da mentira. Em Apocalipse está escrito, ‘ficarão de fora os que amam e praticam a mentira’.

Um dos personagens cristãos que ganha mais seguidores a cada dia é o Pastor Gaúcho. Ele comentou o Dia da Mentira no Facebook e no Twitter com a linguagem típica do Rio Grande do Sul. “O diabo faz a panela, mas não a tampa. A mentira é guria do capeta, vai deixar o diabo te tira para guri também? João 8:44”, se manifestou.

O movimento Eu Escolhi Esperar lançou uma campanha na rede social Twitter. Com a hashtag #ChegadeMentiras foram postadas frases sobre as verdades da sexualidade de acordo com a Palavra de Deus. “Use a tag #ChegaDeMentiras e vamos fazer um twittaço esta manhã e profetizar sobre o Brasil: Jesus a verdade que liberta!”, dizia o convite no perfil do movimento para os mais de 188 mil seguidores.

Seguidores do movimento no microblog também aderiram à campanha. “Já é trágico ser influenciado por uma cultura que ‘brinca’ com a mentira, pior, é fazer da vida uma ‘brincadeira’ mentirosa! #ChegaDeMentiras”, escreveu o usuário L. R. Meier. Com informações do 
The Christian Post.

Nenhum comentário: